Tom Duquesnoy - Perfil Oficial do Lutador do UFC®
Tom
Duquesnoy
15-2-0, 1NC( V-D-E )
Fight Night Bonuses:

Histórico de Lutas

Comparação de habilidades

Gráficos são compilados s baseado nos resultados de 3 lutas.
Recorde: 15-2-0, 1NC
Sumário: Resistência e adaptabilidade.

Informações do lutador

Apelido: Fire Kid
De: Paris França
Representando: Albuquerque , Novo México EUA
Idade: 25
Altura: 5' 7" ( 170 cm )
Peso: 135 kg ( 61 kg )
Reach 68"
Leg Reach 37"

Golpes

Tentativa total de golpes
0
300
45% de sucesso
136
Total de golpes bem sucedidos
0
136
85% Em pé
15% de sucesso
115
20
1
Defesa de golpes
63
%
Porcentagem total de golpes evitados

Grappling

Total de quedas
0
4
25% de sucesso
1
Tipo de quedas bem sucedidas
 
 
{0}% Finalização
{0}% Passagens
{0}% Raspagens
0
1
0
Takedown defesa
47
%
Porcentagem total de quedas evitadas
Resultado Lutadores Evento G Q F P Método Reprise Awards
Win
Tom Duquesnoy
17 mar 2018
67
85
0
2
0
0
0
1
R3 Decision - Unanimous
Loss
Tom Duquesnoy
7 out 2017
33
66
1
4
0
0
1
2
R3 Decision - Split
Win
Tom Duquesnoy
15 abr 2017
37
36
2
0
0
0
0
0
R2 KO/TKO

Biografia

TREINAMENTO: As manhãs são para manoplas, seguido de sparring ou técnicas em wrestling e luta agarrada. Na parte da tarde é para descanso e recuperação: jacuzzi, yoga e natação.

Quando e por que começou a treinar para lutar? Eu comecei a lutar Sambo e MMA quase ao mesmo tempo, aos 12, e alguma coisa dentro de mim despertou. Aos 15 eu queria ser um lutador de MMA profissional e meu objetivo era ser o mais completo possível, procurando as chaves para o esporte. Pratiquei wrestling, onde fui campeão nacional três vezes. Ao mesmo tempo, lutei boxe tailandês, boxe e até mesmo full-contact. Eu fui pentacampeão francês de Sambo, e a ideia era capitalizar o máximo para ser balanceado em todas as áreas aos 18, que era a idade legal para lutar MMA competitivamente.

Quais cinturões e conquistas você já teve? Campeão mundial peso-galo e peso-pena pelo BAMMA.

Você tem algum herói? Em termos de MMA, eu sou inspirado por diversos lutadores, de acordo com suas forças. Eu amo a criatividade do meu parceiro de treinos, Jon Jones, a personalidade de Luke Rockhold e a inteligência de Georges St-Pierre. O primeiro que me inspirou foi Fedor Emelianenko. Ele é um exemplo de humildade e efetividade, que marcou seu tempo e sempre terei como fonte de inspiração. Quem também muito me inspira é Jean-Claude Van Damme, porque eu acho que tivemos um caminho parecido para viver nossa paixão. Nós dois saímos de cidades pequenas, não muito longe uma da outra já que a Bélgica, de onde ele veio, fica próxima do norte da França, de onde eu venho. Nós dois passamos por Paris, seja para atuar ou lutar MMA em nível nacional. Então cruzamos o Atlântico para evoluir na costa oeste, onde é a grande referência para MMA e filmes.

O que significa para você lutar no UFC? É o começo da parte mais importante da minha carreira. Estou muito feliz por estar aqui. Eu treinei desde o começo para ir o mais longe possível no MMA e o UFC é a organização que me levará a isso.

Você fez faculdade e, se sim, no que se formou? Me formei em Filosofia na França.

Qual era seu emprego antes de começar a lutar? Eu nunca trabalhei fora do MMA.

Alguma realização específica em competições amadoras? Múltiplas lutas em muay thai, full-contact, savate e boxe. Cerca de 100 lutas de wrestling. Três vezes no pódio nacional de luta Greco-Romana e wrestling estilo-livre. Cinco vezes campeão nacional de Sambo.

Alguma realização específica em competições profissionais? Campeão dos seguintes torneios na Europa: BAMMA (peso-pena e peso-galo), Killacam (peso-pena) Belgium Beatdown (peso-pena), promessa número 1 em 2013 pela Fight Matrix e Bloody Elbow.

Técnica favorita de luta agarrada: Guilhotina.

Técnica favorita de luta em pé: Cotovelada de direita.
• Profissional desde 2012;

• Oito vitórias por nocaute, quatro por finalização (duas guilhotinas, um triângulo, um mata-leão);

• Cinco vitórias no primeiro round;

• Vencedor de 11 de suas últimas 13 lutas;

• Única derrota antes do UFC foi para o veterano do UFC Makwan Amirkhani, em 2013;

• Origem do apelido: "Eu tenho cara de criança com um estilo explosivo e imprevisível. Esse é o apelido que os jornalitas ingleses me deram".

Carreira

Mais lutadores