UFC 152: Jones derrota outro ex-campeão, Johnson conquista o título mosca

Saiba o que aconteceu no UFC 152: Jones vs. Belfort
Duas disputas de cinturão e um card repleto de combates que traziam expectativa. A noite de lutas no UFC 152, neste sábado, em Toronto, Canadá, pode até não ter sido das melhores para a torcida brasileira. Mas, não há como negar, as boas apresentações dentro do Octógono fizeram valer ter dormido um pouco mais tarde para acompanhar os desafios.    
   
Na principal luta da noite, a expectativa era existente em todo o território nacional. A torcida foi grande para Vitor Belfort, que aceitou subir de peso e encarar um dos principais lutadores da atualidade, o então imbatível Jon Jones, campeão entre os meio-pesados. Nos primeiros instantes, Jones preferiu não se arriscar: ao invés de tentar trocar, tratou de derrubar o brasileiro. no entanto, o campeão foi surpreendido com um duro armlock de Belfort, que é faixa-preta do renomado mestre Carlson Gracie. O golpe foi justo, mas Jones escapou e foi quando começou a desferir suas famosas cotoveladas.  
   
Com os cotovelos, abriu o caminho para a vitória durante os quatro primeiros rounds, enquanto escapava dos ataques mais perigosos do oponente e se beneficiava pelo fato de Vitor optar por puxar para a guarda. Na quarta parcial, Jones chegou do lado, prendeu o braço de Belfort no crucifixo e finalizou com uma chave americana. É a oitava vitória seguida e a quarta defesa de título do “Bones”, que mantém o cinturão e o recorde de já ter batido cinco ex-campeões da categoria: Vitor Belfort, Rashad Evans, Lyoto Machida, Quinton Jackson e Maurício Shogun. De quebra, ainda levou o prêmio extra pela melhor finalização da noite.  
   
Na outra disputa de cinturão, Demetrious Johson não teve vida fácil contra Joseph Benavidez. Depois de lavar a pior nos primeiros rounds, Johnson passou a ser mais efetivo na trocação e conseguiu aplicar boas quedas no oponente. Após cinco rounds, o triunfo foi para Johnson por decisão dividia. Diante de aproximadamente 20 mil pessoas no ginásio, fora as TVs ligadas por todo o mundo, Demetrious Johson recebeu o cinturão, sagrando-se o primeiro campeão peso mosca na história do UFC.  
   
Em outro combate aguardado, Michael Bisping usou bem a trocação e surpreendeu com quedas para derrotar Brian Stann por decisão unânime. Matt Hamill se recuperou de duas derrotas contra o estreante em UFCs Roger Hollett, na decisão dos jurados. Na primeira luta do card principal, Charles do Bronx apareceu apático no Octógono e, em apenas 2min40s, sofreu um forte soco de Cub Swanson, caindo nocauteado. O belo golpe de Swanson valeu a premiação pelo nocaute da noite.  
   
Nas preliminares, Vinny “Pezão” Magalhães fez bonito. O brasileiro, campeão de jiu-jitsu, buscou a finalização, que foi alcançada no segundo round contra Igor Pokrajac com um armlock. No entanto, roubou a cena nas preliminares a batalha entre o lutador local T.J. Grant e Evan Dunham. Ambos mostraram raça até o minuto final. O triunfo, para a alegria em Toronto, foi para T.J., por decisão unânime. Mos o prêmio de melhor luta foi para os dois lutadores.  
   
Confira todos os resultados:     
Jon Jones finalizou Vitor Belfort com uma americana de braço aos 44s do R4    
Demetrious Johnson venceu Joseph Benavidez por decisão dividida    
Michael Bisping venceu Brian Stann por decisão unânime    
Matt Hamill venceu Roger Hollett por decisão unânime    
Cub Swanson venceu Charles do Bronx por KO aos 2min40s do R1     
Vinny Pezão finalizou Igor Pokrajac com um armlock a 1min14s do R2    
T.J. Grant venceu Evan Dunham por decisão unânime    
Sean Pierson venceu Lance Benoist na decisão unânime    
Marcus Brimage venceu Jimy Hettes por decisão unânime    
Seth Baczynski venceu Simeon Thoresen por KO aos 4min10s do R1    
Mitch Gagnon finalizou Walel Watson com um mata-leão a 1min09s do R1    
Kyle Noke venceu Charlie Brenneman por TKO aos 45s do R1
Sábado, Outubro 25
23h
BRT
Rio de Janeiro, Brazil

Midia

Recente
Confira os melhores momentos dos lutadores na balança. O campeão José Aldo garantiu que vencerá Chad Mendes, nos penas. "Esse cinturão vai continuar no Brasil.
24/10/2014
Enquanto Aldo e Chad treinavam no Rio para o UFC 179, Conor McGregor desembarcava na cidade com a língua afiada. Na saída do aeroporto, pediu se o motorista não o levaria até a favela do José e mandou dizer que irá tomar o cinturão do brasileiro.
24/10/2014
No segundo episódio do UFC Embedded, os lutadores começam a chegar no Rio para o UFC179. Entre um treino e outro, Chad Mendes e José Aldo continuam se provocando. 'Ele precisa estar motivado, porque vou dar uma surra nele!', disse o americano.
23/10/2014
Treinos abertos do UFC 179, no dia 23 de outubro, 2014 no Rio de Janeiro, Brasil. (Fotos de Josh Hedges/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images)
23/10/2014