Chan Sung Jung: O filho único persegue seu destino

""Se eu me tornar campeão no UFC, acho que o UFC se tornará bastante popular na Coréia do Sul "Nós precisamos de uma grande astro do MMA . Eu espero ser este astro." - Chan Sung Jung
UFC featherweight Chan Sung JungO foco de Chan Sung Jung sempre foi singular. Quando ele luta, é para vencer, usando tudo que tiver a seu dispor para fazê-lo. Com cada vitória para chegar mais perto daquela máximo, a que lhe dará o cinturão. Neste sábado á noite na luta principal do UFC 163 no Rio de Janeiro, tudo pelo que o "Zumbi Coreano" lutou se resumirá a 25 minutos ou menos com o campeão peso pena do UFC José Aldo.
E de acordo com ele, esta não é só uma luta, é destino.

"Ele quer esta luta há muitos anos", disse seu empresário Brian Rhee. "Quando ele veio para o WEC, ele me disse, ‘Eu vou vencer José Aldo.’"

Rhee admite que não estava tão certo se este era o melhor caminho, especialmente depois de Jung ter batalhado com Leonard Garcia e ter sido nocauteado por George Roop em suas duas lutas no WEC. Mas com o tempo, Rhee começou a acreditar. Fé é algo que Jung sempre teve dentro de si, mesmo quando o filho único de Po-Hang, Coréia do Sul era o alvo de seus colegas de escola.
"Quando eu era novo, eu devia parecer como um garoto perdido, então alguns dos meninos implicavam comigo", ele disse. "Mas eu era muito orgulhoso, então revidava.

"Quando lutei com Garcia, não conseguia ouvir nada por causa do rugido da multidão", ele relembra. "Eu só ouvia isto. Foi quando pensei, é muito legal estar aqui. E mesmo perdendo, acho que o Zumbi Coreano nasceu. Eu existo por causa daquela luta.

Jung descobriu isto quando foi nocauteado por Roop, indo a 0-2 no WEC deixando um futuro nada brilhante enquanto se preparava para entrar no UFC em 2011. Mas então algo engraçado aconteceu, quando o brigão começou a mostrar outros aspectos de seu jogo, mostrando técnica e, ouso dizer, elegância.

"Mesmo sendo parte do MMA, no passado achava que não era obrigatório usar o grappling", ele disse, ecoando sua mentalidade de brigão de que, se é uma luta, tem que ser em pé. "Eu tinha a ideia errada e percebi que tinha que usar todos os aspectos da luta."

Com esta nova filosofia, o Zumbi emergiu.

O que o leva para sábado à noite e a oportunidade de fazer história como o primeiro lutador da Ásia a ganhar o título do UFC. Originalmente marcado para enfrentar Ricardo Lamas no UFC 162 no mês passado, Jung entrou no lugar de Anthony Pettis contra Aldo, algo que surpreendeu Jung de 26 anos de idade.

"No começo, eu estava cético sobre isto, até Dana anunciar que eu estaria na luta, eu realmente não acreditava que era verdade", disse Jung, admitindo que achava que Lamas conseguiria a luta.

"Eu não sei se algum oponente de Aldo já teve o mesmo sentimento, mas eu daria minha vida para ser campeão", ele disse. "Este é o meu sonho e estou preparado para colocar tudo em jogo. Muitos acham que Aldo é superior a mim, mas eu não acho.

"Se eu me tornar campeão no UFC, acho que o UFC se tornará bastante popular na Coréia do Sul," ele disse. "Nós precisamos de uma grande estrela do MMA. Eu espero ser este astro."
Ele já é um astro.

Watch Past Fights

Midia

Recente
Os matchmakers do UFC, Joe Silva e Sean Shelby, analisam as lutas de Tyron Woodley x Kelvin Gastelum, Diego Brandão x Jimy Hettes, Miesha Tate x Sara McMann e Anderson Silva x Nick Diaz.
30/01/2015
Era para ser um treino rápido, mas o brasileiro deu um show para os fãs presentes no Hotel MGM, em Las Vegas, e mostrou suas habilidades por quase 1 hora. Veja como foi! Assine o Canal Combate: http://bit.ly/1fORFti
29/01/2015
UFC 183 Ultimate Media Day at the MGM Grand Hotel/Casino on January 29, 2015 in Las Vegas, Nevada. (Photos by Josh Hedges/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images)
29/01/2015
Antes de enfrentar Nick Diaz neste sábado, o ex-campeão teve uma conversa exclusiva com a equipe do UFC Brasil. Ele falou sobre a volta ao octógono, treino na 'esteira da NASA' e os perrengues que passou na carreira.
29/01/2015