Chael Sonnen: Um homem sem mudanças

"Eu nunca colocaria minha carreira, objetivos ou eu mesmo a frente do esporte. O esporte é maior do que isto." - Chael Sonnen
Peso meio-pesado do UFC - Chael SonnenOs pregos foram removidos, o caixão proverbial está aberto e espera sua vítima. Apesar da possibilidade de conseguir uma luta com o homem que ele vem intimando há meses - Wanderlei Silva - as chances são de que se Chael Sonnen tivesse perdido diante de Shogun Rua, sua carreira como competidor top estaria acabada. E muitos presumiram que seria o caso em Boston naquela noite.

Porém 4:47 após o começo da luta, foi Sonnen que saiu com sua mão erguida depois de finalizar o ex-campeão dos pesos meio-pesados. Foi uma das vitórias mais impressionantes do "Gangster de West Linn" e uma de suas mais chocantes.

Mas Sonnen não estava surpreso.

"Nosso esporte tem altos e baixos, como opiniões", ele disse. "Eu vi caras irem lá e conseguirem uma grande reputação com uma luta mediana. E vi caras passarem por vários bloqueios com sua popularidade e seu ranking, mas tiveram lutas difíceis. Este é um destes casos. Eu não sento e tento manipular ou planejar estratégias para proteger um cartel. Esta é mais uma mentalidade do boxe. Eu venho de uma origem de competidores e lutarei com qualquer um a qualquer hora."

Está nunca foi a questão. Para provar, somente olhe os nomes: Shogun, Jon Jones, Anderson Silva (duas vezes), Michael Bisping, Brian Stann, Nate Marquardt, Yushin Okami, Demian Maia, e a lista continua. Porém o nome que ele não queria adicionar nesta lista é o nome que ele enfrentará na luta co-principal de sábado no UFC 167, Rashad Evans.

"Esta foi uma luta que eu particularmente esperava evitar, e não gosto de usar palavras como esta", disse Sonnen. "Gosto de ter certeza de que estou aberto a qualquer luta, mas Rashad e eu fomos colocados neste lugar: nós queremos lutar? Não, não éramos nossas escolhas, isto é verdade. Tivemos algum problema de animosidade? Não. Ambos somos veteranos no esporte, e existem muitos caras que estão não somente no UFC, mas estão desejando estar, eles nos tem como modelo, e não podemos abrir um precedente de que escolhemos nossos oponentes ou que caras top se evitam somente porque se gostam. Eu nunca colocaria minha carreira, objetivos ou eu mesmo a frente do esporte. O esporte é maior do que isto. Comigo, vem em primeiro o que é melhor para o esporte, o melhor para a organização, e então vem o que é melhor para Chael. Então é melhor para a organização e para o esporte esta luta, e é isso."

É o clássico Chael Sonnen, e no mundo do MMA isto parece mudar a cada minuto, é bom saber que o que você vê é o que recebe com o lutador de West Linn, no Oregon.

"Minhas metas nunca mudaram", ele disse. "Já me disseram: 'Deve ser tão bom ser o maior atrativo do UFC,' e já tive pessoas dizendo o contrário, 'deve estar sendo difícil para você. ' Passei por várias tempestades na minha carreira também, mas nunca as senti. Nunca senti o bom ou o ruim. Meu dia nunca muda. Meu cachorro me acorda todo dia de manhã, mais cedo do que quero acordar, tenho que levá-lo para fora, começar o café, ler o jornal, acordar minha esposa, coisas que tenho que fazer diariamente, e nunca muda. Minha vida nunca muda. Estou na mesma casa que estava antes do UFC, dirijo a mesma pick-up que tinha antes do UFC, uso as mesmas camisetas dos patrocinadores que usava cinco a anos atrás. Minha vida não mudou. Treino com os mesmos caras, tenho o mesmo treinador, e é assim mesmo, é a vida que escolhi."


Watch Past Fights

Midia

Recente
No primeiro combate, em janeiro de 2013, Demetrious Johson levou a melhor e venceu John Dodson por decisão unânime. Agora, os dois lutadores voltam a se enfrentar no dia 05 de setembro, no UFC 191.
31/08/2015
O campeão da categoria peso-pena Demetrious Johnson defende o cinturão contra John Dodson no UFC 191, no dia 05 de setembro (sábado), em Las Vegas (EUA). A segunda luta mais importante da noite será entre os pesos pesados Frank Mir e Andrei Arlovski.
31/08/2015
Relembre a vitória de Rodrigo Minotauro sobre Brendan Schaub no UFC 134, no Rio de Janeiro, no dia 27 de agosto de 2011. O brasileiro nocauteou o norte-americano no primeiro round.
27/08/2015
Relembre o nocaute de Ross Pearson sobre Sam Stout no UFC 185, em março deste ano. Pearson volta ao octógono no dia 05 de setembro, no UFC 191, para enfrentar Paul Felder.
30/06/2015