Chael Sonnen: Um homem sem mudanças

"Eu nunca colocaria minha carreira, objetivos ou eu mesmo a frente do esporte. O esporte é maior do que isto." - Chael Sonnen
Peso meio-pesado do UFC - Chael SonnenOs pregos foram removidos, o caixão proverbial está aberto e espera sua vítima. Apesar da possibilidade de conseguir uma luta com o homem que ele vem intimando há meses - Wanderlei Silva - as chances são de que se Chael Sonnen tivesse perdido diante de Shogun Rua, sua carreira como competidor top estaria acabada. E muitos presumiram que seria o caso em Boston naquela noite.

Porém 4:47 após o começo da luta, foi Sonnen que saiu com sua mão erguida depois de finalizar o ex-campeão dos pesos meio-pesados. Foi uma das vitórias mais impressionantes do "Gangster de West Linn" e uma de suas mais chocantes.

Mas Sonnen não estava surpreso.

"Nosso esporte tem altos e baixos, como opiniões", ele disse. "Eu vi caras irem lá e conseguirem uma grande reputação com uma luta mediana. E vi caras passarem por vários bloqueios com sua popularidade e seu ranking, mas tiveram lutas difíceis. Este é um destes casos. Eu não sento e tento manipular ou planejar estratégias para proteger um cartel. Esta é mais uma mentalidade do boxe. Eu venho de uma origem de competidores e lutarei com qualquer um a qualquer hora."

Está nunca foi a questão. Para provar, somente olhe os nomes: Shogun, Jon Jones, Anderson Silva (duas vezes), Michael Bisping, Brian Stann, Nate Marquardt, Yushin Okami, Demian Maia, e a lista continua. Porém o nome que ele não queria adicionar nesta lista é o nome que ele enfrentará na luta co-principal de sábado no UFC 167, Rashad Evans.

"Esta foi uma luta que eu particularmente esperava evitar, e não gosto de usar palavras como esta", disse Sonnen. "Gosto de ter certeza de que estou aberto a qualquer luta, mas Rashad e eu fomos colocados neste lugar: nós queremos lutar? Não, não éramos nossas escolhas, isto é verdade. Tivemos algum problema de animosidade? Não. Ambos somos veteranos no esporte, e existem muitos caras que estão não somente no UFC, mas estão desejando estar, eles nos tem como modelo, e não podemos abrir um precedente de que escolhemos nossos oponentes ou que caras top se evitam somente porque se gostam. Eu nunca colocaria minha carreira, objetivos ou eu mesmo a frente do esporte. O esporte é maior do que isto. Comigo, vem em primeiro o que é melhor para o esporte, o melhor para a organização, e então vem o que é melhor para Chael. Então é melhor para a organização e para o esporte esta luta, e é isso."

É o clássico Chael Sonnen, e no mundo do MMA isto parece mudar a cada minuto, é bom saber que o que você vê é o que recebe com o lutador de West Linn, no Oregon.

"Minhas metas nunca mudaram", ele disse. "Já me disseram: 'Deve ser tão bom ser o maior atrativo do UFC,' e já tive pessoas dizendo o contrário, 'deve estar sendo difícil para você. ' Passei por várias tempestades na minha carreira também, mas nunca as senti. Nunca senti o bom ou o ruim. Meu dia nunca muda. Meu cachorro me acorda todo dia de manhã, mais cedo do que quero acordar, tenho que levá-lo para fora, começar o café, ler o jornal, acordar minha esposa, coisas que tenho que fazer diariamente, e nunca muda. Minha vida nunca muda. Estou na mesma casa que estava antes do UFC, dirijo a mesma pick-up que tinha antes do UFC, uso as mesmas camisetas dos patrocinadores que usava cinco a anos atrás. Minha vida não mudou. Treino com os mesmos caras, tenho o mesmo treinador, e é assim mesmo, é a vida que escolhi."


Watch Past Fights

Midia

Recente
Não foi apenas um saldo positivo para os lutadores brasileiros no UFC 177, mas também atuações sólidas, com Diego Ferreira e Bethe Pitbull aplicando dois nocautes. Amanda Salvato conversou com os dois após as grandes vitórias no card principal.
30/08/2014
Ouça Danny Castillo e Tony Ferguson após a batalha no UFC 177 que terminou com uma decisão dividida.
30/08/2014
O campeão peso galo T.J. Dillashaw e o desafiante Joe Soto comentam seus desempenhos na luta principal do UFC 177 com o comentarista Joe Rogan.
30/08/2014
T.J. Dillashaw fala de sua primeira defesa de cinturão UFC, Bethe Correia expressa seu desejo de lutar pelo título, e o que Dana achou de Joe Soto.
30/08/2014