Barão - O melhor ainda está por vir

"McDonald está entre meu sonho e eu, e treinei forte para manter o que é meu agora." - Renan Barao
Interim UFC bantamweight champion Renan Barao
Segunda-feira, 11 de fevereiro - enquanto muita gente está curtindo o carnaval no Brasil, um homem está batendo manopla na Zona Sul do Rio de Janeiro, em preparação para defender o título interino peso galo no sábado, em Londres. Esse o homem é Renan Barão.  
    
Claro, Barão é um lutador do UFC que está ciente das suas responsabilidades, e não se queixa disso. Ele sabe o que precisa fazer contra o desafiante Michael McDonald na luta principal do UFC Londres na Wembley Arena. Porém, ver alguns de seus companheiros de treinos aproveitando a festa popular brasileira foi um pouco difícil de lidar.  

"É difícil de explicar para pessoas de fora o que Carnaval é aqui no Brasil", diz ele. "A festa é enorme e de proporções nacionais. Estou de boa por não estar envolvido, mas ver meus amigos e companheiros de equipe deixando as sessões de treinamento e indo direto para esses blocos no Rio de Janeiro é engraçado. Espero que minha festa seja depois de defender o cinturão com sucesso contra o McDonald."  
    
Mesmo que Barão esteja100% focado em seu trabalho, isso parece que com seus sparrings da Nova União desfrutando o Carnaval no Rio de Janeiro, seus treinos podem não ser explorados ao máximo. Mas Barão diz não estar sozinho em sua jornada e, os amigos que estão festejando, são apenas uma pequena parte da turma.  
    
"Umas das melhores coisas na Nova União é que você tem vários caras se preparando para lutar", disse ele, garantindo aos fãs que estará pronto para a batalha. "Então, se existe um atleta sem luta marcada, temos pelo menos seis ou sete caras prontos para complicar sua vida nas sessões de treinamento, porque eles têm compromissos e não podem pegar leve.  

"É até irônico, sinto que meu camp para essa luta foi o melhor de todos", Barão continua. "Cortar o peso e outros problemas que podem prejudicar a sua condição antes de uma luta foram excelentes. Além disso, como eu disse, tive muitos companheiros de equipe que são lutadores do UFC, ou que têm lutas no mesmo fim de semana ou ainda em fevereiro, tudo isso combinado formou um camp incrível para enfrentar McDonald."  
    
A importância de um camp de treinamento sem contratempos é a primeira chave para os objetivos de Barão. Agora, ele tem McDonald, e é o primeiro passo para consolidar seu nome no UFC. Com uma vitória contra o desafiante, Barão pretende unificar o título com o campeão Dominick Cruz (atualmente afastado por lesão seguida de cirurgia) ainda este ano. Mas, por enquanto, ele diz: "No dia 16 de fevereiro, farei a luta mais importante da minha vida. Tenho meus objetivos e não posso negar que esperava a unificação em vez da defesa, mas não confunda expectativa com falta de foco. McDonald está entre meu sonho e eu, e treinei forte para manter o que é meu agora."  
     
O tamanho do desafio em McDonald é enorme, o adversário de Barão tem 15-1, com cinco vitórias no WEC / UFC. Quase um ano atrás, ele mostrou seu potencial ao despachar o ex-campeão da divisão galo do WEC, Miguel Angel Torres, em grande estilo por nocaute no primeiro assalto. Além disso, McDonald tem apenas 22 anos, e quer se tornar o mais jovem detentor de cinturão da história do UFC. Muita coisa para o campeão? Ele diz que não.  
    
"Eu tenho um mentor, Jair Lourenço, que me mantém longe destas pressões extra Octógono", diz ele. "Não tenho dúvidas, vou dar meu melhor possível, com base no treinamento feito pelo Jair e pelo André Pederneiras, e vou manter o meu cinturão. Do outro lado, se o McDonald será ou não afetado pelo que falam dele, eu não me importo. Ele disse que suas habilidades de Jiu-jitsu são um segredo, e acredito que elas serão segredo até o fim de nossa luta. Porque não levo fé que ele vai tentar Jiu-jitsu comigo, essa luta vai ser uma guerra em pé, e estou pronto para isso. Um Barão muito melhor vai aparecer em Londres."  
    
Então veremos um Barão superior do que já vimos?  
    
"Sim, esta será minha quinta luta dentro do UFC, e vem mais por aí", diz ele. "O treinamento para cada uma dessas lutas que fiz no UFC foi um processo de aprendizagem constante e sinto que meu potencial está aumentando antes e depois de cada uma delas."  

Lutando no Reino Unido pela segunda vez em sua carreira, Barão, que bateu ídolo local Brad Pickett em sua primeira viagem, deseja contar com a torcida local, fazendo uma espécie de carnaval brasileiro recheado por fãs britânicos. 

"Eles não podiam torcer por mim quando lutei lá, mas viram como dei meu máximo", diz ele. "Sei que eles adoram lutadores com esta personalidade, por isso espero ter o apoio deles, porque vou com todas as minhas armas para defender meu título."  



 

Watch Past Fights

Midia

Recente
Lembra dessa? O brasileiro conseguiu um nocautaço logo no primeiro round. Quer ver Shogun em ação outra vez? Não fique de fora do UFC Fight Night Uberlândia, em 8 de novembro. - UFC Uberlândia - Compre seu ingresso: on.ufc.com/ingressouberlandia
30/10/2014
Brasileiro faz a luta principal do UFC em Uberlândia, em 8 de novembro. Ele acredita que uma vitória o recolocará no caminho para disputar o cinturão. *Ingressos para o UFC Uberlânida - on.ufc.com/ingressouberlandia
29/10/2014
Atleta nigeriano-inglês diz que vencerá o brasileiro na luta principal do UFC em Uberlândia, em 8 de novembro. *Ingressos para o UFC Uberlânida - on.ufc.com/ingressouberlandia
29/10/2014
Lutador brasileiro afirma que o coração está 'pedindo para lutar' e que TJ tirou o sono dele. Por isso, Barão afirma que agora ele será o maior pesadelo do americano. Renan Barão encara Mitch Gagnon no UFC Barueri, dia 20 de dezembro.
28/10/2014