Overeem - Retomando a Busca pela Glória

"O título é o objetivo principal e para chegar lá preciso derrotar o Pezão, então ele está no meu radar agora e tem toda a minha atenção." - Alistair Overeem
UFC heavyweight Alistair Overeem
Desde que começou a lutar profissionalmente, Alistair Overeem gostava de estar sempre lutando. Ano após ano, "The Reem" não ficaria ocioso, mesmo depois que construiu sua reputação como um dos melhores lutadores do esporte. Principalmente em sua campanha de 2010, quando defendeu seu título dos pesos pesados do Strikeforce, conquistou o cinturão do DREAM no Japão, e também um do K-1 World Grand Prix.
   
Em 2012, tudo parou. O que ele esperava ser um ano vitorioso com a luta pelo título no UFC 146 contra Junior "Cigano" dos Santos em maio se transformou em um pesadelo. Ele foi suspenso por nove meses, devido a níveis elevados de testosterona que apareceram em um teste antidoping pré-luta.
   
"Foi um ano estranho, eu não lutei o ano inteiro", disse Overeem. "Antes de assinar com o UFC, lutei de cinco a seis vezes por ano, por isso é bastante diferente. Mas tenho usado o meu tempo para ajeitar minha mudança para os EUA e para conhecer a área e as pessoas."      
Nascido na Inglaterra, e criado e estabelecido na Holanda, o atleta de 32 anos de idade, agora chama Delray Beach de casa, e treina na equipe Blackzilians. O cenário era ideal enquanto aguardava o fim da suspensão até conseguir sua licença novamente para lutar em Nevada. E, embora ele não estivesse lutando, ele permanecia afiando seu estilo.  
 
 "Lutando ou não, sempre treino", disse ele. "É algo que preciso fazer, então sobre essa questão, me mantive treinando."
    
E esperando... e esperando um pouco mais, o tempo todo passando por vários testes antidoping para provar que seus níveis de testosterona estavam dentro dos limites legais para competir. Enquanto isso, a paisagem mudou nos pesos pesados, Cain Velasquez bateu Cigano em dezembro passado para recuperar o título que perdeu para o brasileiro no ano anterior.   
  
Questionado sobre sua avaliação a respeito de Cain-Cigano 2, Overeem diz: "Foi uma luta unilateral e Velasquez controlou do começo ao fim e Cigano não pôde fazer nada. Foi um grande desempenho de Cain, e ele é o campeão dos pesos pesados do UFC justamente por isso. "    
    
A vitória de Velasquez afastou a possibilidade de um duelo entre Overeem e Cigano, que tinha ficado a todo vapor ao longo do ano passado quando os dois trocaram farpas pela imprensa. Agora, Overeem está batendo na porta de uma disputa de título, caso ele despache Antonio "Pezão" Silva na noite deste sábado no UFC 156, mas será um lutador e um estilo completamente diferentes aguardando por ele. Decepcionado por  Cigano não estar do outro lado do cage se você conseguir a chance pelo cinturão?  
  
"Sim e não", disse ele. "Eu ainda acredito que uma luta entre Cigano e eu seria enorme, especialmente considerando a forma como nós lutamos, indo para o nocaute. Mas meu foco é o cinturão e a minha prioridade é o Cain Velasquez agora. Mas acredito que nossa hora vai chegar em breve e lutarei com o Cigano. "    

Quanto ao campeão, Overeem é altamente respeitoso com o Sr. Velasquez.    

"Antes dessa luta (a revanche com Cigano) eu apostei em Velasquez, porque a primeira luta se definiu com um único soco, e eu sabia que desta vez ele estaria mais preparado", disse ele. "Velasquez é um grande lutador, com grande wrestling e cardio e ele mostrou isso em sua última luta."     

Para chegar à disputa de título, existe a questão Pezão, que se recuperou da derrota para Velasquez no UFC 146 aplicando um TKO no até então invicto Travis Browne, em outubro passado. É um confronto de estilos intrigantes no papel, mas se você perguntar que tipo de dificuldades Pezão pode apresentar, ele responde pelo canto da boca.  
   
"Vamos ver em 2 de fevereiro", disse ele, deixando claro que, apesar do pote de ouro no final do arco-íris, em termos de um título se ele vencer, Overeem não vai perder de vista o que precisa fazer primeiro para chegar até lá. "O título é o objetivo principal e para chegar lá preciso derrotar o Pezão, então ele está no meu radar agora e tem toda a minha atenção."
   
Então, ele está de volta na sua busca pelo cinturão, e se conseguir, ele ficará marcado como um dos pesos pesados mais condecorados na história do MMA.     

"Eu trabalhei toda a minha carreira para ser o melhor lutador do mundo e mostrei isso em organizações diferentes, mas com esse cinturão eu unificaria todos e me tornaria o campeão indiscutível dos pesos pesados do mundo e o mais casca-grossa do planeta", disse ele. "Espero que agora isso dê uma ideia do que significa ganhar esse título."    


 

Watch Past Fights

Midia

Recente
Mostrando enorme respeito por Cub Swanson, seu adversário no UFC Austin deste sábado (22/11), Frankie Edgar comenta que ama seu trabalho, e o que seria se não fosse um lutador, fala de sua luta favorita e muito mais.
21/11/2014
Protagonista do UFC Austin deste sábado (20/11), Cub Swanson fala de seu oponente, Frank Edgar, analisa a categoria peso pena e deixa claro o que acha do irlandês Conor McGregor. Assine o canal Combate: http://on.ufc.com/assinecombate
21/11/2014
Cub Swanson e Frankie Edgar ficam frente a frente pela última vez antes de protagonizarem o UFC Fight Night deste sábado, no canal Combate. Assine o Canal Combate: http://on.ufc.com/assinecombate
21/11/2014
Pesagem do Fight Night Austin no The Frank Erwin Center em 21 de novembro, 2014 em Austin, Texas. (Fotos de Josh Hedges/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images)
21/11/2014