Henderson - Calibrando a 'H-Bomb'

"Eu bato forte, sou um bom wrestler, e sou bom em greco também. Ele saberá que nunca lutou ninguém como eu." - Dan Henderson
UFC light heavyweight Dan Henderson
O atleta Dan Henderson passou os últimos 15 anos vencendo uma lista de quem é quem em rota para vencer cinturões e torneios no Rings, UFC, Strikeforce e PRIDE, enquanto desenvolvia uma aura quase mítica ao redor de sua arma mais infame: sua mão direita. Apesar de todos os pesos mei- pesados do UFC terem poder de nocaute em potencial, existe apenas um H-Bomb, e somente um Hendo.  
  
"É difícil para qualquer um comparar qualquer luta que já tenha tido com minha luta com Lyoto Machida", afirma Henderson sobre a co-luta principal do UFC 157 do próximo sábado. "Eu bato forte, sou um bom wrestler, e sou bom em greco também. Ele saberá que nunca lutou ninguém como eu."  
  
Aos 42 anos, o californiano uma vez conhecido como "Hollywood" e "Dangerous Dan" está se preparando para entrar em mais uma grande luta que envolve uma chance ao título, e é contra outro oponente quase impossível de copiar: Lyoto "The Dragon" Machida. Enquanto muitos irão atribuir à forma única e a forte influência do ataque do karatê de Machida, a mistura de Henderson de lutador olímpico de wrestling, mãos pesadas, queixo de granito e experiência incomparável, é rara. E ainda mais, Hendo tem dominado esse conjunto de poder, durabilidade e uma consciência global de como machucar seu oponente em qualquer situação.  
  
"Tipicamente, o que faço, é que gosto de controlar", explica Henderson. "Eu gosto de misturar meu wrestling com meus golpes fortes. É mais sobre condicionamento e posicionamento. É sobre estar na posição certa para poder atacar e montar uma ofensiva. Sinto que tenho um estilo completo e que fiquei melhor nele. Em algumas lutas quero passar mais tempo no chão e em outras quero passar mais tempo em pé, tudo depende de quem estou enfrentando."  
  
Seu próximo desafio é sábado dia 23 de fevereiro na co-luta principal do UFC 157 em Anaheim contra "The Dragon". O homem de 34 anos faixa preta em jiu jitsu e karatê shotokan está voltando de um nocaute com um soco de contra ataque sobre Ryan Bader no UFC Shogun x Vera em agosto. Com 18-3, Machida é conhecido por entrar e sair como um esgrimista, evitando o ataque de seus oponentes enquanto termina as lutas com seus socos.  
  
O distinto timing de Machida, junto com seu jeito pouco ortodoxo para a trocação no MMA, renderam-lhe três prêmios de Nocaute da Noite.  
  
"Ele é um pouco estranho, o que faz a luta ser divertida para mim", revela Henderson. "Estou tentando achar um jeito de bater seu estilo. Ele é muito perigoso e o estou levando muito a sério. Ele é casca grossa, completo, duro no chão, e duro em pé. Acho que vai ser divertido para os fãs. Porém não vou mudar todo meu estilo por causa de um oponente. Preciso usar o que tenho de melhor e fazer dar certo. Quando você faz isso com cada um dos seus oponentes você melhora em certos aspectos do seu jogo com o tempo e essa é a evolução de cada lutador ficando melhor. Eles treinam em áreas específicas e agora são melhores. Sinto-me bem e confiante para esta luta."  
  
   


Watch Past Fights

Midia

Recente
Atletas fazem a luta principal do UFC Oklahoma, neste domingo, mas já estão se provocando há um bom tempo. Veja como tudo aconteceu.
22/06/2017
Relembre vitória por finalização de Michael Chiesa sobre Jim Miller, em 2015. Chiesa volta ao octógono no próximo domingo (25) para enfrentar Kevin Lee na luta principal do UFC Oklahoma.
16/06/2017
Relembre vitória por decisão unânime de Kevin Lee sobre James Moontasri no UFC San Diego, em 2015. Lee volta ao octógono no próximo domingo (25) para enfrentar Michael Chiesa na luta principal do UFC Oklahoma.
17/06/2017
Brasileira enfrentará Megan Anderson pelo cinturão linear da categoria feminina dos penas no UFC 214, dia 29 de junho, em Anaheim, nos Estados Unidos
19/06/2017