Gilbert Melendez: O orgulho de um guerreiro

"Quero que as pessoas vejam que sou um guerreiro, não um vencedor, mas um guerreiro. Isto é o mais importante para mim." - Gilbert Melendez
Peso leve do UFC, Gilbert Melendez
Enquanto Gilbert Melendez poderia facilmente apontar para seus brilhantes cinturões que decoram seu cartel como razão o suficiente para os fãs se levantarem e torcerem por ele, porém Gil é um lutador orgulhoso primeiro e um vencedor realizado em segundo.    
    
No dia 20 de Abril, com o mundo assistindo e o título dos pesos leves do UFC em jogo, ele entrará no Octógono para uma luta.    
    
"Eu acho às vezes é mais importante mostrar que você é um guerreiro do que vencer", disse Melendez. "Eu sou definitivamente um americano orgulhoso, mas sou mexicano/americano e tenho o sangue mexicano. Você coloca sua vida em jogo aqui, você coloca seu coração na ponta das luvas aqui, e você realmente luta. Uma luta é uma luta. Não é uma partida de pontos. Quero que as pessoas vejam que sou um guerreiro, não um vencedor, mas um guerreiro. Isto é o mais importante para mim. Espero que as pessoas vejam isto nesta luta."    
    
Faz mais ou menos um ano que Melendez adicionou sua última vitória a seu cartel, quando terminou sua trilogia com Josh Thomson em maio. Em seu primeiro encontro, em 2008, Thomson venceu por decisão unânime contra Melendez e a perda do título deflagrou uma mudança em "El Niño". Depois desta derrota, Melendez abriu sua própria academia, El Nino MMA em São Francisco, que começou como um loft e se expandiu para um enorme espaço com 275 alunos, treinadores de chão como Jake Shields e treinadores de striking como Jongsanan "The Wooden Man", e um lugar para ele treinar em tempo integral. Com uma sequência de vitórias de sete lutas com três nocautes, Melendez está saudável e pronto para pegar a elite do UFC.    
    
"Eu me reinventei", explica Melendez. "Teve uma época que eu estava com 13-0 ou 15-0 com minhas lutas amadoras, e estava rankeado como o top no mundo e meio que conquistei meus objetivos, e o UFC compra o PRIDE e as coisas vão mal de novo. Você fica em uma prateleira por um tempo e aí você está no Strikeforce sem motivação aí alguém como Thomson vence você e você se reinventa. Você percebe que esta será sua carreira. Realmente levei o esporte a sério desde aquilo. Tenho orgulho da minha sequência de sete vitórias. Não posso sempre garantir uma vitória, mas posso sempre garantir que vou aparecer para a luta muito bem. Quando vou para a luta bem preparado, sou um animal. Quando vou para uma luta meio preparado, ainda sou um animal. Eu tenho orgulho em me apresentar."    
    
O próximo passo para Melendez é a colisão pelo título do UFC contra Ben Henderson no UFC que leva o nome dos dois em San José. "Quero dizer, caramba, ele é o campeão do UFC - ele é incrível", admite Melendez sobre seu oponente com 18-2, que recentemente fez uma luta quase perfeita contra o colega de equipe de Melendez, Nate Diaz, em dezembro. "Ele é um atleta incrível, grande, forte, com grandes táticas, boas transições, ele tem um ótimo grappling e finalizações, e ele é mentalmente forte. Obviamente 'cuidado com os chutes dele Gil', todo mundo me diz isso. Ele é o campeão do UFC."    
    
Alguém pode facilmente vender esta luta pela parte emocional entre Melendez e Henderson por causa da luta com Diaz, mas isto é simplificar demais a importância dela. "Eu queria lutar com ele naquela noite, com certeza, mas estou fazendo isso por mim mesmo e seria muito melhor vingar meu amigo nesse processo e trazer o título de volta para o meu time", revela Melendez.    


Watch Past Fights

Midia

Recente
UFC Fight Night Barueri Media Day and Open Workouts at Allianz Parque on December 18, 2014 in Sao Paulo, Brazil. (Photos by Josh Hedges/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images)
Lyoto Machida comenta como foi sua luta contra Chris Weidman e o que poderia ter feito diferente. O Karateka fala também como pretende usar seu 'jogo' contra CB Dollaway e o que espera de Anderson Silva x Nick Diaz e Chris Weidman x Vitor Belfort.
18/12/2014
Atleta brasileiro diz que, dessa vez, espera o apoio da torcida no duelo contra o Jake Collier. 'Na minha primeira luta o pessoal apoiou o Cara de Sapato', lembra. O Canal Combate transmite o evento, ao vivo, à partir das 22 horas.
18/12/2014
Márcio Lyoto destaca o tempo que treinou com Lyoto Machida, nos EUA. 'Entrei no MMA por causa do Lyoto. Para mim foi um sonho e muito proveitoso'. Ambos lutam no UFC Barueri, neste sábado (20).
18/12/2014