Chris Weidman: Sem questionamentos

"Esta luta vai me solidificar como campeão e deixar as pessoas saberem que 'Olha, Chris Weidman não teve sorte. Ele vai ser o cara que estará no topo por um bom tempo.'" - Chris Weidman
Campeão peso médio do UFC - Chris WeidmanIndo para aquela luta com Anderson Silva no UFC 162 em julho último, Chris Weidman dizia que iria emergir como o novo campeão dos pesos médios.

"Eu adoro o fato de as pessoas acharem que ele é tão bom assim, e tenho a oportunidade de mostrar o quanto eu sou bom, quero ser esta criatura mítica", ele disse neste espaço antes do UFC 162 seis meses atrás. "Eu sei o que posso fazer, sei do que sou capaz baseado nas coisas que faço nos treinos e como trabalho todos os dias. O fato de outras pessoas também estarem achando que Anderson é uma criatura mística me deixa mais empolgado para ir lá e provar o contrário, e chocar o mundo."

Assine o Combate e assista o UFC 168 de sábado ao vivo.

Apesar do fato de Weidman ter controlado o primeiro round naquela luta de julho com seu wrestling e terminado a luta com pouco mais de um minuto depois do segundo round, muitas das conversas sobre sua vitória são declarações de que Anderson deu a luta fazendo a mesma coisa de sempre, baixando a guarda, como já fez várias vezes.

Nestes seis meses desde a vitória, Weidman teve que ouvir de tudo.

Ele ouviu fãs e críticos descreverem sua vitória como sorte - dando responsabilidade à Anderson pelo resultado, ao invés de dar credito ao novo campeão por fazer o que ninguém mais conseguiu fazer.

E é por isto que ele está tão empolgado para a revanche de sábado.

A revanche é uma oportunidade que Weidman recebe de braços abertos, sentindo que sua primeira performance não foi tão boa como poderia. Considerando que ele controlou a luta do começo ao final, isto é algo intrigante para ponderar indo para a revanche no sábado.

"Acho que em minha última luta fui meio lento", começa o campeão invicto. "Estava fora por um ano. Nesta luta você verá o melhor Chris Weidman, e estou ansioso para ir lá e fazer isto. Estou pronto para uma guerra, mas vou para liquidar, e sinto que se não fizer isso de um jeito mais empolgante, ficarei desapontado.

"Estou em boa forma agora, sinto que verei tudo e que tenho uma resposta para tudo. Se fosse uma luta de boxe, sinto que posso vencê-lo em uma luta de boxe. Me sinto confortável em todos os lugares, no chão e em pé. Vou tentar quebrar ele mentalmente - mentalmente e fisicamente."

Para isso, Weidman descreveu como seus treinamentos habituais e volta à pauta do que vai (tentar) provar na revanche valendo o cinturão peso médio que agora lhe pertence.

"Eu estou fazendo sparring, jiu jitsu, wrestling ou kickboxe - é um hábito - e não há pessoa melhor pessoa para testar isso do que Anderson Silva, porque as pessoas acham que ele é invencível  e que foi sorte vencer na primeira vez, então estou empolgado para ir lá e mostrar as pessoas a realidade da situação."

Para o novo campeão, isto significa ir atrás de uma nova meta, e mostrar para todos que sua primeira vitória em cima de Anderson não foi por sorte.

"Esta luta vai me solidificar como campeão e deixar as pessoas saberem que 'Olha, Chris Weidman não teve sorte. Ele vai ser o cara que estará no topo por um bom tempo'", ele diz da ultima luta do UFC em 2013. "Quero ser conhecido como um dos melhores de todos os tempos, e quero ficar com o cinturão por mais tempo que Anderson ficou.

"Não há mais argumentos", ele adiciona, sua voz cheia de emoção e energia pela primeira vez. "Não existe mais Time Weidman ou Time Anderson, foi sorte? Não há mais disse me disse - no dia 28 de dezembro, a questão será respondida."



Watch Past Fights

Sábado, Outubro 25
23h
BRT
Rio de Janeiro, Brazil

Midia

Recente
Os jornalistas Davi Correia (UFC.com.br), Guilherme Cruz (MMAFighting) , e Ivan Raupp (Combate.com), conversam sobre o card principal do UFC 179, no Rio de Janeiro. O brasileiro é favorito, mas precisa tomar cuidado com o jogo de wrestling de Chad Mendes.
23/10/2014
Fotos da pesagem do UFC 179 no Ginásio do Maracanãzinho em 24 de outubro, 2014 no Rio de Janeiro (Fotos de Josh Hedges/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images)
24/10/2014
Confira os melhores momentos dos lutadores na balança. O campeão José Aldo garantiu que vencerá Chad Mendes, nos penas. "Esse cinturão vai continuar no Brasil.
24/10/2014
Enquanto Aldo e Chad treinavam no Rio para o UFC 179, Conor McGregor desembarcava na cidade com a língua afiada. Na saída do aeroporto, pediu se o motorista não o levaria até a favela do José e mandou dizer que irá tomar o cinturão do brasileiro.
24/10/2014