Rashad Evans: O presente é o que importa

"É realmente revigorante permitir que a luta fale por si." - Rashad Evans
Tudo que importa é esta luta.     
    
A última luta é história, e o que vem a seguir é completamente desconhecido,  então indo para o UFC 161, tudo em que Rashad Evans está pensando é Dan Henderson e a tarefa a sua frente.    
      
É uma mentalidade diferente e um conjunto de circunstâncias que o ex-vencedor do TUF e ex-campeão meio-pesado do UFC tem encontrado nesta semana de luta.    
      
A fixação no ou perto do topo da divisão dos meio-pesados pelos últimos cinco anos, cada uma das 10 ou 11 lutas de Evans tem sido acompanhadas por implicações pelo cinturão e um olho no futuro. Pela primeira vez em um bom tempo, o ex Espartano do estado de Michigan não está dando atenção a nada além de fazer sua 17ª viagem ao Octógono no sábado à noite no MTS Centre em Winnipeg, Manitoba.    
    
"É realmente revigorante permitir que a luta fale por si", disse Evans, que fará a sua 11ª luta no card principal do UFC neste fim de semana. "Na maioria das vezes que competi, falavam muito sobre o que viria depois. Se você fica considerando isto o tempo todo, você não está olhando para o que esta acontecendo agora - você não está realmente presente.      
      
"Minha última luta, quando eu ia lutar com Rogério 'Minotouro' Nogueira", Evans continua, se referindo a sua luta no UFC 156 contra Minotouro, "tudo que as pessoas conseguiam falar era sobre eu lutar com Anderson Silva. Eu pensei, 'Esperem um minuto - tenho que passar por Nogueira antes.' Então eu perco e ninguém mais está falando sobre Anderson Silva.    
      
Se Evans prevê algo na luta principal com o Henderson (ex-campeão do PRIDE e do Strikeforce),  é em uma chance de apertar o reset, e começar sua nova corrida até o título. Isto começa com a recuperação de uma das piores performances em sua carreira.    
      
Desta vez, Evans está confiante que fez todo o necessário para esta luta. Parte disto vem do trabalho com o mais novo membro da equipe Blackzilians, o tri-campeão olímpico e duas vezes medalhista Kenny Monday.      
      
"O treinador Kenny é um homem muito parecido comigo, e é definitivamente um treinador como o treinador Van (Mike Van Arsdale)", disse Evans. "Quando o treinador Van foi embora, eu senti muito  sua falta. Éramos bons amigos e ele era meu treinador. Perder na frente dele foi um pesadelo, e ele me pressionando me ajudou a ser um lutador melhor do que era. Ter o treinador Kenny é ótimo, porque ele sabe como me pressionar do mesmo jeito que Van fazia.    
      
"O treinador Kenny, ele tem aquela qualidade de liderança que precisamos no time. Quando você tem um cara que está acostumado em controlar o time de wrestling - e wrestlers são animais - e seguindo um regime, é bom ter um cara assim no controle."    
      
Porém, Evans quer deixar algo bem claro para seu oponente de 42 anos.     
      
"Não estou correndo; não estou indo a nenhum lugar. Não vou tentar me evadir muito. Se ele vier para minha área, ele vai sofrer as consequências, basicamente é isto."    

Watch Past Fights

Sábado, Janeiro 3
23h
BRST
Las Vegas, Nevada

Midia

Recente
Brasileiro lembra das duas últimas derrotas seguidas no UFC e destaca a importância de vencer novamente. Hacran Dias derrotou Darren Elkins por decisão dos juízes no #UFCBarueri - Veja os resultados do #UFCBarueri - http://on.ufc.com/UFCBarueri
21/12/2014
Lutador brasileiro disse que sentiu o adversário cansado e partiu para cima. 'A luta acabou bem no finalzinho. Isso foi ainda mais empolgante para a torcida', comentou. - Veja os resultados do #UFCBarueri - http://on.ufc.com/UFCBarueri
21/12/2014
Ex-campeão do UFC visitou uma das mais tradicionais barbearias da cidade e deu um 'tapa no visual'. Foi a primeira vez que ele fez a barba com um barbeiro.
20/12/2014
Lyoto Machida, CB Dollaway, Renan Barão e Mitch Gagnon subiram bateram seus pesos e confirmaram as lutas principal e co-principal do Fight Night Barueri. Confira os melhores momentos.
19/12/2014