UFC 159: Damas primeiro – Na estreia Sara acaba com Sheila nas preliminares

Abaixo os resultados das preliminares
Sara McMann, vitriosa na estreiaNEWARK, 27 de abril – A ex-medalha olímpica de prata Sara McMann fez sua estréia no UFC sábado à noite no Prudential Center e fez o que esperavam dela, usando seu wrestling e jogo chão e ground and pound para acabar com a também estreante Sheila Gaff da Alemanha no primeiro round da luta preliminar peso galo do de sua UFC 159.

Sheila para cima de Sara logo que o round começou e foi quedada. Depois de manter o controloe no solo por bastante tempo, Sara viu o árbitro Gaspar Oliver reiniciar a ação com dois minutos. Porém a luta em pé teve pouco tempo, Sara levou Sheila novamente para baixo, chegou a posição de crucifixo e desferiu uma série de socos. Sem ter como se defender, Sheila sofreu um TKO (interrupção do árbitro) aos 4:06.

KHABILOV vs MEDEIROS 
O que estava se preparando para ser um duelo peso leve interessante entre os invictos Yancy Medeiros e o rei russo dos suplexes Rustam Khabilov chegou ao fim prematuramente quando Medeiros deslocou o polegar no round inicial, o que forçou a interrupção da luta, dando Khabilov a vitória por TKO.  Depois de uma tentativa de suplex por Khabilov, Medeiros colocou a mão direita para apara a queda. Ao levantar-se, ele mostrou sua mão ao árbitro Dan Miragliotta. Depois de inspecionar a lesão, Miragliotta parou a luta na marca de 2:32.

ST. PREUX vs VILLANTE

A estréia no UFC dos veteranos do Strikeforce Ovince St. Preux e Gian Villante chegou a uma conclusão controversa após um acidente encerrar o combate no terceiro round, com OSP ganhou por (rara) decisão técnica majoritária.  O placar foi 30-28, 30-29 e 29-29 para St. Preux "Eu definitivamente senti confortável  e sabia que estava ganhando", disse St. Preux. "Não senti que enfiei o dedo no olho dele. Sofri um dedad no olho também. Essas coisas acontecem, mas não acho que eles deveriam ter parado a luta. Ganhei o terceiro round, porque me senti muito bem e estava chegando mais forte, mesmo assim é uma pena que teve que acabar desse jeito."

CARAWAY vs BEDFORD

Ser chamado de última hora não foi problema Bryan Caraway, quando ele entrou no lugar do lesionado Erik Perez em grande estilo, finalizando Johnny Bedford no terceiro round.  Bedford (19-11-1) queria manter a luta em pé e Caraway queria ir para o chão. E Caraway conseguiu seu objetivo, levando a luta para o solo e quase encaixando uma mata-leão.  Caraway (18-7) intensificou as coisas no segundo e terceiro, assaltos, se mostrando mais eficaz no seu jogo de solo dominante, e depois de buscar a finalização, ele finalmente a conseguiu no final do terceiro, uma guilhotina que forçou a desistência aos 4:44 do round final.

McKENZIE vs GARCIA
O veterano do The Ultimate Fighter 12 Cody McKenzie não quis saber de dar chance para o azar contra Leonard Garcia em pé. A luta foi imediatamente para o solo por intermédio de Cody, que logo pegou as costas e ficou o round quase inteiro tentando o estrangulamento, e no final do assalto Garcia foi salvo pelo gongo quando Cody encaixou o triângulo.

O round 2 foi parecido, demorando apenas um pouquinho mais para Cody dominar as ações, sempre no solo, e garantir o assalto em seu favor também. Ficar em pé pelos cinco minutos finais era o que o agressivo Garcia precisava, mas McKenzie nunca ficou diante de um perigo eminente, e se saiu melhor levando por decisão unânime.

Escores foram 30-27 e 29-28 duas vezes por McKenzie.

SILER vs HOLOBAUGH

Os penas Steven Siler e Kurt Holobaugh abriram a noite em grandissísimo estilo.  Se Holobaugh (8-2) estava nervoso pela primeira vez no UFC, ele soube como evitar isso, porém não conseguiu evitar a cancha de Octógono de Siler (22-10). No começo o veterano conseguiu trabalhar diante do ímpeto do estreante Holobaugh por quase metade do round. Levando para o solo e ficando nas costas até quase encaixar um mata-leão.

Na segundo assalto, os dois trocacarm quedas e ataques no solo, com um breve período de ação na trocação. Holobaugh foi ligeiramente melhor no segundo round e parecia energizado o suficiente para apostar no que tinha feito para utilizar no terceiro, mas apesar do equilibrio nos cinco minutos finais, uma queda de Siler permitiu também a chegada na posição superior seguida por uma pegada de costas. O que provavelmente tirou qualquer dúvida da mente dos jurados, que ao final do grande combate de abertura deram a vitória para Silver por unânimidade com parciais de 29-28 três vezes.

Midia

Recente
Lembra dessa? O brasileiro conseguiu um nocautaço logo no primeiro round. Quer ver Shogun em ação outra vez? Não fique de fora do UFC Fight Night Uberlândia, em 8 de novembro. - UFC Uberlândia - Compre seu ingresso: on.ufc.com/ingressouberlandia
30/10/2014
Brasileiro faz a luta principal do UFC em Uberlândia, em 8 de novembro. Ele acredita que uma vitória o recolocará no caminho para disputar o cinturão. *Ingressos para o UFC Uberlânida - on.ufc.com/ingressouberlandia
29/10/2014
Atleta nigeriano-inglês diz que vencerá o brasileiro na luta principal do UFC em Uberlândia, em 8 de novembro. *Ingressos para o UFC Uberlânida - on.ufc.com/ingressouberlandia
29/10/2014
Lutador brasileiro afirma que o coração está 'pedindo para lutar' e que TJ tirou o sono dele. Por isso, Barão afirma que agora ele será o maior pesadelo do americano. Renan Barão encara Mitch Gagnon no UFC Barueri, dia 20 de dezembro.
28/10/2014