As maiores supresas de 2013... Até agora

Jordan Newmark faz um apanhado das maiores surpresas dentro do UFC que começaram em outubro e vão até 2013...
Quatro meses e 11 eventos em 2013, e já testemunhamos uma nova lista de incríveis surpresas no Octógono. Aqui estão as 10 melhores do UFC neste ano onde o azarão saiu vitorioso. 

10. Mark Hunt TKO3 Stefan Struve - UFC: Silva vs. Stann
Não foi somente vencendo as probabilidades que Mark Hunt triunfou, quando o "Super Samoan" fez o gigante cair com uma série de socos que deixaria Rocky Balboa com inveja. Na luta co-principal, peso pesado, Hunt foi para cima de Struve em uma luta cheia de ação que viu Hunt vencer em pé e, surpreendentemente, no chão, Struve tinha uma boa vantagem em questão de envergadura das pernas e braços em cima do ex-campeão de kickboxing, Hunt, mas foi a especialidade em finalizações de Struve que potencialmente foi o aspecto mais perigoso desta luta. Para surpresa de todos, Hunt levou a melhor no chão também. Mas seu poder nocaute de foi o que fez a diferença, quando lançou bombas para não somente acabar com Struve ganhando o prêmio de Nocaute da Noite, mas também quebrar a mandíbula do "Skyscraper". 

9. Wanderlei Silva KO2 Brian Stann - UFC: Silva vs. Stann
Com a ajuda dos fantasmas do PRIDE assombrando o Saitama super Arena, Wanderlei Silva lutou mais uma vez com aqueles punhos frenéticos que pintaram seus anos dourados em uma carreira lendária no Japão. Havia muita duvida se "The Axe Murderer" ainda tinha a habilidade de socar e enfrentar os lutadores tops de hoje em dia, como o nocauteador  Brian Stann. Ninguém esperava a luta selvagem que aconteceu. Noves ferozes minutos de ação continham socos que poderiam acabar com a luta e, por dois rounds, os fãs de Wand da era do PRIDE puderam entrar em uma máquina do tempo e ver seu herói mostrar um Nocaute da Noite e Luta da Noite mais uma vez.

8. Pat Healy Fin3 Jim Miller - UFC 159
Em uma batalha de barbas ruivas, Jim Miller de N. Jersey pegou o número #1 do Strikeforce Pat "Bam Bam" Healy. Vindo de uma Luta da Noite e Luta do Ano contra Joe Lauzon em dezembro, Miller entrou em uma onda no Prudential Center como o herói da cidade natal. Depois de um sólido primeiro round, a força imparável de Miller colidiu com o objeto imóvel que era Healy. Nos últimos dois rounds, Healey moeu Miller com quedas e posições melhores, que levou a segunda finalização sofrida por Miller em sua carreira. A vitória deu a "Bam Bam" dois bônus, Luta da Noite e Finalização da Noite, que, por causa do tagarela Bryan Caraway, foi de 65mil ao invés dos 50 mil habituais.

7. Josh Thomson TKO2 Nate Diaz - UFC Bendo x Gil
Estes dois californianos de academias rivais estiveram em um notável lugar semelhante, os dois vindo de derrotas por decisões decepcionantes pelo título dos pesos leves. O pugilista e faixa preta de Jiu-jitsu Nate Diaz era visto como o favorito contra a máquina de cardio Josh Thomson em seu retorno ao Octógono. A verdadeira surpresa foi o selvagem inesperado nocaute técnico do queixo de granito Diaz do "The Punk" que é mais conhecido por velocidade do que força. Enquanto o timing perfeito do da canelada de Thomson estará sempre vivo na memória, o que pode se perder na história desta luta foi a rara ação do corner literalmente jogando a toalha para salvar o grogue, mas não desmaiado Diaz. Apesar de uma década de diferença, Thomson ganhou sua segunda luta por interrupção no UFC e o bônus de Nocaute da Noite.

6. Cat Zingino TKO3 Miesha Tate - The Ultimate Fighter 17 Finale
Em sua primeira luta televisionada, Cat Zingano venceu a ex-campeã do Strikeforce, ganhou a chance ao título, se tornou a nova treinadora do TUF, ganhou o bônus de Luta da Noite, e fez história como a primeira mãe a vencer uma luta dentro do Octógono. Os dois primeiros rounds foram para a lutadora mais experiente Miesha "Cupcake" Tate, foi no final do round que Cat acelerou o ritmo com uma chuva de joelhadas e cotoveladas contra a grade que eventualmente cortou e mandou Tate para a lona, forçando o árbitro a intervir. Uma surpresa, uma vitória vinda sem esperar e uma introdução impactante de Cat aos fiéis do UFC.

5. Kelvin Gastelum D3 Uriah Hall -  O The Ultimate Fighter 17
Finale foi do Time Sonnen, "Hyped Train" contra "Unsung Hero", o mais cotado da casa, Uriah Hall, pegou Kelvin Gastelum na grande final. A 17ª temporada do The Ultimate Fighter foi mais ou menos uma sequência de melhores momentos de Hall, que venceu seus três oponentes por nocautes com chute rodado, um soco, e cotoveladas por baixo. Ao mesmo tempo, Gastelum finalizou todos os seus três oponentes, mas era visto como azarão desde o começo por sua juventude e por não vindo de uma grande academia. Quando a luta final começou, Gastelum não deixou a aura de seu oponente ou a pressão do momento afetá-lo, e lutou bem, levando a melhor por decisão e sendo coroado como o mais novo vencedor do TUF.

4. Robbie Lawler TKO1 Josh Koscheck - UFC 157<br>Eles dizem que você nunca mais poderá voltar para casa, mas Robbie Lawler parecia o "the Ruthless" do velho Octógono como um novo meio-médio. Depois de nove anos fora do UFC, Lawler voltou com autoridade em uma performance vencedora do Nocaute da Noite contra Josh Koscheck em Fevereiro. O ex-campeão nacional Divisão I da NCAA tem enfrentado o que existe de melhor no UFC desde 2005 e só havia sido despachado por socos uma vez, e o ex-desafiante número #1 certamente era visto como o favorito em seu retorno aos 77 kgs para enfrentar Lawler. Mas mesmo com sua situação irregular de vitória/derrota no Strikeforce, "Ruthless" é uma ameaça consistente, que emplacou 10 vitórias nos últimos 7 anos por nocaute ou nocaute técnico e esta não foi diferente, quando ele acertou duros golpes até triunfar no primeiro round.

3. Tom Watson TKO2 Stanislav Nedkov - UFC Barão x McDonald
Da Inglaterra, Tom "Kong" Watson teve uma decepcionante estreia perdendo por decisão para Brad Tavares em seu país natal, mas em sua segunda viagem pelo Octógono diante de seus compatriotas, Watson pegou o búlgaro invicto Stanislav Nedkov. A luta começou bem para Watson que tomou controle com joelhadas no corpo, mas faltando menos de um minuto, as mãos pesadas de Nedkov entraram em ação e ele quase venceu Watson nos últimos minutos do primeiro round. No segundo round, Nedkov continuou batendo mais forte com algumas quedas, mas Watson trabalhou, levantou e voltou para o thai. Eventualmente o castigo de socos e joelhadas no corpo de Watson valeu a pena, quando ele venceu Nedkov, o que rendeu a Watson o Nocaute da Noite e Luta da Noite.

2. Bobby Green Fin3 Jacob Volkmann – UFC 156
Se o patrão adora, então você sabe que está fazendo a coisa certa. Houve muitas performances impressionantes no UFC 156 em fevereiro, mas nenhuma chamou mais a atenção do presidente do UFC Dana White do que o card preliminar em um último round com uma Finalização da Noite em Jacob Volkmann feita pelo estreante peso leve vindo do Strikeforce Bobby Green. Volkmann facilmente venceu o primeiro round usando seu grappling bem como seus status de 3x All American NCAA Divisão I. O segundo round viu Green implementando um sólido ground and pound antes do árbitro pedir para os dois levantarem, o que custou à Green suas melhores posições naquele momento da luta. Porém  Green não deixou ninguém o interromper, enquanto manejava Volkmann no terceiro round com cotoveladas de cima, que fez Volkmann dar as costas e permitir que Green tivesse a oportunidade de finalizar a luta com um mata leão.

1. Antonio “Pezão” Silva KO3 Alistair Overeem - UFC 156
Depois de uma troca verbal na coletiva pré-lutas, a luta co-principal rapidamente se tornou a mais provocativa luta peso pesado sem um título em jogo. Enquanto muitos pensavam que esta luta acabaria assim que começasse, os dois primeiros rounds foram como esperados, com o ex-campeão do K-1 Alistair Overeem detonando Antônio Silva com golpes mais precisos e mais rápidos. Houve uma mudança bruta, quando "Pezão" finalmente retornou as “gentilezas” em Overeem no começo do segundo round. Quando a luta começou no terceiro. Pezão não perdeu tempo em dar uma surra no ex-campeão peso pesado do Strikeforce contra a grade; saindo vitorioso, ganhando o Nocaute da Noite e respeito.

Midia

Recente
UFC Fight Night event at The Frank Erwin Center on November 22, 2014 in Austin, Texas.
20/11/2014
Mostrando enorme respeito por Cub Swanson, seu adversário no UFC Austin deste sábado (22/11), Frankie Edgar comenta que ama seu trabalho, e o que seria se não fosse um lutador, fala de sua luta favorita e muito mais.
21/11/2014
Protagonista do UFC Austin deste sábado (20/11), Cub Swanson fala de seu oponente, Frank Edgar, analisa a categoria peso pena e deixa claro o que acha do irlandês Conor McGregor. Assine o canal Combate: http://on.ufc.com/assinecombate
21/11/2014