As magníficas sete – As maiores vitórias de Couture e Lyoto

Leia sobre as maiores vitórias de Randy Couture e Lyoto Machida, antes da esperada colisão entre os dos no UFC 129 do dia 30 de abril em Toronto...
No UFC 129 do dia 30 de abril, dois dos astros do UFC dos meio-pesados vão colidir, quando o cinco vezes campeão mundial e atual Hall da Fama Randy Couture enfrenta ex-chefe até 93kg Lyoto Machida. O combate tem aquela obrigação de vitória para os dois, mas Couture e Lyoto têm um histórico de grandes triunfos diante de situações de muita pressão.  

RANDY COUTURE

Vitor Belfort I - 17 de outubro de 1997 - UFC 15    
Resultado - Couture por TKO, R1    
Nessa luta do UFC 15, em Bay St. Louis, no Mississippi, Randy Couture era praticamente desconhecido no MMA, com duas vitórias no UFC e um currículo impressionante como wrestler de nível mundial. Belfort tinha uma história completamente diferente. O prodígio de 20 anos, venceu três lutas no UFC, mas cada uma com exibições frenéticas da velocidade e poder - ala Tyson. Belfort foi 'O Fenômeno', e ninguém esperava que ele fosse perder tão cedo, e muito menos para um fala mansa de 34 anos de idade, de Oregon. Porém Couture colocou sua chave inglesa para funcionar naquela noite, parando Belfort na marca de 8:16 e mudando a cara do MMA para sempre. Couture nunca foi subestimado novamente - bem, talvez poucas vezes, mas com o mesmo resultado final.

Pedro Rizzo I - 4 de maio de 2001 - UFC 31    
Resultado - Couture por decisão   
Outro brasileiro com mãos pesadas, Pedro Rizzo foi visto como o herdeiro aparente da coroa peso pesado, que pertencia a Couture, e mais uma vez, 'The Natural' foi visto por muitos como o azarão contra Rizzo. Quando a campainha tocou, Couture pôs sua vontade e coração e derrotou Rizzo por decisão unânime. Quer saber quanta raça ele mostrou naquela noite? Pergunte a qualquer um que estava na coletiva pós-luta, quando Couture mal conseguia caminhar até seu assento após receber uma infinidade de chutes nas pernas por (longos) cinco rounds.    
    
Chuck Liddell I - 6 junho de 2003 - UFC 43    
Resultado - Couture por TKO, R3  
Falando em prova de fogo. Na primeira luta de Couture até 93kg, ele enfrentou Liddell, um lutador que não perdia há quatro anos. Mas quando o combate teve início, ele não apenas bateu o 'The Iceman', ele impôs um nocaute técnico. Foi um dos retornos mais marcantes da história, sendo superado apenas por ...    
    
Tito Ortiz - 26 de setembro de 2003 - UFC 44 
Resultado - Couture por decisão   
... Uma vitória sobre o astro do esporte na época, Tito Ortiz. Sem ter ainda enfrentado Liddell, Ortiz sabia que uma vitória sobre o homem que derrotou o 'The Iceman' iria resolver vários argumentos. Entretanto existia um Couture entre Ortiz e seu objetivo, e o 'The Natural' passou de lutador de elite para o ícone após 25 minutos de domínio sobre o 'The Huntington Beach Bad Boy', que não tinha respostas para o surpreendente estilo de seu adversário.    
    
Tim Sylvia - 3 de março de 2007 - UFC 68    
Resultado - Couture por decisão  
Os preparativos para a disputa de 2007 entre Couture e Tim Sylvia foram semelhantes aos da primeira luta de Evander Holyfield com o Mike Tyson. As pessoas não estavam preocupadas se Couture poderia perder, estavam preocupadas se ele sairia muito machucado. Considere que Couture saiu de um ano de aposentadoria após a derrota por nocaute para Chuck Liddell, e em suas duas lutas anteriores, no peso pesado, ele sofreu TKOs para Ricco Rodriguez e Josh Barnett. Adicione o tamanho de Sylvia, 2,04cm, e ia ser uma noite longa para Couture. E foi uma longa noite, 25 minutos que valeram a pena, Couture não parecia estar acima dos 40 anos e, com um desempenho dominante, colocou os fãs de Columbus, Ohio, em pé do começo ao fim, ganhando seu terceiro título do UFC nos pesados e quinto no geral.    
    
Gabriel Gonzaga - 25 de agosto, 2007 - UFC 74    
Resultado - Couture por TKO, R3    
Ainda colhendo os louros de sua brilhante vitória sobre Sylvia, Couture voltou ao cage para enfrentar o brasileiro Gabriel 'Napão' Gonzaga. O lutador de Jiu-jitsu estava vindo de um nocaute devastador sobre Mirko Cro Cop em sua luta anterior e - adivinhe - Couture era azarão novamente. Mas apesar de fraturar o braço ao bloquear um dos chutes de Napão, o campeão manteve a pressão sobre seu adversário desde o princípio e despachou seu oponente na marca de 1:37 do terceiro round. Apenas mais uma noite de trabalho para um dos verdadeiros grandes nomes do esporte.    
    
Brandon Vera - 14 de novembro de 2009 - UFC 105    
Resultado - Couture por decisão    
Esta ficou longe de ser a vitória mais emocionante de Couture, quando se trata de ação do princípio ao fim, mas era seu retorno aos meio-pesados, categoria que ele não atuava desde 2006. Couture mostrou porque continua a ser um dos lutadores mais perigosos do mundo - e tudo isso tem a ver com sua mente e atenção aos detalhes. Contra outro oponente mais jovem, mais rápido e mais explosivo como o ultra-talentoso Vera, Couture sabia o que tinha a fazer - diminuir os espaços, evitar a trocação franca e proporcionar uma guerra de atrito. 'The Natural' fez exatamente isso, e se a vitória foi apertada, no seu recorde não existe nenhuma coluna de vitórias apertadas, só vitórias, e Couture acrescentou a 17ª naquela noite em Manchester, Inglaterra.  

LYOTO MACHIDA

Rich Franklin - 31 de dezembro de 2003 - Inoki Bom-Ba-Ye 2003    
Resultado - Lyoto por TKO, R2    
Futuro campeão dos médios do UFC Rich Franklin, que vinha de dois triunfos no UFC, fez uma aposta, indo para o Japão para enfrentar um relativamente desconhecido Lyoto, com apenas 2-0 como profissional - ele perdeu a aposta, sendo parado no segundo round. Quando o sino inicial tocou, você já percebia que Franklin teria uma noite longa, especialmente quando ele disparou seu primeiro chute e recebeu um direto no rosto. Minutos depois, tomou um knock down e talvez foram as cordas que o impediram de ser nocauteado, e ele começou a ficar lendo diante do brasileiro, que terminou no segundo round o que ele começou no primeiro, com um soco de esquerda seguido de um joelhada de direita, que significou o fim de Franklin. Na época, foi um resultado impressionante para muitos, mas falando sobre essa luta no início deste ano, Franklin não ficou surpreso com o sucesso que Lyoto passou a desfrutar. "Eu não estou realmente surpreso com o Lyoto", disse Franklin. "Eu lutei com ele no final de '03, e para ser honesto, na época, ele era o promissor desapercebido. Nós não sabíamos quem ele era. Ele era muito melhor do que eu achava que era, e ver o que está acontecendo com ele realmente não me surpreende".     
    
BJ Penn - 26 de março de 2005 - K-1 Hero's 1    
Resultado - Lyoto por decisão (três rounds)   
Sempre destemido, BJ Penn havia chocado o mundo saltando do leve para a divisão meio-médio para destronar Matt Hughes em 2004. Em 2005, após sua saída do UFC e vitórias sobre Duane Ludwig e Rodrigo Gracie, 'The Prodigy' decidiu se testar contra um ainda maior e mais forte Lyoto. Para Penn, foi apenas outra maneira de testar a filosofia de seu primeiro amor, o Jiu-jitsu. "Jiu-jitsu foi criado quando o homem pequeno pode bater o grande homem, e eu faço Jiu-jitsu desde os meus 17 anos de idade, e isso sempre ficou na minha cabeça o tempo todo", disse Penn. "Eu tenho uma chance. Eu sei que algo vai acontecer, o cara vai cometer um erro e eu vou pegar aquele armlock ou um estrangulamento". Porém, isso não aconteceu, Machida chegou ao cartel de 5-0, adicionou mais um resultado positivo contra um lutador de alto nível por decisão unânime. Agora, o mundo realmente queria ver o que este misterioso brasileiro era capaz.    
    
David Heath - 21 abril de 2007 - UFC 70    
Resultado - Lyoto por decisão (três rounds)    
Na sequência de vitórias de Lyoto sobre grandes nomes como Franklin, Penn, Stephan Bonnar e Michael McDonald, ele entrou para a organização WFA e derrotou Vernon 'Tiger' White em Julho de 2006. Logo depois, o UFC adquiriu ativos dessa organização, incluindo o contrato de um 'tal' Lyoto Machida. No UFC 67, Lyoto foi apresentado aos fãs do UFC com vitória por decisão contra Sam Hoger. Depois foi a vez de David Heath, e mesmo não sendo uma luta particularmente memorável, a vitória de Lyoto apontou as várias dificuldades que os adversários teriam que enfrentar quando fossem lutar com o 'The Dragon'. Como Heath me disse antes da luta, "Machida tem um estilo realmente complexo e isso vai me dar trabalho para superar algumas das coisas que ele faz e colocar a luta do jeito quero que ela seja". No entanto Heath não foi capaz de resolver o enigma de Lyoto, e apesar de torcedores vaiarem naquela noite, Lyoto seguiu suas estratégias, forçando Heath a cometer erros.     
    
Tito Ortiz - 24 de maio de 2008 - UFC 84    
Resultado - Lyoto por decisão (três rounds)   
Embora você não possa dizer muito olhando para seu semblante extremamente calmo, Lyoto sentiu o calor que antecedeu sua luta do UFC 84 com Tito Ortiz, que estava na última luta do seu contrato e, no meio de uma disputa aquecida com o presidente do UFC Dana White. Lyoto foi o presente de despedida do 'The Huntington Beach Bad Boy', e todo mundo sabia disso. "Havia muita pressão", disse Lyoto. "Essa foi a parte mais difícil. Havia uma luta em curso entre a Dana e Tito, e eu não queria me envolver, mas ao mesmo tempo, eu estava no meio dela. De qualquer maneira eu fui capaz de ficar tranqüilo". E durante 14 minutos e 25 segundos, Lyoto dominou todos os aspectos da luta, mas Ortiz encaixou um triângulo e o mundo da luta inteira prendeu a respiração. "Eu fiquei preocupado porque o triângulo estava justo", disse Lyoto. "Eu não esperava que ele fizesse aquilo. Eu tinha treinado muito trabalho de chão, mas ele me surpreendeu". Depois de alguns momentos em risco, Lyoto se soltou e levou o combate por decisão unânime. Foi a vitória que pôs 'The Dragon' com aspirações ao cinturão e os fãs começaram a prestar mais atenção.    
    
Thiago Silva - 31 de janeiro de 2009 - UFC 94    
Resultado - Lyoto por KO, R1 
Apesar de cinco vitórias consecutivas no UFC, sem derrotas, Lyoto ainda recebia críticas dos fãs por apenas ter finalizado Rameau Sokoudjou e não ser um Wanderlei Silva no octógono. No entanto, ele manteve-se firme com sua incomum habilidade de fazer os oponentes lutaram sua luta. E se eles partissem com tudo ou fossem ultra-agressivos, Lyoto os faria pagar caro. O invicto compatriota Thiago Silva fez as duas coisas, e Lyoto o eliminou no primeiro assalto. Foi a maior vitória de Lyoto no UFC até então, e ela colocou o brasileiro na posição de desafiante ao cinturão dos meio-pesados contra Rashad Evans. Mais importante, os fãs começaram a apreciar Lyoto. "Eu tenho trabalhado duro para satisfazer os meus fãs e sinto que o meu trabalho foi recompensado nessa luta", disse Lyoto.  
    
Rashad Evans - 23 de maio de 2009 - UFC 98    
Resultado - Lyoto por KO, R2    
"Caratê está de volta", disse Lyoto após vencer a disputa pelo título meio-pesado contra Rashad Evans, e ninguém estava discutindo com ele depois de outra performance tecnicamente perfeita que foi coroada por uma seqüência final que com certeza foi - para usar a frase de Joe Rogan - um balé violento. Nas 19 lutas anteriores, ninguém nunca tinha visto Evans ser detonado daquela forma, mas Lyoto, o quebra-cabeças mais complexo MMA, o fez com a habitual frieza e precisão. Foi uma aula magnífica do novo campeão.    
    
Mauricio 'Shogun' Rua - 24 de outubro de 2009 - UFC 104    
Resultado - Lyoto por decisão (cinco rounds)    
Antes da primeira defesa título de Lyoto contra o compatriota Mauricio 'Shogun' Rua, a maioria acreditava que o ultra-agressivo Muay thai de Shogun seria feito sob medida para os contra-ataques de Lyoto. Mas esse não foi o caso na luta principal do UFC 104, Shogun temperou sua habitual estratégia apenas o suficiente para dar a Machida o encaixe quase que perfeito por cinco rounds, e pela primeira vez, 'The Dragon' foi ao seu limite. No entanto, apenas como um campeão deve ser,  Lyoto respondeu ao desafio. Quando a luta acabou, Lyoto manteve seu título, mas muitos acreditaram que Shogun deveria sair com a vitória. No dia 8 de maio de 2010, Shogun não deixou a luta ir para as mãos dos jurados, nocauteando Lyoto e conquistando o cinturão. Mas após essa derrota e uma outra por decisão apertada para Quinton Jackson no UFC 123, Lyoto está pronto para virar o jogo em seu primeiro combate de 2011 contra o Couture.    
 
 

Midia

Recente
UFC Fight Night no The Frank Erwin Center em 22 de novembro, 2014 em Austin, Texas.
20/11/2014
Mostrando enorme respeito por Cub Swanson, seu adversário no UFC Austin deste sábado (22/11), Frankie Edgar comenta que ama seu trabalho, e o que seria se não fosse um lutador, fala de sua luta favorita e muito mais.
21/11/2014
Protagonista do UFC Austin deste sábado (20/11), Cub Swanson fala de seu oponente, Frank Edgar, analisa a categoria peso pena e deixa claro o que acha do irlandês Conor McGregor. Assine o canal Combate: http://on.ufc.com/assinecombate
21/11/2014
Cub Swanson e Frankie Edgar ficam frente a frente pela última vez antes de protagonizarem o UFC Fight Night deste sábado, no canal Combate. Assine o Canal Combate: http://on.ufc.com/assinecombate
21/11/2014