Quinton Jackson: O Último Rampage

""Não importa o resultado no dia 26 de Janeiro, estarei feliz com tudo, porque treinei muito, e treinei para destruir o Glover." - Quinton Jackson
UFC light heavyweight Quinton "Rampage" Jackson
Os quase seis anos de Rampage Jackson no UFC tem sido interessantes. Seja dentro ou fora do Octógono, bom ou ruim, o nativo de Memphis sempre esteve no meio das notícias, com um estilo de vida que aparentemente nasceu com ele.    
    
Então, ganhando muitas manchetes antes da última dança, na edição que acontecerá em Chicago nesta semana, quase tudo é negócio para Jackson. Mesmo que não esteja focado apenas no embate contra Glover Teixeira. Porém, com a luta sendo a final no seu contrato e com ressentimento contra a organização, ele quer manter as coisas positivas por enquanto.    
    
"Somente quero ser uma pessoa positiva, e tenho que me livrar de toda a negatividade da minha vida", disse Jackson, cujo tumultuoso relacionamento com o UFC testá ai para quem quiser ver, o ex-astro do PRIDE alega ser desrespeitado pela organização, algo estranho para quem já encabeçou oito lutas principais ao longo dos anos. Mas não importa o que o lutador diga, no sábado à noite, haverá uma luta, e Jackson sabe que ele está nela contra o brasileiro Glover, mesmo que seja uma luta que ele não goste.    
    
"Ele é um cara que diz que vai me nocautear, diz que vai lutar em pé comigo, mas está treinando para me levar para o chão e lutar lá", disse Jackson em uma recente teleconferência. "Ele é como os outros caras que já enfrentei. Parece que são muito covardes para dizer exatamente o que eles querem fazer e tentar me fazer focar em outra coisa, mas sou mais esperto agora. Eu percebi pelas suas fotos e suas coisas na internet que ele basicamente vai tentar usar o wrestling comigo e me levar para o chão. Então perdi um pouco do respeito por ele. Eu costumava respeitá-lo muito como lutador, mas agora vejo o seu jogo, e é uma dessas coisas que decepciona você sobre seu oponente. Mas espero uma boa e empolgante luta, e estou pronto para lutar em qualquer lugar."    
    
Tem sido uma queixa constante de Jackson, que não mediu palavras para deixar claro que não gosta de lutadores que não ficam em pé na trocação com ele no Octógono. Porém, é uma luta de MMA, então se a luta for para o chão, está nas regras que isto pode acontecer, e muitos lutadores sabem que a chave para vencer Jackson  é tirá-lo de sua zona de conforto. Funcionou para Rashad Evans em 2010 e funcionou para Ryan Bader em fevereiro. E se Glover - um faixa preta de jiu jitsu - observar uma brecha para uma queda e um ataque no chão, você sabe que ele provavelmente fará isso. Por que?  Porque é provavelmente o melhor a se fazer. Mas Jackson não está acreditando nisto.

"Eu costumava respeitar Glover porque o vi lutar, ele é agressivo e vinha pra cima de você", ele disse. "Então vi os vídeos que ele fez e ele está tentando me segurar na grade e me colocar para baixo. Eu o respeitava porque realmente achava que ele era um lutador de verdade."    
    
Talvez  em um esporte onde você nunca pode dizer nunca, o ex-campeão dos meio-pesados retornará ao lugar onde ele marcou vitórias memoráveis contra Chuck Liddell, Dan Henderson, Wanderlei Silva, e  Lyoto Machida.     

Porém, esta é uma conversa para outro dia.    
    
"Não importa o resultado no dia 26 de Janeiro, estarei feliz com tudo, porque treinei muito, e treinei para destruir o Glover", disse Jackson. "Eu treinei em todos os aspectos, chão, wrestling, em pé, tudo. Treinei para ser forte e então deixar o UFC de um jeito positivo e continuar com a minha vida."    


Watch Past Fights

Midia

Recente
UFC Fight Night event at The Frank Erwin Center on November 22, 2014 in Austin, Texas.
20/11/2014
Mostrando enorme respeito por Cub Swanson, seu adversário no UFC Austin deste sábado (22/11), Frankie Edgar comenta que ama seu trabalho, e o que seria se não fosse um lutador, fala de sua luta favorita e muito mais.
21/11/2014
Protagonista do UFC Austin deste sábado (20/11), Cub Swanson fala de seu oponente, Frank Edgar, analisa a categoria peso pena e deixa claro o que acha do irlandês Conor McGregor. Assine o canal Combate: http://on.ufc.com/assinecombate
21/11/2014