Jon Jones: O ano três como campeão tem início

"Percebi que sou muito bom lutando, e este é o resultado de muito trabalho duro e horas estudando e treinando." - Jon Jones
UFC light heavyweight champion Jon Jones
Há dois anos Jon Jones entrava no Prudential Center em Newark, New Jersey. Parece que foi ontem que o novaiorquino frustrou um assalto na tarde de 19 de março de 2011 e terminou seu dia com um nocaute técnico sobre Shogun Rua que o coroou como campeão dos meio-pesados do UFC.  
  
"Nestes dois anos acho que fiquei mais confortável", ele disse. "Não fico mais nervoso como ficava antes. Aprendi a me focar no treino e a confiar em mim. Estou começando a não duvidar mais de mim. Percebi que sou muito bom lutando, e este é o resultado de muito trabalho duro e horas estudando e treinando. Não passo mais tanto tempo sendo um desastre mentalmente antes de uma luta como fazia antes."  
  
No sábado, ele tem toda intenção de fazer tudo de novo quando enfrentar Chael Sonnen no UFC 159 no Prudential Center. Para muitos o resultado é uma conclusão precipitada, com detratores dizendo que Chael, duas vezes desafiante dos médios, não merece a chance ao título, muito menos de vencer o aparentemente invencível Jones. O campeão porém  não está vendo a luta de uma forma fácil. Na verdade, sua motivação é parecida com a que ele sempre teve em sua carreira profissional. Para provar aos wrestlers de alto nível que ele tem o que precisa não somente para competir com eles, mas para dominá-los.  
  
"Sim, com certeza", disse Jones ex -campeão nacional junior na faculdade que abandonou a possibilidade da Divisão I como carreira para entrar no MMA e apoiar sua família. "Grande parte da minha motivação nesta luta é provar que Chael não é melhor que eu no wrestling. Chael é um cara que tem muita confiança em seu wrestling, ele ganha com seu wrestling, e quero tirar isto dele. Quero tirar tudo dele e deixá-lo sem nada. Muita gente se sente inferior a ele e começam a luta com medo logo de cara. Vou entrar lá e tentar encontrar Chael no meio do Octógono, sem andar para trás e castigá-lo."  
  
Falando sobre isso abre uma margem para analise de alguém que não é somente um competidor no esporte, mas um fã e um estudante dele. E ele fez seu trabalho de casa sobre Chael.   
  
"Vi o cartel de Chael, e os únicos wrestler de verdade que ele venceu foram Bryan Baker e Trevor Prangley", ele disse. "Acho que as pessoas nem sabem disso. Acho que Michael Bisping fez um ótimo trabalho contra Chael no wrestling em sua luta, e ele não é um wrestler. Também vi Chael ser arremessado por Demian Maia, e é algo que me dá grande confiança, assistir ele ser colocado para baixo por caras que nunca fizeram wrestling. Isto é algo que nunca aconteceu comigo na minha carreira no UFC, e saber que ele tem o maior número de quedas na história, mas ele não está quedando wrestlers legítimos. Se eu me focar em quedar todos os meus oponentes, eu teria muito mais quedas. Mas vejo de modo diferente - não é tão importante no meu jogo como é no do Chael. Então dou crédito pelas suas habilidades em quedas, mas ao mesmo tempo, quem ele levou para o chão? Eu lutei contra vários wrestlers de elite, ele não lutou com nenhum."  
  
Está claro que se Jon Jones estava precisando de motivação para esta luta, ele não está demonstrando, e a verdade seja dita, há muito em jogo para ele. Primeiro, com a vitória, ele empata com Tito Ortiz com o maior número de defesas de cinturão, mas, mais notável, dado o trash talk de Sonnen, Jones tem muito incentivo para produzir uma vitória enfática no sábado à noite.   
  
Ele vê de um modo um pouco diferente.  
  
"Eu trato Chael Sonnen e todos os meus oponentes como um teste final", ele disse. "Você sabe que tem este teste chegando, e você tem que fazer tudo para se preparar para este teste. Então eu estudo, estudo, estudo, e estou literalmente na internet tanto quanto estou na academia porque gosto de saber tudo sobre meus oponentes."   


 

Watch Past Fights

Midia

Recente
Watch the official weigh-in for Invicta FC 9
27/10/2014
Luta entre Maurício Shogun e Ovince St. Preux será a principal do evento que acontece em 8 de novembro. *Compre seu ingresso - on.ufc.com/ingressouberlandia *Card - http://on.ufc.com/ufcuberlandia
31/10/2014
Lutador mineiro estará na arena para assistir a lutaça entre Maurício Shogun e Ovince St. Preux, em 8 de novembro. *Compre seu ingresso - on.ufc.com/ingressouberlandia *Card - http://on.ufc.com/ufcuberlandia
31/10/2014
Brasileiro enfrenta Ovince St. Preux no UFC Uberlândia, em 8 de novembro, e quer voltar ao caminho das vitórias. *Compre seu ingresso - on.ufc.com/ingressouberlandia *Card - http://on.ufc.com/ufcuberlandia
31/10/2014