UFC 145: Jones vence Evans, confirma supremacia na categoria e já tem próximo desafio

“Bones”ganha a terceira defesa de cinturão e segue “limpando” a categoria meio-pesado 
Os mais críticos podem falar: “não foi o Jon Jones de sempre”. A afirmação pode até ser verdade, mas fato é que o campeão mais jovem da história do UFC dominou todos os cinco rounds contra seu ex-companheiro de equipe Rashad Evans e, na decisão unânime dos jurados, confirmou, na madrugada de sábado (21) para domingo (22), na principal luta do UFC 145, a supremacia na categoria ao vencer a terceira defesa de cinturão em sete meses. Agora, “Bones” irá enfrentar o veterano Dan Henderson em confronto ainda a ser marcado.

“Já havia avisado para o Dan Henderson que ele iria lutar com o vencedor daqui (Jon Jones vs Rashad Evans). Então ele vai mesmo fazer esse combate contra Jones. Acho que será um grande desafio para o campeão”, afirmou o presidente do UFC Dana White após o evento. 
Jones vence todos os cinco rounds e jurados decretam decisão unânime para o campeão
Sempre dominando o centro do octógono, Jon Jones conseguia administrar a luta desde seu início. Cotoveladas, socos, joelhadas, chutes... “Bones” aplicava todo o seu “leque de opções” contra o ex-campeão da categoria e ex-companheiro de equipe Rashad Evans. No final do primeiro assalto, Rashad chegou a encaixar um bom chute alto e o campeão balançou.

Já no final do segundo round, foi a vez de Jones dar o troco. Com a sequência de golpes aplicada por “Bones” parecia que Rashad iria nocautear, mas o ex-campeão conseguiu resistir. A essa altura, Jones já ditava o ritmo da luta, o que se comprovava com o campeão usando somente seus cotovelos para golpear Rashad.

Nos rounds subsequentes, Rashad parecia só pensar em se defender e, sabendo de seu domínio, Jones não se arriscava muito e seguia pontuando com seus golpes traumáticos. Vitória do campeão na decisão unânime dos jurados. Rashad foi o primeiro adversário nas últimas sete lutas que conseguiu não ser finalizado ou nocauteado por Jones. 

“Definitivamente, essa foi a minha vitória mais satisfatória. Ter vencido Rashad foi muito importante para mim. Estou surpreso por não ter nocauteado ele. Eu tinha esse objetivo. Sendo assim, tiro o meu chapéu para Rashad”, declarou o campeão Jon Jones.

“Ele foi muito esperto e dificultou muito o meu objetivo. Usou muito bem os cotovelos e eu acabei optando pela estratégia errada lá dentro”, justificou Rashad Evans.

Confira os resultados completos:

Card principal:
Jon Jones venceu Rashad Evans na decisão unânime dos jurados
Rory MacDonald nocauteou Che Mills aos 2:20 do segundo round
Ben Rothwell nocauteou Brendan Schaub aos 1:10 do primeiro round
Michael McDonald nocauteou Miguel Angel Torres aos 3:18 do primeiro round
Eddie Yagin venceu Mark Hominick na decisão dividida dos jurados 
Mark Bocek venceu John Alessio na decisão unânime dos jurados

Card preliminar:
Travis Browne finalizou Chad Griggs com um triângulo aos 2:29 do primeiro round    
Matt Brown venceu Stephen Thompson na decisão unânime dos jurados
Anthony Njokuani venceu John Makdessi na decisão unânime dos jurados
Mac Danzig venceu Efrain Escudero na decisão unânime dos jurados
Chris Clements venceu Keith Wisniewski na decisão dividida dos jurados
Marcus Brimage venceu Maximo Blanco na decisão dividida dos jurados

Watch Past Fights

Sábado, Outubro 25
23h
ETPT
Rio de Janeiro, Brazil

Midia

Recente
Completar aqui
17/10/2014
Atleta enfrenta o brasileiro Maurício Shogun no UFC Uberlândia, em 8 de novembro. Ele conta como começou a treinar com o adversário responsável pela sua única derrota no MMA. *Ingressos para o UFC Uberlânida - on.ufc.com/ingressouberlandia
19/10/2014
Vea a Scott Jorgensen enfrantarse a Wilson Ries en UFC 179.
15/10/2015
A aguardada revanche entre o campeão José Aldo e o desafiante Chad Mendes, nos penas, e a luta explosiva entre Glover Teixeira e Phil Davis. Confira depoimentos, opiniões de especialistas e cenas de outros combates.
17/10/2014