'Cowboy' Cerrone: A escalada para o topo recomeça

"Eu nunca quero ir até lá e ser vaiado. As pessoas gostam de ver lutadores que vêm para derrubar e isso é o que eu amo fazer." - Donald Cerrone
UFC lightweight Donald Cerrone
Se existe uma palavra que descreve Donald Cerrone é "resistência". Assim como qualquer vaqueiro que orgulhosamente usa o apelido, ele está condicionado a se levantar, sacudir a poeira e dar volta por cima. Certamente, o seu orgulho foi abalado na derrota para Nate Diaz e Anthony Pettis - mas ele se reergueu e está pronto para começar mais uma vez.    
    
"Eu estava no topo até que sofri aquele chute no fígado e voltei para a parte de baixo", disse Cerrone. "Agora tenho que começar tudo de novo. Acho que você tem que conquistar seu caminho até o topo, mas quando você chega lá, você tem que manter as atuações.    
  
"Quando você faz como fiz, você merece voltar para a parte de baixo e trabalhar para voltar. Mereci estar por cima duas vezes, mas agora tenho que voltar e provar para mim mesmo. Os outros caras da divisão tem que fazer o mesmo. Não tenho problemas de chegar e lutar. Gostaria de lutar mais para ser honesto. Mas vamos ver."    
    
Ele vai ter a oportunidade de voltar, Cerrone enfrenta o ex-campeão do Elite XC KJ Noons neste fim de semana, no UFC 160. Enquanto Cerrone não pode estar atualmente no topo da montanha, na categoria leve, uma vitória sobre o Noons será um passo sólido na sua escalada.    
  
"KJ está chegando para derrubar e estou animado com isso", disse Cerrone. "Ele gosta de manter a luta em pé. Comparando estilos, vai ser uma luta daquelas e é isso que o público quer ver. Deve ser interessante.    
    
"Estou confiante em tudo nessa luta. Neste camp estive trabalhando minhas fraquezas para torná-las meus pontos fortes. Toda vez, depois de uma derrota, você sempre tenta se concentrar no que fez de errado e o que precisa melhorar. Sinto-me confiante no meu jogo de chão, mas gosto de trocar, cara. Gosto de derrubar e é isso que as pessoas gostam de ver. Eu nunca quero ir até lá e ser vaiado. As pessoas gostam de ver lutadores que vêm para derrubar e isso é o que eu amo fazer."    
    
Uma vez que as portas da Strikeforce se fecharam oficialmente no final de janeiro, Noons é um dos que vieram da organização para fazer sua estreia oficial no UFC. O processo é algo que Cerrone conhece, ele e muitos outros do WEC deixaram a "pequena gaiola azul" e integraram o elenco do UFC.    
    
Mas, enquanto lutadores de organizações externas são muitas vezes desprezados pela comunidade do MMA, Cerrone sabe que não é bem assim. Ele teve uma visão em primeira mão de como é alta a competição e ele certamente não está subestimando Noons.    
    
"Falávamos a mesma coisa quando os garotos do WEC estavam vindo, mas a competição é dura em qualquer lugar que você vá", disse Cerrone. "Agora, se você não está evoluindo, está sendo deixado para trás por todos. Não é meu caso, não negligencio ninguém. Não importa se eles vêm de uma organização menor, como o Strikeforce, pois eles são todos igualmente cascas-grossas. Eles não estão onde estão agora porque não prestam."    
  
Cerrone está se aproximando de uma década nos esportes de combate. Depois de lutar uma combinação de 50 duelos, no Muay Thai e MMA, ele está notando que sua máquina vai se afiando. No entanto, a idade é algo que cada vaqueiro tem que lidar e para Cerrone não é diferente.    
    
"Nesta fase da minha carreira, é começar a ter as lutas certas e o treinamento mais inteligente do que tive no passado", disse Cerrone. "Tenho que me aquecer para sair da cama agora. As coisas são um pouco diferentes. Eu me lembro quando comecei na Jackson MMA, e me atrasava para os treinos, era só rolar para fora da cama, me arrumar, e ir treinar. Agora eu tenho que chegar lá e alongar, aquecer, buscar o meu café. É uma loucura o que acontece quando você começa a ficar um pouco mais velho. Agora entro na banheira de gelo muitas vezes."    

Watch Past Fights

Midia

Recente
O repórter Matt Parrino, do UFC.com, e o ex-lutador Forrest Griffin falam sobre a colocação do brasileiro no ranking, comentam a vitória de Frankie Edgar e respondem os fãs. Confira o Ranking Completo - www.ufc.com.br/rankings
25/11/2014
O campeão Johny Hendricks enfrenta Robbie Lawler, nos meio-médios, e o campeão Anthony Pettis luta contra Gilbert Melendez, nos leves. O card do dia 6 de dezembro é um dos mais importantes de 2014. *Assine o Canal Combate - http://glo.bo/1kKhnP0
25/11/2014
O brasileiro volta ao octógono contra Stipe Miocic, na mesma noite em que Rafael dos Anjos enfrenta Nate Diaz. Não perca, dia 13 de dezembro, apenas no Canal Combate *Assine o Canal Combate - http://glo.bo/1kKhnP0
24/11/2014
Edson Barboza superou as provocações de Bobby Green durante a luta co-principal do UFN Austin, impôs sua estratégia e despachou o embalado oponente por decisão unânime. Após a vitória, Edson disse esperar por top 5 na próxima luta.
22/11/2014