Sergio Moraes - Orgulhoso por ser um atleta de MMA

"Fui para a casa como um lutador de jiu jitsu, e hoje posso dizer que sou um lutador de MMA." - Sergio Moraes
UFC welterweight Sergio Moraes
Poucos apostaram em Sérgio Moraes contra Cezar "Mutante" Ferreira na final do TUF Brasil, no UFC 147 em junho. Ele já havia sido eliminado do torneio nas semifinais, o trouxeram de volta pra substituir o lutador que o venceu, (o lesionado Daniel Sarafian) e se você disse que o campeão mundial de jiu-jitsu era um lutador unidimensional indo para a luta em Belo Horizonte, foi uma opinião precisa.   
  
Mas depois de aguentar tudo que o número #1 de Vitor Belfort fez com ele, Serginho deu o troco. Não com uma queda ou tentativas de finalização, mas com uma cotovelada. Mutante cambaleou, e cambaleou um pouco mais, tentando limpar a mente enquanto Serginho o perseguia ferozmente, tentando uma surpresa enquanto a multidão vibrava.  
  
Mas então o que estava passando pela sua cabeça nesses momentos agitados? Ele pensava que o fim estava próximo?  
  
"O fim estava próximo para quem?" riu Moraes Serginho. "Ele também me machucou. 'Mutante' é um grande lutador e tem o meu respeito, mas para ser sincero, no segundo round tive minha chance. Mas tudo bem. Eu queria lutar em pé, queria provar para mim mesmo que era capaz. Me deu muita confiança e minha força mental me mostrou que posso lutar no UFC."  
  
Mutante sobreviveria ao segundo round violento, e apesar de ter sido pego brevemente algumas vezes no final da luta, ele fez o suficiente para garantir uma vitória por decisão unânime  e vencer a final do TUF Brasil. Mas em uma noite onde vários lutadores brasileiros foram para o maior palco do MMA para mostrar  o que sabiam, Sergio Moraes emergiu como o que você provavelmente quer ver lutar de novo. Claro, seu jogo em pé estava cru, mas ele é da elite do jiu jitsu mundial e tem mãos pesadas, e a alegria que ele mostrou no meio da batalha de 15 minutos foi algo para ser visto. No sábado, ele está de volta para sua segunda luta no Octógono contra o companheiro de elenco Renee Forte, e do seu jeito, nos meio-médios, ele vai mostrar o que realmente é capaz de fazer no UFC.   
  
"(Os fãs devem esperar) Um lutador de MMA completo", disse o atleta de 30 anos. "Esta é a minha chance de estar no UFC, na categoria certa, e farei meu melhor para provar que posso ser um lutador top no UFC."  
  
Um paulista morando em Curitiba, as habilidades de Serginho e sua reputação no tatame estão bem estabelecidas. Um tri-campeão mundial de jiu jitsu na faixa preta (ele também tem um título mundial na faixa marrom), "The Panther" tem uma vitória sobre o filho de Rickson Gracie, Kron, e mesmo tendo suas idas e vindas no MMA desde 2006, logo se tornou mais do que um trabalho a parte.  
  
"Era o desafio", disse Moraes sobre competir no MMA. "Eu cheguei ao topo no jiu-jitsu e estava na hora de provar que eu podia ir mais alto."  
  
Vencedor de seis de suas primeiras sete lutas, Serinho teve a chance de acelerar o processo quando foi escolhido para competir na primeira temporada do TUF Brasil. Originalmente no Time Belfort, ele (que ganhou duas lutas no reality antes de ser eliminado por Sarafian, logo foi integrar o Time de Wanderlei. Serginho falou que o período no reality foi, "a melhor experiência de minha vida. Tenho que te contar, é incrível como você melhora como atleta e como pessoa em 40 dias. Enfrentar tantos lutadores duros é muito importante para medir seus limites."   
  
Depois de perder na semifinal, Serginho Moraes ainda iria receber uma chance no Octógono contra o mesmo Renee Forte. Mas quando Sarafian se machucou, ele então recebeu a grande oportunidade como o primeiro oponente substituto em uma final do TUF.  Ele passou perto da vitória naquela noite, mas agora enfrentará o representante da Team Nogueira neste sábado no Rio de Janeiro.  
  
"Renee é um cara legal", disse Serinho de seu oponente. "Eu não tive nenhum problema com ninguém dentro da casa, e viver na mesma casa por 40 dias, treinando junto, você consegue ver pontos fortes e fracos de cada um,  mas para ser honesto não parei para pensar muito nisso, então meu treinamento não mudou muito."  
  
Porém o que ele espera, é que Renee tente a sorte onde ele possa acreditar que o ás do jiu-jitsu é fraco, - em pé.  
  
"Eu sei que ele tem um bom jiu jitsu e que também é bom em pé", disse Moraes. "Mas acho que ele vai tentar manter a luta em pé."  
  
Para alguns praticantes de jiu-jitsu isto pode ser um problema, mas dado o grande esforço que "the Panther" fez contra "Mutante" e um CT completo com André Dida e o ex-campeão dos meio-pesados, "Shogun" Rua e sua equipe, sua confiança está grande.  
  
"Para a final do TUF eu treinei somente 40 dias em Curitiba com André Dida e a equipe do Shogun, mas agora fiz um treinamento completo de três meses em Curitiba e meu jogo em pé está muito melhor", ele disse. "Eu quero provar que sou um lutador de MMA. Entrei na casa como um lutador de jiu-jitsu e minha meta principal é provar que tenho habilidades para ser um lutador top de MMA."  
  
E trabalhando com um dos melhores de todos os tempos no Brasil o fez melhorar muito. Como ele destaca, "não foi nos últimos anos, e sim nos últimos meses. (risos) É um prazer ter o Shogun como parceiro de treino, ele tem muita experiência, e é realmente um parceiro que quer ver todos ao seu redor melhorando todos os dias. Eu geralmente digo que ele é um 'tanque de guerra', ele nunca anda para trás, e sempre espera pelas lutas. Ele é incrível."  
  
Agora é a vez de Sérgio Moraes de representar sua equipe e mostrar o quanto ele melhorou desde junho. Ele mal consegue esperar.  
  
"Hoje estou confortável no Octógono, e estou confiante e preparado para qualquer situação. Como eu te disse, eu fui para a casa como um lutador de jiu-jitsu, e hoje posso te dizer que sou um lutador de MMA."  



Watch Past Fights

Midia

Recente
Assista à coletiva de imprensa pós-lutas, ao vivo, na sequência do evento.
29/09/2014
Assista ao P&R do UFC Fight Club com o peso pesado Travis "Hapa" Browne, ao vivo na sexta-feira, dia 3 de outubro, às 15h.
29/09/2014
Assista à pesagem oficial do UFC Fight Night: MacDonald vs. Saffiedine, ao vivo na sexta-feira, dia 3 de outubro, às 16h.
29/09/2014
Assista à pesagem oficial do UFC Fight Night: Nelson vs. Story, ao vivo na sexta-feira, 3 de outubro, às 11 da manhã.
29/09/2014