A metralhadora Miocic

"Eu quero vencer todas as minhas lutas. Mas sei que uma vitória sobre Napão me colocará lá, pelo menos entre os 10." - Stipe Miocic
Peso pesado do UFC - Stipe MiocicStipe Miocic está a pouco mais de uma semana de se apresentar na luta co-principal do UFC Fight Night contra Gabriel "Napão" Gonzaga.

E ele acabou de sair de um turno de 24 horas na brigada de Cleveland onde trabalha como bombeiro e médico técnico de emergências.

"Adoro apagar incêndios", o croata americano diz, seguido de sua risada nervosa que é a marca registrada. "Amo ajudar as pessoas. É difícil trabalhar em turnos assim quando tenho uma luta chegando, mas os caras sabem que estou treinando e me pressionam ainda mais."

Assine o Combate e assista o UFC Fight Night ao vivo no sábado


Miocic entrou no Octógono pela primeira vez em 2011 no UFC 136 em Houston para uma luta contra o veterano Joey Beltran, vencendo por decisão unânime. Ele continuou após esta estreia impressionante com mais duas vitórias contra Phil De Fries (por nocaute) e o falecido Shane Del Rosário.

"Estou triste pelo Shane", que morreu por problemas cardíacos no mês passado. "Conversei muito com ele depois de minha luta. Ele era um cara legal. Minhas condolências para sua família."

O ex-campeão do Golden Gloves e atleta em dois esportes na Universidade do Estado de Cleveland perdeu a  Luta da Noite contra Stefan Struve, mas voltou para receber a maior vitória de sua carreira até agora, contra Roy Nelson em junho no UFC 161.

"Vencer aquela luta foi ótimo. Eu sabia que devia manter meu ataque variado, e usar muitos ângulos. Ele bate forte, como Beltran", ele disse com uma risada. "Eu sei que Napão tem muita força, e sabemos o que ele fez com Cro Cop, então ele tem força em todos os lugares em pé, e tem um jiu jitsu muito bom."

E enquanto Napão já teve sua cota de altos e baixos no UFC, agora ele está bem. Desde que retornou para organização em 2012, ele venceu quarto das últimas cinco, com sua única derrota sendo contra Travis Browne.

Para Miocic, uma vitória o elevará mais ainda em 2014.

"Eu quero vencer todas as minhas lutas", disse Miocic. Mas sei que uma vitória sobre Napão me colocará lá, pelo menos entre os 10. Não sei de verdade onde me coloca, somente sei que uma vitória é sempre melhor que uma derrota. Tive muito tempo para me preparar para esta luta. Eu tenho ótimos treinadores e eles formam um jogo muito bom para mim, então onde quer que a luta aconteça vou estar pronto. Somente preciso lutar minha luta antes. Não posso ser pego no jogo dele. Sei que ele pode ficar em pé e trocar, mas não é algo que pretendo fazer nesta luta."

Uma vantagem que Miocic pode ter sobre o brasileiro é se cansar menos dentro do Octógono. Enquanto Napão teve quatro lutas em 2013, Miocic teve somente uma.

"Houve muitos motivos do porque de eu só ter uma luta ano passado", ele disse. "Os caras estavam machucados e já tinham lutas. Acontece bastante neste esporte. Eu gosto de lutar mais frequentemente. Eu queria esta luta."

Miocic não está com medo de ir para o chão se a luta o levar para lá.

"Tenho um bom treinador de jiu jitsu", ele diz. "Mas meu plano é manter a luta em pé, com certeza. Eu quero nocauteá-lo."

E mesmo empolgado para voltar ao Octógono, ele também está empolgado para representar sua cidade com sua música de entrada, "Cleveland," de Metralhadora Kelly.

"É uma ótima música cara", ele disse. "Eu amo. Quis usar da última vez mas não tinha a versão original na época. Ele é de Cleveland então tenho que dar um jeito nele. Sou um cara feliz. Porque passar sua vida toda bravo com alguma coisa? Gosto de rir e fazer piadas na academia e no trabalho. Mas não me entenda mal, quando entro naquele Octógono eu ligo um interruptor diferente. Por isso se chama luta. Ele estará lá me socando então tenho que ir lá e machucá-lo também."

Inserir risada aqui.

Watch Past Fights

Midia

Recente
Ele agora deve ser o próximo desafiante do campeão Johny Hendricks, nos meio-médios.
27/07/2014
Brasileiro empolgou a plateia, mas os juízes deram a vitória para Tim Means. Ele continua sem vencer no torneio
27/07/2014
Companheiro de treino de Vitor Belfort, brasileiro venceu Andreas Stahl por decisão dos juízes.
27/07/2014
A luta foi muito equilibrada, mas o resultado dos juízes não agradou quem estava na arquibancada.
27/07/2014