Os prêmios não-oficiais do 1º semestre de 2011: Os lutadores

A temporada não-oficial do 1º semestre termina hoje com o melhor de 2011 até agora...
É isso. A temporada não-oficial do 1º semestre termina hoje, com os lutadores que deram seu melhor, até agora, em 2011. Adiantando um pouco as coisas aqui, vamos dizer apenas que você não vai se surpreender com quem está no topo da lista.

5 - Mark Munoz
Depois de sua derrota por nocaute no primeiro round (lutando de meio-pesado) contra Matt Hamill em 2009, havia muitos pontos de interrogação em torno Mark Munoz e se ele seria plenamente capaz de fazer a transição de wrestler para lutador de MMA. Ele respondeu tudo de uma vez só, e no peso médio, se tornando um concorrente legítimo, fato confirmado pelas três vitórias seguidas, incluindo as duas de 2011 diante de CB Dollaway e Demian Maia. “The Filipino Wrecking Machine” é pra valer negócio, e está ficando melhor a cada luta.

4 - Melvin Guillard
O processo de amadurecimento de Melvin Guillard está completo. Visto há muito tempo como um talento que ainda precisava colocar algumas coisas no lugar, “The Young Assassin” finalmente atingiu o que se esperava, e em 2011 ele surgiu como uma ameaça legítima ao título de Frankie Edgar. Vencedor de cinco consecutivas, incluindo nocautes neste ano sobre Evan Dunham e Shane Roller, Guillard é um homem que assusta no octógono, e se você quer dizer alguma coisa sobre isso, "é uma questão tempo" parece ser a frase correta a ser usada.

3 - Clay Guida
O indiscutível homem-selvagem do octógono, Clay Guida desfruta dessa imagem com certo orgulho, mas o que às vezes se perde por baixo de todo aquele cabelo e dos punhos incansáveis, é que "The Carpenter" é também um dos mais inteligentes lutadores na divisão leve, como ficou evidenciado por sua campanha de 2011 - vitórias sobre Takanori Gomi e Anthony Pettis. Usando movimentos bizarros contra Gomi, Guida confundiu seu oponente até ser capaz de encaixar uma guilhotina no segundo round. Contra Pettis, ele manteve as coisas simples, com uma estratégia de ground and pound que deixou o dinâmico ex-campeão do WEC incapaz de escapar. Contudo, não importa se foi até o fim, o resultado final foi o mesmo - uma vitória e mais um passo em direção a disputa de título mundial.

2 - Brian Stann

Com certeza, a estréia de Brian Stann em 2010 nos médios contra Mike Massenzio foi emocionante e bem sucedida - só coisas boas, mas o que aconteceria quando o ex-campeão do WEC encarasse um contendor até 84kg, especialmente com poder de nocaute como Chris Leben. Bem, o ex-mariner nocauteou no UFC 125 em 3:37, em janeiro. Quer mais? Um TKO no segundo round no UFC 130 sobre Jorge Santiago, que estava voltando para o octógono depois de vencer 11 lutas de 12. O próximo na frente é Chael Sonnen, e se o "All-American" passar pelo ex-desafiante do título médio, existirá algum candidato mais merecedor a uma luta pelo cinturão?

1 - Jon Jones
Surpresa, surpresa. Olha quem encontramos aqui no topo da lista. Somente o homem que acabou com a invencibilidade de Ryan Bader, em fevereiro, frustrou um assalto em março, e, mais tarde naquela noite, parou Mauricio "Shogun" Rua em três rounds, conquistandor o título dos meio-pesados do UFC. Se isso não é um primeiro semestre completo, o que é? É quase como se o destino acelerasse para o novaiorquino Jon Jones, mas o jovem e dinâmico campeão parece saber lidar muito bem com a vida neste nível. Próximo compromisso de Jonny Bones? O ex-campeão Quinton "Rampage" Jackson.

Menção Honrosa Anderson Silva, Demetrious Johnson, Kyle Kingsbury, Dennis Siver, Brian Ebersole, Jim Miller, Matt Mitrione, Georges St-Pierre, Jose Aldo, Jake Ellenberger, Dominick Cruz, Junior dos Santos, Charlie Brenneman

Sábado, Outubro 25
23h
BRT
Rio de Janeiro, Brazil

Midia

Recente
Os jornalistas Davi Correia (UFC.com.br), Guilherme Cruz (MMAFighting) , e Ivan Raupp (Combate.com), conversam sobre o card principal do UFC 179, no Rio de Janeiro. O brasileiro é favorito, mas precisa tomar cuidado com o jogo de wrestling de Chad Mendes.
23/10/2014
Fotos da pesagem do UFC 179 no Ginásio do Maracanãzinho em 24 de outubro, 2014 no Rio de Janeiro (Fotos de Josh Hedges/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images)
24/10/2014
Confira os melhores momentos dos lutadores na balança. O campeão José Aldo garantiu que vencerá Chad Mendes, nos penas. "Esse cinturão vai continuar no Brasil.
24/10/2014
Enquanto Aldo e Chad treinavam no Rio para o UFC 179, Conor McGregor desembarcava na cidade com a língua afiada. Na saída do aeroporto, pediu se o motorista não o levaria até a favela do José e mandou dizer que irá tomar o cinturão do brasileiro.
24/10/2014