Visto por 60 milhões de brasileiros, Cigano acaba com Velasque e é o novo campeão

  Em noite histórica para o UFC, Junior Cigano não dá chances para Cain Velasquez e, em pouco mais de um minuto, torna-se o novo campeão dos pesos pesados do UFC
 
 “60 milhões de pessoas viram a luta no Brasil, e estamos apenas começando a crescer”, diz Dana White sobre a transmissão da luta pela Rede Globo
 
 Após uma batalha eletrizante de três rounds, Ben Henderson derrota Clay Guida e se credencia para disputar o cinturão dos pesos leves contra o campeão Frank Edgar
Foram meses de preparação e expectativa, mas bastaram 64 segundos para Junior Cigano selar seu destino em Anaheim, Califórnia, na madrugada deste sábado para domingo. Na batalha definida como a “mais importante da história do UFC”, o catarinense radicado em Salvador derrubou o até então invicto Cain Velasquez e, sem sofrer perigo, tornou-se o novo campeão dos pesos pesados do Ultimate Fighting Championship.  Com a vitória, o Brasil detém três (José Aldo e Anderson Silva são os outros dois campeões) dos sete cinturões do UFC. O próximo desafio de Cigano sairá do vencedor do duelo entre Brock Lesnar e Alistar Overeem, marcado para o dia 30 de dezembro.
Em outro destaque do evento, premiado com o bônus de luta da noite, Ben Henderson derrotou Clay Guida e se credenciou para disputar o cinturão dos leves contra Frank Edgar, em fevereiro, no Japão.

Após nocaute devastador, Cigano admite “pressão diferente”
Confiando em seu boxe – o mesmo que garantiu todas as suas outras 7 vitórias no UFC –, Junior Cigano não tomou conhecimento do temido wrestling de Velasquez.  O então campeão deu início à batalha com alguns tímidos chutes baixos, seguidos por uma tentativa de queda, sua principal arma ofensiva. Ciente do perigo, Cigano se afastou prontamente, entrando com o golpe de direita que deu início ao fim. Atordoado, Velasquez foi ao chão e recebeu ainda alguns golpes antes da interrupção do árbitro John McCarthy.

“Não tenho palavras”, declarou o novo campeão, claramente emocionado após a conquista. “Minha vida tem sido incrível, tenho muita gente boa perto de mim. O Cain foi o oponente mais duro que enfrentei, eu estava com medo. Eu não estava 100%, estava com medo”, concluiu o novo campeão, explicando, na coletiva de imprensa após a luta, que estava sentindo o joelho e lidando com “muita pressão” para o embate. Pela performance, Cigano levou o prêmio de nocaute da noite.

Claramente abatido com a derrota-relâmpago, Cain se lamentou. “Quero pedir desculpas a meus fãs, família e amigos. Eu decepcionei vocês. Sou mais que isso. Voltarei e terei meu cinturão de volta”, declarou o ex-campeão, que retornava ao octógono após 13 meses parado devido a uma lesão. “Ele (Cigano) tem muito poder. Eu esperei demais, ele entrou. Tiro meu chapéu para ele. Eu saí do meu plano de jogo, e aprendi a não fazer isso de novo.”

Cerca de 60 milhões de brasileiros assistiram à luta, estima Dana White
Para Dana White, a estreia do UFC na FOX correu como o esperado. “Foi a noite perfeita. Tudo foi perfeito em termos de transmissão de uma luta ao vivo”, definiu. No Brasil, a luta marcou a estreia da organização na Rede Globo, que irá transmitir todos os eventos do UFC no Brasil em 2012 – além de três edições internacionais. Segundo o presidente da organização, a estimativa é de que 60 milhões de brasileiros tenham assistido à conquista do cinturão de Cigano, que contou com narração de Galvão Bueno e comentários de Vitor Belfort.  
            
“O Brasil está se tornando o novo Canadá. As coisas estão apenas crescendo por lá, em breve teremos tantas crianças treinando MMA quanto futebol”, afirmou White, confirmando a edição brasileira do reality show The Ultimate Fighter.

Ben Henderson: “Frank Edgar, nós temos um encontro”
Conhecidos por embates eletrizantes, Clay Guida e Ben Henderson entraram no octógono cercados de expectativas. E, com uma valiosa chance de desafiar Frankie Edgar pelo título dos pesos leves em jogo, não decepcionaram. Após de três rounds de inversões, quedas, golpes e tentativas de finalização, foi Ben Henderson que saiu vitorioso, mas os dois embolsaram o prêmio de luta da noite por um dos embates mais emocionantes do ano.

O duelo já começou movimentado. O primeiro bom golpe foi de Henderson, que derrubou Guida com uma esquerda logo no início. Balançado, o Carpinteiro segurou-se nas pernas do oponente, buscando (em vão) uma queda. Em seguida, foi a vez de Guida balançar Henderson, que também se agarrou às pernas do oponente até se recuperar. O segundo round também começou bem, com uma queda para cada lado. O assalto prosseguiu com os lutadores revezando-se na grade e buscando quedas. Guida tentou uma guilhotina no minuto final, mas acabou afrouxando e cedendo as costas para Bendo, que também não finalizou.  
     
No terceiro round, Guida cometeu um erro crítico. Ao tentar dar um chute, acabou perdendo o equilíbrio e foi levado ao chão. Preso por baixo, chegou a ceder as costas para Henderson, que acabou perdendo a posição. Em seguida, foi Bendo que ficou em apuros, sofrendo com uma tentativa de guilhotina. Mas os esforços de Guida foram em vão, e Henderson foi eleito vitorioso na decisão unânime. Agradecendo à equipe e pedindo um “amém” da torcida, o novo desafiante avisou: "Frank Edgar, nós temos um encontro."

“Eu me alimentei da plateia, eu gosto de me alimentar da plateia. Eu me senti bem, mas odeio ir para a decisão”, declarou Henderson na coletiva após a luta. “O Ben é um guerreiro, e prevalece mesmo quando está tudo contra ele. As pessoas queriam mais dois rounds. Demos à plateia o que eles queriam”, comentou Clay Guida.
 
Card principal:
Junior Cigano venceu Cain Velasquez por nocaute técnico a 1m04s do primeiro round

Card preliminar:
Ben Henderson venceu Clay Guida na decisão unânime dos jurados
Dustin Poirier finalizou Pablo Garza com um triângulo de mão a 1m32s do 2º round
Ricardo Lamas finalizou Cub Swanson com um katagatame aos 2m16s do 2º round
DaMarques Johnson venceu Clay Harvison por nocaute técnico a 1m24s do  1º round
Darren Uyenoyama venceu Norifumi "KID" Yamamoto na decisão unânime dos jurados
Robert Peralta venceu Mackens Semerzier por nocaute técnico a 1m54s do 3º round
Alex Caceres venceu Cole Escovedo na decisão unânime dos jurados
Mike Pierce venceu Paul Bradley na decisão dividida dos jurados
Aaron Rosa venceu Matt Lucas na decisão dividida dos jurados

Midia

Recente
Cub Swanson e Frankie Edgar ficam frente a frente pela última vez antes de protagonizarem o UFC Fight Night deste sábado, no canal Combate. Assine o Canal Combate: http://on.ufc.com/assinecombate
21/11/2014
Pesagem do Fight Night Austin no The Frank Erwin Center em 21 de novembro, 2014 em Austin, Texas. (Fotos de Josh Hedges/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images)
21/11/2014
Assista à pesagem oficial do UFC Fight Night: Edgar vs. Swanson.
13/11/2014
Cinco dos competidores do UFC Austin, Roger Narvaez, James Vick, Josh Copeland, Nick Hein e Jared Rosholt, contam as histórias por trás de seus peculiares apelidos. Assine o canal Combate: http://on.ufc.com/assinecombate
21/11/2014