John Moraga: Lutando por mais que um cinturão

"Se você me golpear, eu quero revidar imediatamente. Em todo segundo da luta, estou procurando lutar." - John Moraga
UFC flyweight John MoragaLutar era a fuga de John Moraga, o que o colocou na disputa de cinturão e no tema do UFC de sábado contra o campeão peso mosca Demetrious Johnson, e que permitiu que ele desse uma vida melhor do que teve para seus filhos John Jr e Anthony. Mas se os dois quisessem seguir os passos do pai, não seria um caminho que ele gostaria que eles seguissem.

"Definitivamente não quero que eles lutem", ele disse. "Eu teria uma longa conversa com eles e diria que existem muitas outras coisas que poderiam tentar. Somente quero dar aos meus filhos o melhor conhecimento de todas as suas opções e deixar eles decidirem por si mesmos."

Ex-wrestler da Universidade do Arizona, Moraga seguiu os passos de outro lutador da Universidade e bom amigo, Cain Velasquez, sobre o esporte, e mesmo tendo muitas informações úteis, em sua estréia em 2009, não houve lugar para ele mostrar o que sabia. Isso foi um problema, mas ele ainda acreditava.

"Quando comecei no MMA, o UFC não tinha a minha categoria, nem o WEC", ele disse. "Mas eu tinha a visão que isto ia dar certo. As pessoas não acreditavam em mim, mas eu realmente tinha esta visão. Eu tinha fé que isto ia acontecer, e aconteceu."

E foi rápido assim. Lutando com a maior freqüência que podia, Moraga fez 11-1 de 2009 a 2012, recebendo uma ligação do UFC. Duas impressionantes interrupções sobre Ulysses Gomez  (KO) e Chris Cariaso (finalização), ele ficou sabendo que iria ter a chance pelo título de Johnson.

"Fiquei um pouco surpreso, mas considerando como as coisas aconteceram na divisão com as pessoas que perderam e as pessoas que venci, pensei que seria possível", disse Moraga sobre sua ascensão. "Mas foi um pouco surreal que aconteceu tão rápido."

Não é assim tão surpreendente quando você teve uma vida difícil em uma vizinhança cheia de crimes, gangues e morte. Sobreviver a este ambiente já é impressionante, triunfar apesar disto tudo o leva a outro nível. Porém Moraga não leva créditos por isto. Apenas agradece John Jr e Anthony.

"É uma virada total da pessoa que eu costumava ser", disse sobre a paternidade. "Antes de ter filhos, eu não ligava muito para consequências. Se eu soubesse que algo teria consequências, mas mesmo assim queria fazer, eu fazia. Hoje, se eu faço algo estúpido ou me meto em encrenca, meus filhos terão que sofrer porque não estou lá para eles. Não sou eu quem sofro mais, tenho que me preocupar com toda minha família. Então isso meio que me fez crescer do dia para a noite. Tive que engolir o orgulho, algo que nunca havia feito antes, e isto me fez crescer. Sabendo pelo que já passei, de jeito nenhum faria algo que pudesse fazê-los passar pelo que eu passei."

Este tipo de motivação faz um lutador ser difícil de ser vencido, e quando falam sobre sua primeira luta pelo cinturão, ele faz questão de lembrar que tipo de lutador ele é.

"Eu vejo um lutador esperto, não vejo um verdadeiro lutador", disse Moraga sobre Johnson. "Ele é um bom lutador. Ele diz que tenta liquidar as pessoas, mas ele não é assim. Se você me golpear, eu quero revidar imediatamente. Em todo segundo da luta, estou procurando lutar. Não estou tentando dançar por ali e vencer o round ou pelos jurados. Estou tentando te golpear para te machucar."

E ele faz isto para que seus filhos não precisem fazer.



 

 

Watch Past Fights

Midia

Recente
Assista a sessão de perguntas&respostas do UFC Fight Club com os pesos médiosLuke Rockhold e Cung Le, ao vivo na sexta, 25 de julho, às 18h.
18/07/2014
Recuperado de fratura na perna esquerda, ex-campeão dos médios melhora movimentação, esquivas e golpes em treino de pugilismo.
23/07/2014
Competidor meio-médio do UFC, Matt Brown enfrenta Robbie Lawler no UFC Fight Night San Jose no que promete ser uma batalha épica pela posição de desafiante contra o atual campeão Johny Hendricks.
22/07/2014
O peso leve Daron Cruickshank fala de fantasmas, a vida como cheerleader e os outros esportes que praticou. The Detroit Superstar enfrenta o No. 14 Jorge Masvidal no Fight Night: Lawler vs. Brown.
22/07/2014