Travis Browne: O que importa são as habilidades

"Então se você tem o coração de um campeão, você não pode escolher suas lutas. Você aceita qualquer luta que vier no seu caminho.” - Travis Browne
UFC heavyweight Travis BrowneA próxima luta de Travis Browne, é a co-principal com Alistair Overeem neste sábado em Boston. Você pensaria que, somente por motivos psicológicos, Browne com 2,04 de altura ficaria bem reto na pesagem e tentaria olhar para baixo para Overeem com 1.98, um cara que não está acostumado a olhar para cima contra seus oponentes. “Hapa” não está acreditando nesta linha de raciocínio.

“Tamanho não conta”, ele disse, “e isto foi provado nos dias de Brock Lesnar e Shane Carwin. Maior nem sempre significa melhor. Eu posso ser mais alto, mas no quesito peso, ele ainda é um pouco maior do que eu. No fim do dia, o que importa são as habilidades, trabalho duro e vontade de vencer.  E acho que é assim que a luta será definida.

Sem mais Desculpas

Browne admitiu uma lesão na coxa momentos antes de perder a primeira luta de sua carreira para Antônio “BigFoot” Silva em outubro onde a contusão lhe serviu de desculpas para explicar a derrota, ter esta explicação pode tê-lo prejudicado na luta seguinte, onde deu a volta por cima com uma vitória sobre Gabriel Napão em abril.

“Eu acho que isto não tenha necessariamente me ajudado a me recuperar (da derrota)”, disse Browne com 31 anos de idade. “Pode ter me prejudicado porque me deu uma desculpa, e como lutador você não quer dar desculpas. Você quer ser capaz de aceitar algo e seguir em frente. Este é o maior veneno da mente de um lutador, ter que aprender a superar ‘aqui está porque eu perdi – não foi por minha culpa, foi por causa da minha perna,’ e passar por isto e aceitar o fato de que perdi a luta me ajudou a seguir em frente e crescer como lutador e me tornar mais determinado e trabalhar mais duro.”

Daí então partiria dele fazer com que ele reduzisse as chances de outra derrota e, contra Napão, ele não mostrou nenhum tipo de lesão, nem da perna nem da derrota para Pezão. Não que ele tenha tido muito tempo, quando precisou de somente 71 segundos para apagar o brasileiro e receber o prêmio de Nocaute da Noite. Foi o tipo de vitória que quase o coloca onde ele estava antes de perder para Pezão, e com uma vitória contra Overeem ele irá disparar para o topo com a chance ao título.

“Estamos aqui para fazer uma afirmação”, disse Browne sobre a luta deste fim de semana. “Daniel Cormier já tem uma luta, e está dizendo que quer descer para o peso meio-pesado, então isto tira o número #3 da frente. Acho que o veredito ainda está nas mãos de Fabrício Werdum. Ele teve boas finalizações em suas duas últimas lutas, e consigo ver o vencedor da nossa luta, lutando contra Werdum pela vaga de candidato número 1. Então veremos como acontecerá. Mas acho que uma afirmação tem que ser feita com esta luta para que isto aconteça.”

E se não, Werdum ou Cormier, o campeão Cain Velasquez, ou o desafiante Junior “Cigano” dos Santos, tudo bem, Travis Browne enfrentará quem for o próximo.

“Se você entra no esporte e procura certas lutas, você está no esporte errado”, ele disse. “Se você está neste esporte, o seu objetivo é ser campeão, e quando você é o campeão, você não pode escolher seus oponentes – eles são escolhidos para você. Então para mim, não interessa com quem eu lute, porque vou ter que lutar com ele algum dia, uma vez, de um jeito ou de outro. É isto que eu faço para sobreviver e é o que eu escolhi. Então se você tem o coração de um campeão, você não pode escolher suas lutas. Você aceita qualquer luta que vier no seu caminho.”

Mas ele irá ficar reto contra Overeem no dia da pesagem?

“Claro, eu sempre fico.”

Watch Past Fights

Midia

Recente
Watch the Fight Club Q&A with bantamweight champ T.J. Dillashaw, live Friday, December 5 at 5pm/2pm ETPT.
28/11/2014
Watch the official weigh-in for UFC 181: Hendricks vs. Lawler II, live Friday, December 5 at 7pm/4pm ETPT.
28/11/2014
Watch the post-fight press conference live following the event.
28/11/2014
Campeão dos leves fala da relação que tinha com o seu pai. "Tenho orgulho de manter a memória dele viva". Pettis enfrenta Gilbert Melendez no UFC 181, em 6 de dezembro. **Ative as legendas "CC" Veja o card completo - http://bit.ly/1yY8zv4
27/11/2014