Shogun – Preparado para a batalha depois da guerra

“Uma ótima vitória sobre Vera, e eu pego o cinturão do UFC de volta, e então serei treinador da próxima temporada do TUF no Brasil.” - Shogun Rua
UFC light heavyweight Mauricio "Shogun" Rua Foi uma das maiores lutas de MMA de todos os tempos. E você quiser debater esta afirmação, fique a vontade, mas não serei influenciado. Quando Dan Henderson e Shogun Rua se encontraram na luta principal do UFC 139 em novembro do ano passado, todos esperavam o tão esperado confronto dos ex- super astros do PRIDE fosse bom.

Quando tudo acabou, o resultado não importava, simplesmente por que nenhum dos dois lutadores perderia nem um centímetro de grandeza depois de tanto esforço, mas para o livro de registros, foi Henderson quem ganhou uma apertada decisão unânime.

"Com certeza assisti essa luta muitas vezes”, Shogun disse. “Foi uma guerra, muito agressiva, brutal, e para mim, o resultado justo seria o empate. É engraçado por que até hoje alguns fãs e amigos me perguntam, ‘porque você não fez isso ou aquilo, especialmente no último round?’ E minha resposta é muito simples: depois de uma guerra de 4 rounds com meu olho quase fechado, era meio difícil em pensar em uma estratégia.”

Quase 9 meses depois, Shogun pode estar com o coração mais leve sobre alguns assuntos, mas no começo não foi assim tão fácil. O primeiro incidente aconteceu na noite da luta, quando uma nota errada sobre sua condição alarmou sua esposa que somente foi remediada por uma ligação de San Jose, do ex-campeão dos meio-médios do UFC.

“Minha esposa estava com muito medo, especialmente quando ela ouviu que eu tive uma lesão terrível na cabeça, que não era verdade”, Shogun conta. “Somente depois de ligar para ela de madrugada que ela acreditou que eu estava bem.”

Desta vez, Shogun não enfrentará uma lenda, mas um cara que quer muito bater nele e conseguir o lugar de candidato ao cinturão de forma impressionante - Brandon 'The Truth' Vera - na luta principal no Staples Center neste sábado em Los Angeles.

“Uma ótima vitória sobre Vera, e eu pego o cinturão do UFC de volta, e então serei treinador da próxima temporada do TUF no Brasil”, ele disse. “Mas vamos dando um passo de cada vez. Agora, só estou pensando na minha próxima luta contra o Vera. É o meu objetivo principal agora, e aí poderemos começar a pensar no futuro.”

Mas como ele ainda tem negócios pendentes com a luta de 1º de setembro entre o campeão Jon Jones e o desafiante Dan Henderon, Shogun tem um preferido para enfrentar se ganhar neste sábado e ganhar o ok para a chance ao título?  

“Eu acho que será uma ótima luta”, ele disse sobre a principal do UFC 151. “Jones é o campeão, mas enfrentará um cara muito duro, e eu posso te dizer, Henderson é um lutador que merece todo o respeito. Mas não tenho nenhuma preferência; minha meta é lutar pelo cinturão de novo, não importa contra quem.” 


Watch Past Fights

Midia

Recente
Mascarados, fantasiados e com os rostos pintados. Os nossos lutadores também têm o seu momento de folião. Relembre algumas das encaradas que podem muito bem servir com inspiração para esse Carnaval.
24/02/2017
Relembre vitória por decisão unânime de Stephen Thompson sobre Rory MacDonald no UFC Ottawa, em 2016. Thompson volta ao octógono em revanche pelo cinturão dos meio-médios contra o campeão Tyron Woodley, no dia 4 de março, no UFC 209.
20/02/2017
Relembre o primeiro duelo entre o campeão Tyron Woodley e Stephen Thompson, que terminou com empate majoritário. Os lutadores fazem revanche pelo cinturão dos meio-médios em 4 de março, no UFC 209.
20/02/2017
Relembre vitória por nocaute do campeão Tyron Woodley sobre Josh Koscheck no UFC 167, em 2013. Woodley defende o cinturão dos meio-médios em revanche contra Stephen Thompson no dia 4 de março, no UFC 209.
24/02/2017