Ben Henderson – Pronto para o sexto round

"Somos wrestlers de coração e se não formos os melhores, queremos vencer o melhor, então após vencê-los, podemos nos chamar de ‘os melhores’. Então, acho que muito é por sermos wrestlers.” - Benson Henderson
UFC lightweight champion Benson HendersonSe você já imaginou o que faz dois dos mais tranqüilos e amigáveis lutadores do UFC lutarem por 25 minutos como se suas vidas dependessem do resultado, o campeão dos leves do UFC, Ben Henderson pode lhe dar uma resposta no que acredita ter pressionado Frankie Edgar e ele mesmo durante a primeira luta em fevereiro, e que irá acontecer de novo na sua revanche no sábado, em Denver.

“Nós não temos aquela mentalidade primadona”, disse Henderson, se referindo àquele estado mental possuído pelo mais forte da espécie mais dura – os wrestlers. “Somos wrestlers de coração e se não formos os melhores, queremos vencer os melhors, então após vencê-los, podemos nos chamar de ‘os melhores’. Então, acho que muito é por sermos wrestlers.”

Isto significa que enquanto possa haver algumas técnicas vistosas ou momentos de cair o queixo, na maioria do tempo, o resultado final vai ser determinado por quem suporta a dor por mais tempo, e quem consegue agüentar a dor, o sangue, suor e vencer seu oponente. O resultado disto é geralmente uma candidata a Luta da Noite, e esta é a parte boa para os fãs. Para lutadores como Henderson,  no entanto, não é sobre dar um show, embora seja um bom benefício.

“Não me sinto pressionado ou algo assim”, ele respondeu quando perguntado sobre a expectativa de fazer uma batalha épica. “É somente o jeito que lutamos. Toda vez que Frankie luta ele dá um show, e quando eu luto tento fazer a mesma coisa."

Em 18 lutas profissionais, muitas contra a elite do esporte como Edgar, Pettis, Donald Cerrone, Jamie Varner, Clay Guida, Jim Miller, Anthony Njokuani, Mark Bocek, e Shane Roller, Henderson perdeu somente duas vezes, para Pettis e em sua terceira luta profissional em 2007 contra Rocky Johnson. Caras como esses não levam a derrota na boa. Edgar é do mesmo jeito, com seu cartel atualmente de 14-2-1. Alguém vai ter uma terceira derrota neste sábado, e Henderson está determinado que não seja ele.

“É diferente, é outra dança, mas na real é só uma questão de quem levou a melhor no que fazem”, ele disse. “Obviamente haverá alguns novos passos de dança, algumas viradas e giros e tudo isso, mas tudo se baseia no fundamental e quem melhorou no básico e o time de quem consegue montar um jogo de luta melhor.”

Sobre os detalhes peculiares que vem junto com lutar com alguém uma segunda vez, Henderson está mantendo o foco em si mesmo e não no que Edgar está planejando fazer para reverter o veredicto da primeira luta.

“Tentamos sempre nos focar mais em nós mesmos do que nos nossos oponentes. Obviamente se nosso oponente tem um super chute alto, sabemos que ele vai ter um perigoso chute na cabeça e nocauteou seus últimos cinco oponentes assim, então cuidaremos disso, mas na maior parte estamos preocupados com nós mesmos e como ficaremos melhores, o que faremos, como trabalharemos nosso jogo e como imporemos nosso jogo ou vontade durante a luta. Toda vez que vemos o mesmo cara de novo, acho que é importante não ser complacente,  não esquecer o que ele tem de bom e ver o quanto ele é bom em revanches. Nós sabemos que Frankie é bem melhor e mais forte em revanches, então você não pode descartá-lo em uma revanche.”

Isso significa que teremos mais uma luta equilibrada indo para a decisão no sábado à noite?  “Eu quero finalizar esta luta”, diz Henderson.

“Não gosto quando as lutas vão para decisão, mas Frankie é duro. Para fazer isto acontecer, vou precisar de muito trabalho duro.” 

Watch Past Fights

Sábado, Outubro 25
23h
BRT
Rio de Janeiro, Brazil

Midia

Recente
A Contagem Regressiva mostra as preparações e as vidas de José Aldo, Chad Mendes, Glover Teixeira, Phil Davis, Diego Ferreira e Beneil Dariush antes de suas lutas no UFC 179, em 25 de outubro.
18/10/2014
Norte-americano diz que melhorou muito desde a última vez que eles se encontraram, em 2012. “Se você acha que será como da primeira vez, terá um choque brutal”. *Garanta seu ingressos em - on.ufc.com/ufcingressoscrio
20/10/2014
Norte-americano acredita que seu companheiro de treino vencerá José Aldo com um ground and pound nos últimos rounds. *Garanta seu ingressos em - on.ufc.com/ufcingressoscrio
Lembra dessa? Em junho de 2009, no WEC 41, José Aldo acertou uma joelhada voadora dupla no americano Cub Swanson e nocauteou o adversário em apenas oito segundos. UFC 179: ingressos à venda em - on.ufc.com/ufcingressoscrio
20/10/2014