Melvin 'The Young Assassin' Guilard – Uma educação na luta

"Acho que somos melhores do que quando treinávamos juntos. E ele é um bom amigo, um dos meus melhores amigos, mas isto são negócios." - Melvin Guillard 
UFC lightweight Melvin GuillardQuando foi anunciado que Melvin Guillard ia encarar com Donald Cerrone no UFC 150 neste sábado, um pouco mais de um mês após ter lutado três rounds com Fabricio Morango, muitos imaginaram como o “The Young Assassin” reagiria a um novo compromisso em tão pouco tempo.  

“Sou um lutador e amo lutar”, ele disse. “Quando comecei a lutar, era uma, duas, três, e as vezes seis vezes em um mês, e era normal para mim. Então lutar em cima da hora meio que me traz lembranças dos meus dias de garoto.”

Quase 14 anos depois da primeira vez que colocou luvas e foi pago por isto, Guillard está fazendo a co-luta principal de um grande evento do UFC em Denver, e com seis vitórias em suas últimas oito lutas, uma grande vitória sobre Cerrone pode o colocar na conversa sobre uma chance ao título até 70 kgs. E é precisamente por isto que ele aceitou a luta.

“Agora, lutar na categoria leve, é difícil acumular todas essas vitórias por que todo mundo está vencendo todo mundo, e acho que isso se baseia realmente em escolher as lutas certas”, ele disse. “Eu acho que a luta com Donald Cerrone faz muito sentido não só porque ele é meu ex-colega de equipe, mas também porque ele é altamente respeitado como lutador, então uma vitória sobre ele pode definitivamente me colocar nas conversas sobre o cinturão.”

Agora, no camp da Blackzilians na Flórida, a amizade de Guillard com Cerrone, com quem treinava na Jackson-Winklejohn, uma academia no Novo México, tem sido uma das histórias chaves sobre esta luta. E com razão. Especialmente quando você tenta imaginar o que um sabe sobre o outro. Pelo lado de Guillard, não existem preocupações sobre o que Cerrone sabe ou não sobre ele.

“Não posso dizer que conhecemos mais o jogo um do outro 100% porque já faz um ano que estive na academia do Greg pela última vez”, ele disse. “É a mesma coisa que aconteceu com Jon (Jones) e Rashad (Evans). Estou muito melhor desde que cheguei aqui, e sei que Cerrone melhorou também, então haverá semelhanças. Acho que somos melhores do que quando treinávamos juntos. E ele é um bom amigo, um dos meus melhores amigos, mas isto são negócios. Eu quero aquele cinturão e ele também. Ele teve a oportunidade de ser campeão em uma grande organização com o WEC; não tive esta chance ainda, então sinto que agora, na minha vida, é a minha hora.”

Não existe problemas em lutar com um amigo, ou existe?

“Não muito”, disse Guillard. “Quando eu estava crescendo na minha cidade natal e lutando, eu e meu primo de sangue nos enfretamos. Então eu realmente lutei com um membro da minha família antes, em uma luta sancionada. Então lutar com amigos e coisas assim não me incomodam nem um pouco.” 

Watch Past Fights

Midia

Recente
Perdeu a joelhada de Fabrício Werdum em Mark Hunt? Confira alguns dos golpes mais bonitos do evento que deu o cinturão interinos dos pesados ao brasileiro. Assine o canal Combate: http://on.ufc.com/assinecombate
26/11/2014
O repórter Matt Parrino, do UFC.com, e o ex-lutador Forrest Griffin falam sobre a colocação do brasileiro no ranking, comentam a vitória de Frankie Edgar e respondem os fãs. Confira o Ranking Completo - www.ufc.com.br/rankings
25/11/2014
O campeão Johny Hendricks enfrenta Robbie Lawler, nos meio-médios, e o campeão Anthony Pettis luta contra Gilbert Melendez, nos leves. O card do dia 6 de dezembro é um dos mais importantes de 2014. *Assine o Canal Combate - http://glo.bo/1kKhnP0
25/11/2014
O brasileiro volta ao octógono contra Stipe Miocic, na mesma noite em que Rafael dos Anjos enfrenta Nate Diaz. Não perca, dia 13 de dezembro, apenas no Canal Combate *Assine o Canal Combate - http://glo.bo/1kKhnP0
24/11/2014