Lyoto Machida - Não chame isto de retorno

“"Ser campeão é uma honra. Espero que com a minha disciplina e compromisso eu possa ter essa honra de novo". - Lyoto Machida
Poucos lutadores foram tão questionados de forma vigorosa nos últimos 18 meses do que o ex-campeão até 93kg do UFC Lyoto Machida.    
    
Se você está falando sobre sua vitória por decisão controversa sobre Mauricio 'Shogun' Rua, sua derrota por KO para Shogun sete meses depois, ou sua derrota por decisão dividida para "Rampage" Jackson no UFC 123, Lyoto deixou de ser o garoto-propaganda do caratê e um enigma aparentemente indecifrável que reinaria na divisão dos meio-pesados.    
    
Porém dentro disso tudo que aconteceu, 'O Dragão' manteve-se calmo, como sempre, recusando-se a responder ao fogo que vinha em sua direção. Sua serenidade é quase assustadora, e Lyoto deu amostras disso ao discutir sua luta no UFC 129 com Randy Couture neste sábado, quando foi questionado se era seguro dizer que 'O Caratê está de volta' em 30 de abril .    
    
Sua resposta?    
    
"Eu não acho que a era do caratê já passou".     
    
Com esta resposta, ficou claro que o Lyoto não entrou em pânico depois de duas derrotas consecutivas, as duas primeiras de sua carreira. É parte do jogo, sobretudo a este nível, especialmente porque ele não tem outra escolha senão aceitar o que aconteceu e seguir em frente.    
    
"A pressão existe, mas é diferente", disse ele. "Depois de perder, as pessoas vêem o lado humano de um lutador, mas me sinto confiante em ir para essa luta, e mantenho o foco, sem deixar a pressão aumentar. Eu acho que perder faz parte de qualquer esporte, e só depois de perder, eu poderia me considerar um lutador completo, tendo experimentado tudo isso".    
    
Isso também tirou o ar de invencibilidade que Lyoto tinha, e o que ele alcançou em sua carreira derrotando BJ Penn, Stephan Bonnar, Rich Franklin e para posteriormente chegar ao cartel de 7-0 no UFC que culminou com um nocaute no segundo round sobre de Rashad Evans em maio de 2009, que lhe rendeu a coroa dos meio-pesados. Mas tudo bem, a única pessoa que não comprou o mito do lutador imbatível foi o próprio lutador.    
    
"Ninguém é invencível", disse Lyoto. "Há muitas coisas em uma luta que podem influenciar no desempenho de um lutador, no nosso esporte tudo pode acontecer".     
    
E o foi o que aconteceu com o nativo de Salvador, Brasil, que sofreu um nocaute de Shogun e depois caiu por decisão após três rounds para Jackson, em duelo que muitos acreditaram que ele ganhou. Agora é hora de reconstruir, para descobrir o que deu errado, se certificando de que isso não aconteça novamente. Felizmente, Lyoto está aqui para isso, como sua jornada nas artes marciais exige que você nunca fique parado por muito tempo.    
    
"Eu acredito que nós sempre temos que estar evoluindo, não importa o ponto que você está em sua carreira, melhorar assim me motiva, e minha família definitivamente me mantém centrado e motivado também", disse ele.    
    
Não faz mal ter um empolgado Hall of Fama do outro lado do octógono na noite da luta, uma vez que Couture tentará descobrir o enigma Lyoto Machida, que está ansioso para testar-se contra 'The Natural'.    
    
"Couture é um grande lutador que tem feito muito pelo nosso esporte, enfrentou muitas lendas e ajudou a construir o que o MMA é hoje, por isso é uma honra lutar com ele".     
    
Porém, mais do que uma honra, Lyoto vai bater de frente com um dos maiores estrategistas da história do esporte, tornando este um jogo de xadrez da mais alta ordem.     
    
"É uma luta muito interessante para nós dois, e um desafio", disse ele. "A estratégia vai ser muito importante, porque nenhum de nós quer jogar o jogo do outro".     
    
Se Lyoto não jogar o seu jogo, será interessante ver se isso ainda é suficiente. Shogun e Jackson mostraram rachaduras em seu estilo uma vez indecifrável, e se existem pontos fracos, Couture provavelmente vai encontrá-los. Portanto, a chave para o brasileiro será mostrar novas técnicas e estratégias para não só voltar a vencer, mas para enviar uma mensagem para o resto da divisão que ele está pronto para recuperar sua coroa.    
    
"Ser campeão é uma honra", Lyoto exalta. "Espero que com a minha disciplina e compromisso eu possa ter essa honra de novo".    

Watch Past Fights

Sábado, Outubro 25
23h
BRT
Rio de Janeiro, Brazil

Midia

Recente
Os jornalistas Davi Correia (UFC.com.br), Guilherme Cruz (MMAFighting) , e Ivan Raupp (Combate.com), conversam sobre o card principal do UFC 179, no Rio de Janeiro. O brasileiro é favorito, mas precisa tomar cuidado com o jogo de wrestling de Chad Mendes.
23/10/2014
Fotos da pesagem do UFC 179 no Ginásio do Maracanãzinho em 24 de outubro, 2014 no Rio de Janeiro (Fotos de Josh Hedges/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images)
24/10/2014
Confira os melhores momentos dos lutadores na balança. O campeão José Aldo garantiu que vencerá Chad Mendes, nos penas. "Esse cinturão vai continuar no Brasil.
24/10/2014
Enquanto Aldo e Chad treinavam no Rio para o UFC 179, Conor McGregor desembarcava na cidade com a língua afiada. Na saída do aeroporto, pediu se o motorista não o levaria até a favela do José e mandou dizer que irá tomar o cinturão do brasileiro.
24/10/2014