Para Frank Mir, mudar foi ótimo

"Ele é um ótimo wrestler, vem de um bom camp, e acredito que tendo uma vitória sobre ele, ainda me impulsiona na carreira." - Frank Mir
UFC heavyweight Frank Mir
Foi a super luta do UFC que nunca aconteceu, detonada por um acidente de moto e então pelo timing. Mas na academia Jackson/Winklejohn em Albuquerque, Novo México, dois ex campeões - Frank Mir e Andrei Arlovski - eventualmente, se encontraram.  
  
"No começo, acho que passamos um pelo outro, era como o cenário da luta que nunca aconteceu", riu Mir. "Mas depois de algumas horas, tudo aconteceu bem. Tivemos ótimos treinos de sparring e wrestling e boa comunicação de ambos os lados. Ele me deu conselhos, e foi uma atmosfera de equipe."  
  
Sim, os dois homem que o mundo queria ver lutando anos atrás agora são colegas de equipe. É a última reviravolta em uma carreira cheia delas para o ex-campeão peso pesado, Frank Mir, que decidiu que depois de sua derrota para Júnior Cigano em maio no UFC 146, era hora de uma mudança. E isso incluía sair de Las Vegas.  
  
"Fazer esta mudança para treinar foi uma boa estratégia para minha carreira, e escolhi Albuquerque porque Greg Jackson e seu time tem muitos prêmios e realizações, e vi o que fizeram", disse Mir. "E sempre me dei bem com ele, então achei que seria o melhor lugar para mim."  
  
Ele estava certo. Apesar de ter que deixar sua esposa e filhos para se preparar para a luta co-principal de sábado no UFC: Henderson x Melendez contra Daniel Cormier, Mir se rejuvenesceu para o que poderia ser uma terceira corrida pelo título se ele conseguir estragar a estreia do vencedor do GP peso pesado do Strikeforce.  
  
"Estou mais focado em me treinar", ele disse sobre treinar na Jackson's. "É mais fácil para mim de segunda a sexta quando estou lá para ser um lutador e não para ir para a academia, voltar, com as obrigações de ser parte pai, parte marido. Eu me revirei por dentro e vi qual era minha fraqueza, e percebi que tenho que me focar mais no meu treino do que nas lutas. E ficar em casa fazia isto ser difícil. E vi luta após luta e ano após ano que havia algo que não estava se consertando sozinho, então tive que fazer uma decisão proativa para ver como poderia me deixar mais dedicado e focado durante as semanas antes da luta."   
  
E Mir terá que estar na sua melhor forma contra o invícto Daniel Cormier, ex- wrestler olímpico que pode fazer um nome imediato para si mesmo no UFC com uma vitória em cima do ex-campeão. De fato "DC" desafiou Mir, algo com que Mir não se sentiu ofendido.  
  
"Ele é um ótimo wrestler, vem de um bom camp, e acredito que uma vitória sobre ele, ainda impulsionaria minha carreira. Talvez não contra um grande nome, mas mesmo assim, ainda é uma vitória no UFC contra um cara que os mais aficionados conhecem como um peso pesado muito respeitável."   


Watch Past Fights

Midia

Recente
Mark Hunt se tornou o primeiro lutador a nocautear Roy Nelson no Octógono. O atleta neozelandês analisa a luta e diz que espera lutar em quatro semanas no card em Sidney, Australia. Ative as legendas clicando em "cc".
20/09/2014
Miesha Tate derrotou a até então invicta japonesa Rin Nakai, por decisão unânime, e falou na entrevista pós-lutas que sua estratégia era usar a envergadura e ser agressiva. Ative as legendas clicando em "cc".
20/09/2014
Melhores momentos da coletiva de imprensa pós-lutas do Fight Night Japão.
20/09/2014
Assista à coletiva de imprensa pós-lutas ao vivo na sequência do evento.
15/09/2014