Leben pendura as luvas aos 33 anos

O veterano competidor peso médio Chris Leben se aposenta aos 33 anos
Chris "The Crippler" LebenEra algo que parecia estar por vir, mas ouvir Chris Leben anunciar oficialmente sua aposentadoria aos 33 anos, foi meio estranho para os fãs de "The Crippler", que vinham se empolgando com suas façanhas no Octógono desde 2005.

Por um lado, o anúncio que Leben fez nesta segunda-feira no show MMA Hour de Ariel Helwani no site MMAFighting.com, vem depois de um 0-4 em suas últimas quatro lutas, mais recentemente, uma interrupção diante de Uriah Hall, no UFC 168 em dezembro passado. Mas, por outro, saber que Leben não proporcionará aquelas reviravoltas impressionantes, utilizando seus punhos para fazer um milagre, faz com que seja um dia triste para o esporte desde que esse nativo Portland, Oregon começou a competir profissionalmente em meados de 2002.

Naqueles dias, o MMA não era nem perto de ser tão popular ou tradicional como é agora, mas para cascas-grossas como Leben, que muitas vezes lutavam mais por amor do que pelo dinheiro, porque não havia dinheiro envolvido, o UFC ainda era o objetivo.

"Eu estava lutando no WEC e bem antes meu objetivo era lutar no UFC, mesmo que o UFC fosse ou não uma grande coisa", Leben me disse em 2010. "Eu sabia que o treinamento e o combate era o que eu queria fazer, e que era o meu plano, independentemente da popularidade do esporte. Eu ia tomar este caminho de uma forma ou de outra."

No entanto, depois de vitórias em 10 das suas 11 lutas no circuito local, incluindo as por interrupção sobre Mike Swick e Benji Radach, a estrada de Leben até o octógono encurtou, quando ele foi escolhido para competir em uma temporada de um novo reality show chamado The Ultimate Fighter.

Leben não iria ganhar o show, mas ele deixou uma impressão imediata, assim como seus colegas Forrest Griffin, Diego Sanchez, Stephan Bonnar , Kenny Florian , Josh Koscheck, e Swick, os quais tornaram-se marcas do UFC ao longo dos anos.

O tempo foi cruel com Leben, que é lembrado pelos brasileiros como o lutador que foi dizimado por Anderson Silva em segundos na estreia do ex-campeão médio no UFC, e nos últimos 2 anos venceu apenas uma luta. Mas essa vitória foi muito especial, ele nocauteou um de seus heróis, Wanderlei Silva, em apenas 27 segundos, no UFC 132 , em julho de 2011.

Essa vitória será, provavelmente, a única que Leben relembre com carinho, mas com 22 vitórias profissionais no MMA, cinco prêmios pós-luta, 22 lutas no UFC (colocando-o empatado como o quinto de todos os tempos), e o primeiro lugar para o maior números de golpes desferidos na história do peso médio do UFC, há muito para ele refletir a respeito e sorrir. Nada mal para um cara que não era conhecido por seu talento natural ou técnica, mas pelo bom e velho empenho.

"Uma coisa sobre meu personagem é que eu sou um trabalhador, e independentemente dos altos e baixos, o sucesso que tive é somente por causa disso e não por causa da habilidade natural ou qualquer outra coisa", disse ele . "É unicamente devido a muito empenho."

Watch Past Fights

Midia

Recente
A apresentadora do Minuto UFC Lisa Foiles traz o resumo desta sexta-feira (01/08).
01/08/2014
Subindo no ranking, o meio-pesado Ovince Saint Preux mostrou a força de seus golpes com um ground and pound fortíssimo sobre Cody Donovan. Veja OSP encarar Ryan Bader na luta principal do UFC Fight Night Bangor.
01/08/2014
Thiago Tavares queria provar seu valor na segunda apresentação no UFC, e colocou seu jogo de chão para funcionar contra o veterano Jason Black. Veja Thiago enfrentar Robbie Peralta no UFC Fight Night Bangor.
01/08/2014
A apresentadora do Minuto UFC Lisa Foiles traz o resumo desta quinta-feira (31/07).
31/07/2014