UFC 161: Rashad Evans bate Dan Henderson

Meio-pesado respira aliviado com o resultado positivo após duas derrotas
Evans x HendoWinnipeg, Manitoba, CAN - O UFC 161 sofreu algumas baixas por contusão, perdendo no card a disputa do cinturão interino peso galo entre Renan Barão e Eddie Wineland, além da revanche entre Rogério “Minotouro” Nogueira e Maurício “Shogun” Rua. Mesmo assim, 11 confrontos agitaram o público presente em Winnipeg, no Canadá, na noite deste sábado. Na principal luta da noite, o ex-campeão peso meio-pesado Rashad Evans fez as pazes com a vitória diante do veterano Dan Henderson, que, com 42 anos e atleta mais velho em ação no Ultimate, segue dando trabalho aos adversários.

Hendo levou a melhor no primeiro round, tendo conectado um jab certeiro, soco que abalou o oponente. A segunda parcial vinha parelha, mas Rashad passou a sobrar no preparo físico surpreendeu com bons socos. Se aproveitando do cansaço do adversário, Evans veio com tudo no terceiro assalto e conseguiu boas sequências, o que valeu a decisão dividida dos jurados a seu favor.

“Cai no primeiro round, mas melhorei depois, meus corners me instruíram muito bem. Ele (Hendo) tem muito poder, esperava isso. Ele é incrível, ainda consegue golpes duros”, disse Rashad, que dedicou a vitória ao primo, que faz tratamento contra o câncer. Rashad volta a vencer após duas derrotas seguidas.

Na luta co-principal da noite, Roy Nelson não esteve na melhor forma contra Stipe Miocic. Tendo Stipe x Roy Nelsonlutado há menos de dois meses, o gordinho mais querido do MMA teve apoio da torcida, mas se cansou contra Miocic, que conectou boas sequências com socos e joelhadas nos três rounds. Apesar de ter tido o habitual queixo duro e resistido ao castigo, Nelson teve freada uma série de três triunfos. Já Miocic, por decisão unânime, se recuperou do único revés em 11 lutas e reaparece como uma das pedreiras da categoria peso pesado.

“Foi a vitória mais importante da minha carreira”, admitiu Miocic.

O canadense Ryan Jimmo até pode ter alegrado a torcida local com a vitória por decisão unânime contra o croata Igor Pokrajac, mas a verdade é que a luta foi bem morna, com muito clinche. Valeu a seu favor um knockdown no segundo assalto e o fato de ter controlado o oponente no chão. Em vez da marcante “dança do robô” na comemoração final, Jimmo preferiu pedir desculpas ao público. Mas a situação ficou ruim mesmo foi para Pokrajac, que não vence pela terceira vez consecutiva – duas derrotas e um no contest.

Já na luta feminina, a canadense Alexis Davis estreou com o pé direito no UFC contra Rosi Sexton, Alexis x Rosida Inglaterra. Tendo usado bem sua grande habilidade, o jiu-jitsu, apertou com o estrangulamento triângulo na primeira parcial e conseguiu raspagens e pegadas de costas para faturar por decisão unânime.

“É muito divertido lutar no UFC, fazemos muitas entrevistas, mas também temos mais pressão. Assisti a todas as lutas da Rose, ela é muito dura, mais do que eu pensava. Estou muito cansada”, disse Alexis.

Na primeira luta do card principal, Shawn Jordan nocauteou Pat Barry em apenas 59s.

Num dos confrontos mais aguardados do card preliminar, Jake Shields e Tyron Woodley decepcionaram. Sem muita ação, o ex-campeão do Strikeforce Shields foi melhor por decisão dividida. Também nas preliminares, James Krause conseguiu a única finalização da noite, uma guilhotina em Sam Stout, aos 4min47s do terceiro round.

Confira todos os resultados do UFC 161:
CARD PRINCIPAL
Rashad Evans venceu Dan Henderson por decisão dividida
Stipe Miocic venceu Roy Nelson por decisão unânime
Ryan Jimmo venceu Igor Pokrajac por decisão unânime
Alexis Davis venceu Rosi Sexton por decisão unânime
Shawn Jordan venceu Pat Barry por TKO aos 59s do R1

CARD PRELIMINAR
Jake Shields venceu Tyron Woodley por decisão dividida
James Krause finalizou Sam Stout com uma guilhotina aos 4min47s do R3
Sean Pierson venceu Kenny Robertson por decisão majoritária
Roland Delorme venceu Edwin Figueroa por decisão unânime
Mitch Clarke venceu John Maguire por decisão unânime
Yves Jabouin venceu Dustin Pague por decisão dividida

Midia

Recente
Com ausência de Renan Barão, Bethe Correia e Diego Ferreira foram os brasileiros na pesagem. 'Estou muito confiante', garantiu Bethe. Já Ferreira acredita em vitória por causa dos treinamentos, feitos em Manaus e nos EUA.
29/08/2014
Pesagem do UFC 177 na Sleep Train Arena, no dia 29 de agosto, 2014 em Sacramento, Califórnia. (Fotos de Josh Hedges/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images)
29/08/2014
No UFC 157, Michael "Maverick" Chiesa enfrentou Anton Kuivanen fechou o triângulo no corpo e selou o fim com um mata-leão. Veja Chiesa encarar Joe Lauzon no UFC Fight Night Mashantucket.
29/08/2014
Vencedor do The Ultimate Fighter season 13, o peso leve Tony "El Cucuy" Ferguson queria mostrar serviço contra Katsunori Kikuno no UFC 173. Veja Ferguson enfrentando Danny Castillo na luta co-principal do UFC 177.
29/08/2014