Mark Hunt: A jornada continua

"A mesma coisa, trabalhando defesas, chão, wresting, striking - trabalhando em tudo." - Mark Hunt
UFC heavyweight Mark HuntMark Hunt, que luta com Antonio "Pezão" Silva nesta sexta na luta principal do UFC Fight Night, estava esperando umas férias depois de sua derrota para Junior dos Santos. Ao invés disso ele foi pego com uma terrível infecção na perna, passando várias semanas indo e vindo do hospital. Se você acompanha o "Super Samoan" no twitter ou no Facebook, você verá a gravidade, ele compartilhou fotos e vídeos do buraco em sua perna, se você estiver curioso, as imagens estão na internet, mas elas não são para os fracos.

Hunt diz que a infecção está no passado e ele está de volta em perfeitas condições.

"A recuperação foi longa mas o treinamento está bom agora. Estou ansioso pela luta. Estou em boa forma. A recuperação foi boa e o treino está forte, e somente quero voltar ao trabalho."

Hunt foi valente na derrota para Cigano em maio no UFC 160. Apesar de cair no primeiro round por um grande golpe de direita por Cigano, Hunt ainda era perigoso, conseguindo boas combinações. Porem o ex-campeão começou a dominar a luta, eventualmente vencendo com um chute rodado no último minuto do terceiro round.

Depois da luta, Hunt revelou que quebrou um dedo no último round, mas não culpa isso pelo resultado.

"Eu perdi a luta porque perdi a luta. Senti que ele mudou a marcha no segundo round e não consegui acompanhar. Então senti que ainda estava na primeira marcha tentando alcançá-lo, mas não consegui, então fiquei para trás e fui atropelado."

Como azarão Hunt está de novo enfrentando outro peso pesado top da divisão sendo o 4° no ranking, Antônio Pezão. Não é uma luta que Hunt queria pelos dois fazerem parte da American Top Team na Flórida, apesar de Hunt optar por treinar na Nova Zelândia nas suas últimas lutas, mas está grato pela oportunidade.

"Não somos amigos íntimos mas ainda estamos na mesma academia. Não é uma luta que eu queria mas não posso escolher com quem luto. É uma boa oportunidade para mim. Estou grato por ela. Pezão é o número 4 do mundo então as pessoas sempre vão dizer que é um passo para trás para ele, mas me sinto ótimo pela oportunidade."

Ex-campeão do K-1 GP, Hunt tem grande estima por Pezão.

"Trabalhamos juntos mas não há animosidade, ele é um cara respeitoso e eu também, então respeito muito ele, ele faz o trabalho dele e eu também."

Os dois homens são strikers poderosos, mas no papel Bigfoot tem um jogo superior no solo. Em resposta, o neozelandês está trabalhando todos os aspectos de seu jogo para enfrentar o brasieiro.

"A mesma coisa, trabalhando defesas, chão, wresting, striking - trabalhando em tudo."

Mesmo treinando juntos, Hunt não contará com o que aprendeu nessas sessões.

"Não vou contar com isso, é uma luta e qualquer um pode ganhar. É uma daquelas coisas, quem esperava que Cigano me pegaria com um chute rodado? (Risadas). "Você não pode trabalhar um plano de jogo para algo que pode nem acontecer assim."

Watch Past Fights

Domingo, Fevereiro 15
1AM
BRST
Broomfield, CO

Midia

Recente
O brasileiro e o norte-americano se encontraram nos corredores do hotel MGM, onde estão concentrados para o UFC183. Ao ver o oponente, Anderson retornou o trajeto e cumprimentou Diaz. A matéria completa você assiste no Esporte Espetacular de 08/02.
30/01/2015
O brasileiro encara Tim Boetsch em duelo dos pesos-médios do UFC183. Thales garantiu estar 'preparado para tudo' e que focou seu treinamento mais na 'trocação'. Assine o Canal Combate: http://bit.ly/1fORFti
30/01/2015
Em entrevista exclusiva para o UFC.com.br, lutador provocou o brasileiro: 'Vou ser criativo e calmo para vencê-lo'. Aldo e McGregor se enfrentam no UFC 189, em Las Vegas.
30/01/2015
Em bate-papo exclusivo com o UFC, Anderson Silva comenta todas as lutas pelo cinturão do UFC e diz: "eu não tenho um bom relacionamento com o Damian, ele fala demais", e explica os motivos porquê rompeu com Vitor Belfort.
30/01/2015