WEC 53: Pettis Toma o Cinturão de Henderson em Grande Estilo

Noite Histórica para o WEC. Evento fecha ano com chave de ouro!

Entrevista com os vencedores no WEC.tv
Dia 17 de dezembro, Glendale, Ariz. - Round número cinco da última luta da história do WEC, Anthony Pettis e Ben Henderson disputavam o cinturão peso leve da organização acirradamente, e convenhamos, em uma luta de cinco rounds, os últimos cinco minutos são sempre aqueles que temos menos ação. Mas o MMA é um esporte fantástico e quando esperávamos o ritmo cair, Pettis faz jus ao seu apelifo 'ShowTime' e conecta um chute no rosto de Henderson quase que indescritível. Usando a grade para pegar impulsão, o desafiante apóia seu pé direito, langando o chute, derrubando Henderson, que assim como os expectadores da noite, não podia acreditar no que tinham acabado de ver.  
  
A introdução acima foi só uma breve e marcante passagem do último round da luta que valia o cinturão leve do WEC 53. Empolgante é a palavra que define o que foi o encontro de Pettis e Henderson. Cada um teve seu bom momento: com de pegadas de costas e bons golpes em pé e no chão. No princípio da luta o campeão dava impressões de que controlaria as ações, mas Pettis cresceu ao longo do combate e deslanchou um arsenal de variações que culminou com o impressionante chute aos 3:56 do round cinco. Tal 'chute ninja' não definiu a luta, que teve o desafiante Pettis sagrando-se vencedor por decisão unânime, entretanto deixou todo mundo com uma grande expectativa sobre o que os atletas do WEC irão apresentar no UFC durante 2011.  

"Nós praticamos isso o tempo todo (o chute)", disse Pettis, o último campeão leve do WEC. "Eu tenho mais um dez chutes como esse vindo quando eu chegar no UFC".  

Com o triunfo, Pettis se credencia como desafiante ao cinturão peso leve do UFC, enfrentando o vencedor de Frank Edgar x Gray Maynard que acontece no UFC 125.

Dominick Cruz mantém título dos plumas  
Se você achá-lo, talvez possa derrotá-lo. Pois é, achar o campeão dos plumas Dominick Cruz quando ele luta não é uma tarefa das mais fáceis para seus adversários. Que o diga o valente Scott Jorgensen. Em desvantagem na envergadura, o desafiante não conseguiu encontrar o campeão durante os cinco rounds que a luta durou. Entrando, batendo e saindo todo tempo, Cruz foi frustrando Jorgensen e marcando pontos que lhe renderam a vitória por decisão unânime.
Com a manutenção do cinturão do WEC, Cruz entra no UFC como o primeiro campeão pluma da organização e dois títulos na estante. Um status desfrutado apenas pelo brasileiro José Aldo, campeão pena do WEC e do UFC.   
  
Brasileiros atropelam nas preliminares    
Yuri 'Marajó' Alcântara estreou na categoria leve do WEC com o pé direito. O atleta natural da Ilha de Marajó, PA não se intimidou em fazer a primeira luta fora do Brasil no último WEC da história e soltou uma esquerda que pegou em cheio no queixo de Ricardo Lamas que caiu e foi punido com mais socos pelo brasileiro.  
  
Já Renan Barão precisou de um minuto a mais que seu compatriota para derrotar Chris Cariaso por finalização, mata-leão. Aproveitando um escorregão de seu oponente, Barão dominou as ações no solo, pegando as costas e encaixando a finalização. Essa foi a segunda vitória de Barão no WEC. O brasileiro entra no UFC no próximo ano vindo de 15 resultados positivos seguidos, ou seja, ele não sabe o que é derrota desde sua primeira luta em 2005.  
  
Outro resultados:  
Danny Castillo nocauteou Will Kerr aos 1:25 - R1   
Eddie Wineland nocauteou Ken Stone aos 2:11 - R1  
Brad Pickett venceu Ivan Menjivar pore decisão unânime  
Shane Roller finalizou (mata-leão) Jamie Varner aos 3:55 - R1      
Daniel Downes venceu Tie Quan Zhang por decisão unânime   
Kamal Shalorus venceu Bart Palaszewski por decisão dividida  
Donald Cerrone finalizou (triângulo) Chris Horodecki aos 2:43 - R2  
  
Sexta-feira, Dezembro 9
20H45
Albany, Nova York

Midia

Recente
Relembre vitória por decisão unânime de Max Holloway sobre Ricardo Lamas no UFC 199, em junho de 2016. Holloway faz duelo pelo cinturão interino dos penas no próximo sábado (10), contra Anthony Pettis, na luta principal do UFC 206.
30/11/2016
Atual número 1 do ranking dos moscas bateu Henry Cejudo por decisão dividida na segunda luta mais importante do TUF 24 Finale, no último sábado (03).
04/12/2016
Campeão dos moscas defendeu seu título pela nona vez ao bater Tim Elliot na luta principal do TUF 24 Finale, no último sábado (03).
04/12/2016
Vencedor do TUF 24 deu trabalho ao campeão Demetrious Johnson, mas saiu derrotado após cinco rounds na luta principal do TUF 24 Finale, no último sábado (3).
04/12/2016