Tarec Saffiedine: A espera finalmente acabou

"Eu sei o que Lim vai trazer para luta e vem para cima, então é assim que vou também." - Tarec Saffiedine
Peso meio-médio do UFC - Tarec SaffiedineAno passado não poderia ter começado melhor para Tarec Saffiedine. A atração principal do evento final do Strikeforce, Saffiedine devastou Nate Marquardt com seu kickboxing para ganhar o título do peso meio-médio, ampliando sua série de vitórias para quatro e empurrando o seu recorde para 14-3 no processo.

A transição do homem conhecido como “Esponja” do Strikeforce para o UFC foi muito aguardada, mas um planejamento nos treinos e um emparelhamento com adversários pré-estabelecidos empurraram a estreia do membro Team Quest para julho, onde, se não tivesse se lesionado, o belga enfrentaria o colega do Strikeforce Robbie Lawler. Rumores de um combate contra “The Immortal” Matt Brown flutuaram pela mídia do MMA no final do verão, mas nunca aconteceu, levando o campeão meio-médio do Strikeforce a enfrentar Jake Ellenberger na luta principal do primeiro UFC em Singapura .

No mês passado, Ellenberger se contundiu e foi sacado, resultando na entrada do sul-coreano Hyun Gyu Lim como substituto. Apesar da mudança de oponente, Saffiedine ainda espera deixar o ano passado para trás e se apresentar para o público do UFC.

"Começou muito bem com a minha vitória sobre Nate", diz o kickboxer belga sobre seus últimos 12 meses. "Foi definitivamente uma grande conquista na minha carreira. Voltei aos treinamentos até confirmarem minha luta com o Robbie Lawler (mas ) me machuquei e tive que dar um tempo, infelizmente. Na época, foi muito frustrante, mas, ao mesmo tempo, não estava sentado em casa comendo pizza e sentindo pena de mim - tentei me fortalecer e sabia que ia voltar um lutador melhor, mentalmente e fisicamente. Eu tentei fazer tudo da maneira certa para voltar, e agora eu acho que tudo acontece por uma razão.

"Fiquei um pouco desapontado por não lutar contra Jake - estava realmente ansioso para ter pela frente alguém como Jake. Ele é um lutador Top 5, mas Lim é um lutador muito perigoso e não posso subestimá-lo "

Apesar de inúmeros lutadores que entraram no UFC vindos de organizações como Strikeforce e WEC já provaram seus valores dentro do Octógono, os fãs e os críticos muitas vezes ainda querem ver como um atleta se sai no maior palco do esporte antes de apoiá-los totalmente, independentemente de quão bem sucedido eles foram em outro lugar.

"Obviamente, os fãs do UFC não me viram lutar ainda, mas as pessoas que já me podem esperar um lutador melhor do que antes. Eu sou uma versão melhor de mim depois do tempo afastado. Eu estou buscando um grande desempenho para minha primeira luta no UFC - uma luta emocionante. Vou tentar liquidar a luta, e se for para decisão, farei cinco bons rounds."

A energia reprimida combinada com a adrenalina ao pisar no octógono pela primeira, pode desfocar o competidor, perdendo a abordagem que o tornou tão bem-sucedido no passado .

"Eu acho que nós vamos descobrir em 4 de janeiro", Saffiedine ri, reconhecendo sua ânsia de finalmente lutar no UFC. "Eu definitivamente estou realmente animado para voltar e lutar. Quem me conhece sabe como eu luto - como posso ser tático, como posso ser agressivo se precisar, e como posso dar um passo atrás na luta também, e acho que essa vontade ser uma mistura de todas essas coisas juntas.

"Estou realmente ansioso para voltar, mas tenho que ser inteligente também - Lim é um adversário perigoso, e eu não posso apressar as coisas.

"Ele é um lutador alto, mais um striker", ele acrescenta, "e ele meio que se abre, o que torna o combate um pouco arriscado, porque ele não se importa de levar um murro na cara. Ele gosta de ir para a guerra, e ele tem poder de nocaute perigoso.

"Eu sei o que Lim vai trazer para luta e vem para cima, então é assim que vou também."


Watch Past Fights

Sábado, Outubro 25
23h
BRT
Rio de Janeiro, Brazil

Midia

Recente
Os jornalistas Davi Correia (UFC.com.br), Guilherme Cruz (MMAFighting) , e Ivan Raupp (Combate.com), conversam sobre o card principal do UFC 179, no Rio de Janeiro. O brasileiro é favorito, mas precisa tomar cuidado com o jogo de wrestling de Chad Mendes.
23/10/2014
Fotos da pesagem do UFC 179 no Ginásio do Maracanãzinho em 24 de outubro, 2014 no Rio de Janeiro (Fotos de Josh Hedges/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images)
24/10/2014
Confira os melhores momentos dos lutadores na balança. O campeão José Aldo garantiu que vencerá Chad Mendes, nos penas. "Esse cinturão vai continuar no Brasil.
24/10/2014
Enquanto Aldo e Chad treinavam no Rio para o UFC 179, Conor McGregor desembarcava na cidade com a língua afiada. Na saída do aeroporto, pediu se o motorista não o levaria até a favela do José e mandou dizer que irá tomar o cinturão do brasileiro.
24/10/2014