Edson Barboza fala de chutes nas pernas, Castillo e Pettis

“Um chute forte na perna, colocado no lugar certo, causa muita dor, eu quero dizer muita mesmo”,  - Edson Barboza
Peso leve do UFC - Edson BarbozaMuito tem se falado sobre a corrida invicta de Duane Ludwig como o treinador principal da Team Alpha Male em Sacramento, e é algo impressionante, com certeza. Mas dado o sucesso que ele teve e os nocautes que seus lutadores tem produzido, ele irá mandar Danny Castillo para a trocação com um dos melhores pesos leves da divisão, Edson Barboza, quando se encontrarem no dia 14 de Dezembro?
Bem, vamos fazer esta pergunta para a máquina de muay thai brasileira.

“Por que não?” disse Barboza. “É uma luta de MMA. Qualquer coisa pode acontecer. Algumas pessoas pensam que porque sou um striker lutarei em pé, e meus oponentes podem fazer a mesma coisa. Mas quando falamos de uma luta de MMA, muitas coisas diferentes podem acontecer.”

Edson não está mentindo ou sendo modesto. No MMA, você tem que estar preparado para tudo. É por isto que ele treina com nomes como Frankie Edgar, Ricardo “Cachorrão Almeida e Renzo Gracie, para deixar todas as suas ferramentas afiadas.

“Adoro estar rodeado por estes caras, e aprendo muito com eles”, ele disse. “Toda vez que vou para a academia posso aprender algo novo e sou muito abençoado por fazer parte deste time. Frankie é realmente uma inspiração para todos; ele é o tipo de cara que está sempre pressionando mais nos treinos. Ricardo e Renzo Gracie são pessoas muito boas, e são treinadores e amigos incríveis. Estou muito feliz de tê-los e também Mark Henry, Marlon Moraes e Anderson Franca como parte do time.”

Com este grupo por trás dele, Edson tem qualidade no trabalho em cada aspecto do esporte, assim como Castillo. Então o que o homem de 27 anos vê em “Last Call”?

“Ele é realmente um bom atleta”, disse Barboza de seu oponente. “Eu sei que ele virá preparado para esta luta em todas as áreas, então estou trabalhando duro em tudo, wrestling, jiu jitsu, boxe, muay thai. Vamos ver como a luta desenvolve.”

Bem, no papel, Barboza é um striker que espera dar conta do recado se a luta for para o chão. Quanto a Castillo, ele é primeiramente um wrestler, mas seu trabalho com Ludwig e com Jeff Mayweather no passado o coloca em um bom lugar se ficar em pé.

Então qual a carta mais forte?

Você sabe qual é... Os chutes nas pernas que Edson desfere, aqueles que liquidaram duas de suas lutas no UFC, primeiro contra Mike Lullo em sua estreia em 2010, e mais recentemente contra Rafaello “Trator” Oliveira em julho.  Se ele puder chutar você constantemente nas pernas, ele pode te nocautear.

“Esta é um tipo de técnica que treino muito e tem sido muito eficiente durante minhas lutas”, disse Edson. “Se meu oponente me der oportunidade, eu posso dizer que mais nocautes por chutes virão.”

Esta é uma declaração sinistra, especialmente se você estiver lutando contra ele, mas você tem que imaginar, dado o sucesso de seus golpes nas pernas, por que outros atletas não o usam mais esporadicamente?

“Eu sou oriundo do muay thai”, ele disse. “Eu venho fazendo isso a minha vida toda. Faço isso desde os 8 anos de idade, e sempre foi eficaz. Desde minha primeira luta de MMA eu percebi que esta técnica poderia ser eficiente também para lutas de MMA. É uma técnica simples porém agressiva. Três ou quatro chutes nas pernas podem mudar todo rumo em uma luta.”

Quanto ruim é levar um destes chutes?

“Um chute forte na perna, colocado no lugar certo, causa muita dor, eu quero dizer muita mesmo”, ele diz. “Eu sei disto porque venho do muay thai. Eu dava muitos chutes, mas também levava muitos. Então sei o dano que causa.”

Ok, então o brasileiro acabou com duas lutas no UFC com chutes nas pernas, e tem o melhor nocaute de todos os tempos com um chute na cabeça quando detonou Terry Etim em 2012. Você está começando a pensar em como seria uma luta contra o recém coroado campeão dos pesos leves Anthony Pettis? Edson está.

“Seria uma grande luta, porque ele é um grande striker e se a luta ficasse em pé acho que seria muito empolgante”, ele diz. “Acho que alguém poderia cair, e este alguém não seria eu.”

Mas há negócios para serem feitos antes, e Castillo não é brincadeira. Acrescente nisto, que o brasileiro estará lutando na cidade natal de seu oponente e provavelmente ouvirá vaias, e esta é só mais uma camada de uma luta intrigante, mas uma com a qual não está preocupado.

“Não, pelo contrário”, ele disse. “Eu amo lutar com pressão. Espero que todos torçam para ele porque me motiva muito mais.”

Um Edson Barboza motivado é um lutador assustador, e se você acha que ele está pensando além de Castillo, pense de novo.

“Não estou preocupado com isto agora”, ele responde quando perguntado sobre uma chance ao título com uma vitória. “Estou focado na minha próxima luta. Tenho certeza que se ganhar estarei mais perto do título.”



Watch Past Fights

Midia

Recente
Watch the Fight Club Q&A with bantamweight champ T.J. Dillashaw, live Friday, December 5 at 5pm/2pm ETPT.
28/11/2014
Watch the official weigh-in for UFC 181: Hendricks vs. Lawler II, live Friday, December 5 at 7pm/4pm ETPT.
28/11/2014
Watch the post-fight press conference live following the event.
28/11/2014
Campeão dos leves fala da relação que tinha com o seu pai. "Tenho orgulho de manter a memória dele viva". Pettis enfrenta Gilbert Melendez no UFC 181, em 6 de dezembro. **Ative as legendas "CC" Veja o card completo - http://bit.ly/1yY8zv4
27/11/2014