Alexander Gustafsson: Confiança silenciosa

“Se eu quiser tirar o cinturão de qualquer campeão, eu quero que seja de Jon Jones porque ele é o melhor do mundo, pound-for-pound.” - Alexander Gustafsson
<a href='../event/UFC-Silva-vs-Irvin'>UFC </a>light heavyweight contender <a href='../fighter/Alexander-Gustafsson'>Alexander Gustafsson</a>Alexander Gustafsson transpirou uma confiança silenciosa ao longo de sua carreira. Com cada passo escalando a divisão, o sueco de 26 anos humildemente e respeitosamente deixou claro que ele irá ganhar o cinturão dos pesos meio-pesados do UFC.

Durante suas ultimas seis lutas, mais e mais pessoas acreditaram nesta ideia, enquanto Gustafsson vencia oponente atrás de oponente de maneira impressionante. Quando venceu o ex-campeão Shogun Rua em dezembro, “The Mauler” na coletiva de imprensa apareceu com um Bad Boy na sua cabeça, e disse a mesma coisa que vem dizendo – ele será o campeão dos pesos meio-pesados do UFC.

Dois meses atrás, Chris Weidman fez o que disse que faria, conquistando o cinturão dos médios com um nocaute no segundo round em cima de Anderson Silva. Sábado a noite em Toronto, é a vez de Gustafsson entrar na jaula no sábado com o dono do cinturão dos pesos meio-pesados, Jon Jones, no UFC 165.

Tendo observado a profecia de Weidman ser cumprida no UFC 162, o desafiante se inspira com a performance do novo campeão?

“A única coisa que esta luta me lembra é de que ninguém é invencível”, disse Gustafsson sobre a vitória de Weidman. “Qualquer um pode ser batido; é a única coisa que levo dessa luta. Esta é um luta totalmente diferente, uma situação diferente. Eu acredito que Anderson seja uma lenda, ele era imbatível, mas foi vencido. É tudo sobre mentalidade e trabalho duro.”

“E mantenha sua guarda alta”, ele adiciona com uma risada. “Mas acho que todos sabem disto.”

Enquanto vencer o título sempre foi seu objetivo, ter a oportunidade de tirar o cinturão do campeão adoça mais ainda o pote, o fato de Jones ter feito elogios sobre as habilidades de Gustafsson e o viu como legítimo competidor mesmo antes da luta ter sido casada.

“Se eu quiser tirar o cinturão de qualquer campeão, eu quero que seja de Jon Jones porque ele é o melhor do mundo, pound-for-pound”, diz Gustafsson que carrega um cartel impressionante de 15-1 até sua luta de amanhã à noite. “Eu quero ser o melhor, para ser o melhor você tem que vencer o melhor. Para mim, - ele é o melhor agora. Ele tem o que eu quero e quero estar onde ele está agora, e estarei lá também.

“Jones querer lutar comigo é ótimo porque ele me vê como uma ameaça, e eu gosto disso. Consegui a luta que queria e ele conseguiu a que queria.

“Estou pronto”, ele atesta acentuadamente, depois de um treino duro, “Estou cansado de treinar. Tenho trabalhado muito nas últimas 10-12 semanas. Estou pronto para chegar lá agora.”
Estando mais do que pronto, e ensaiando um enredo onde o final traz Gustafsson como campeão, qual seria o desenrolar dessa luta programada para cinco rounds? A resposta é óbvia sobre quem teria o final feliz, porém o desafiante sueco expõe seu desejo, mas relata o que pode vir a ser a realidade.

“Uma luta perfeita seria com uma finalização, segundo ou terceiro round, comigo como vencedor, mas claro, acho que serão cinco rounds difíceis. Vai depender de quem quer mais o cinturão e quem trabalhou mais para isto, e sei que trabalhei.

“Eu serei o campeão, por decisão.”

Watch Past Fights

Sexta-feira, Dezembro 9
20H45
Albany, Nova York

Midia

Recente
Donald Cerrone termina o seu camp de treinamento e se prepara para uma mudança de temperatura. Anthony Pettis e seu equipe analisam o adversário Max Holloway, que faz um passeio noturno até Niagara Falls. Já Matt Brown leva o seu filho para a academia.
07/12/2016
Relembre momentos marcantes de algumas das estrelas do evento que acontece nesse sábado (10), no Canadá.
Matt Brown ajusta os últimos detalhes nos treinamentos, enquanto Donald Cerrone leva a sua equipe para uma pescaria. Max Holloway promove a sua disputa de cinturão em Los Angeles, e Anthony Pettis é recompensando com um saboroso bife.
06/12/2016
Relembre vitória por decisão unânime de Max Holloway sobre Ricardo Lamas no UFC 199, em junho de 2016. Holloway faz duelo pelo cinturão interino dos penas no próximo sábado (10), contra Anthony Pettis, na luta principal do UFC 206.
30/11/2016