Te Huna focado e faminto antes de enfrentar Glover

"É um cara muito perigoso, provavelmente um dos caras mais perigosos da divisão dos meio-pesados agora. Mas eu vi alguns buracos no jogo dele e acho que posso aproveitar os erros que ele comete." - James Te Huna
UFC light heavyweight James Te Huna
Quando James Te Huna e seus segundos vestiram ternos e executaram uma coreografia do filme Homens de Preto na entrada para sua última luta, parecia sinalizar sua confiança.  
  
Mas, na verdade, a dança (que se tornou viral entre os fãs de MMA) deu a Te Huna uma distração necessária enquanto enfrentava as dúvidas antes da luta com Ryan Jimmo. Te Huna, que vai lutar contra Glover Teixeira no sábado, no UFC 160, esperava ser nocauteado. E isso quase aconteceu depois que Jimmo o derrubou com um chute na cabeça no primeiro round.  
  
"Naquelas duas últimas semanas eu sabia o que ia acontecer (eu seria nocauteado), é assim que estava me sentindo, então tentei relaxar entrando na luta, fazendo a dança dos Homens de Preto", disse Te Huna. "Entrei e esperei ser golpeado, e isso acontece se você pensar assim, mas logo que fui acertado (com o chute alto) entrei no piloto automático e superei a desvantagem e conseguiu a vitória. Mas meu instinto natural não estava lá, não estava com fome para a luta, mas este camp (para enfrentar o Glover) está em um nível totalmente diferente, estou realmente animado para a luta, realmente empolgado."  

Depois de sua investida inicial, Jimmo do Canadá começou a cansar. No terceiro assalto, Te Huna estava em completo controle sobre Jimmo, desferindo golpes pesados enquanto provocava. Te Huna ganhou por decisão unânime. Foi um retorno notável.  
  
"Ele (Jimmo) teve uma lesão, e se cansou, ele não estava com tanta fome, e realmente não queria aquele segundo round. Ele baixou o ritmo, depois disso, eu fiquei em uma posição dominante, e estava faminto para vencer a luta depois que comecei sendo chutado na cabeça. (risos) Sim, tentei falar com ele e criar uma conversa para tentar confundi-lo e funcionou. Me diverti um pouco e consegui a vitória . Isso é tudo que importa."  
  
Glover, que bateu Rampage Jackson recentemente, é sem dúvida o maior teste da carreira de Te Huna. Está em quarto lugar na divisão dos meio-pesados do UFC, é perigoso e detém o cartel de 22-2 no MMA e não perde uma luta desde 2005. Ele tem 12 nocautes e cinco finalizações, mas Te Huna buscou o desafio.  
  
"Eu tinha acabado de sair de uma luta e ia passar por cima (de Las Vegas) e assista (o pesado nascido Nova Zelândia) Mark Hunt contra Cigano e apoiá-lo, mas descobri tinha a oportunidade de lutar no card, fiquei nas nuvens. Glover estava procurando por um oponente porque (Ryan) Bader se contundiu. E eu fui a primeira pessoa a me oferecer. Pedi por ele, eu queria, então estou pronto para o desafio e isto é o que me levou para o esporte em primeiro lugar: desafios. Este é mais um."  
  
Glover tem poder de nocaute e é um faixa preta de Jiu-Jitsu. Mas Te Huna vê fraquezas.  

"Ele é um cara muito perigoso, provavelmente um dos caras mais perigosos da divisão dos meio-pesados agora. Mas eu vi alguns buracos no jogo dele e acho que posso aproveitar os erros que ele comete."  
  
Te Huna não planeja ser intimidado no Octógono por Glover. Sempre em lutas interessantes, o competidor descendente de Maoris não espera que esta para ser diferente.  
  
"Ele é praticamente um cara que te intimida e te maltrata. Isso resume a pessoa que ele é e o lutador que ele é. Ele força as pessoas a andar para trás e isso é algo que não quero fazer e não gosto de dar um para trás passo, por isso vai ser uma boa luta para os fãs."  
  

Watch Past Fights

Sábado, Outubro 25
23h
BRT
Rio de Janeiro, Brazil

Midia

Recente
José Aldo e Glover Teixeira conversaram com a equipe do UFC sobre as expectativas para o UFC179, neste sábado (25), e também sobre o lançamento do filme sobre a vida de Aldo e o documentário 'Nascidos para Lutar', que narra a trajetória de Glover.
24/10/2014
Lutadores recebem a equipe do UFC em seus quartos e mostram o que não deixam de levar na mala para a semana da luta. Confira!
23/10/2014
Em entrevista ao UFC, Wiliam Patolino fala sobre a expectativa da luta contra o americano Neil Magny no UFC179 e garante que as quatro atuações do adversário esse ano podem ajudar a seu favor. - UFC 179 só no Canal Combate - on.ufc.com/ufc179assita
22/10/2014
Lutador brasileiro encara o americano Scott Jorgensen e diz estar ansioso pela primeira vitória no UFC por nocaute ou finalização. Confira o vídeo. - UFC 179 só no Canal Combate -on.ufc.com/ufc179assita
22/10/2014