Bendo finaliza em noite que Rafael dos Anjos também brilhou

Ex-campeão dos leves do WEC e UFC vence a 2ª seguida; brasileiro se recupera de revés

No card principal do UFC Fight Night no Combate – Henderson x Khabilov, neste sábado, em Albuquerque, resultado positivo para a torcida brasileira. Representante tupiniquim entre os pesos leves, Rafael dos Anjos conseguiu boa vitória contra Jason High, por nocaute, e segue bem cotado na categoria. Na luta principal, os fãs de luta ainda foram brindados com a boa apresentação de Benson “Smooth” Henderson, que teve dificuldades, mas finalizou Rustam Khabilov. Outros destaques ficaram por conta de Diego Sanchez e John Dodson, também vitoriosos.   

Na principal luta da noite, o ex-campeão peso leve Benson Henderson teve um perigoso oponente pela frente, o russo Rustam Khabilov, 11º colocado no ranking do UFC. Para Ben, que quer disputar novamente o cinturão, era um daqueles desafios em que tinha muito mais a perder. E o início foi realmente complicado. Melhor na trocação, Khabilov encurtou a distância e conseguiu algumas quedas a seu favor. O segundo round foi novamente complicado, Henderson conseguiu reverter e pegar as costas, mas o russo rapidamente escapou.

No terceiro assalto, Benson passou a usar uma das suas maiores armas, o preparo físico. Apesar de sofrer algumas quedas, se movimentou bastante e passou a atacar com o estrangulamento guilhotina. Na quarta parcial, o americano encaixou um justo upper, viu que o oponente acusou o golpe e aproveitou para grampear as costas, de onde finalizou com um mata-leão.

“Sempre dou tudo, treinei muito para estar aqui, meu corpo pode aguentar estas lutas. Não sou um cara de falar muito, respondo aqui dentro”, comentou “Smooth”, que chega a segunda vitória seguida desde que perdeu o título da categoria para Anthony Pettis.

O co-evento da noite trouxe dois campeões do reality show do UFC, o The Ultimate Fighter: os veteranos Diego Sanchez e Ross Pearson. Em casa, com apoio da torcida, Diego partiu para cima e terminou o primeiro assalto com vantagem, apesar de uma disputa bastante parelha. Na sequência, Pearson igualou tudo, melhor na trocação na segunda parcial. A decisão viria no round derradeiro, que mais uma vez foi parelho. Sanchez chamava o adversário pra 'briga', enquanto Pearson permanecia sereno, sem cair na pilha. Diego buscou a luta até os segundos finais, o que pode ter impressionado mais os jurados. Por decisão dividida, o campeão do TUF 1 levou a melhor sobre Ross Pearson, o que deu fim a uma série de duas derrotas  de Sanchez.

“Quando estamos nas mãos dos jurados nunca sabemos o que pode acontecer. Pearson é um guerreiro, ele luta de verdade e hoje deu tudo aqui. Queria fazer uma das melhores lutas da noite”, comemorou Diego.

No peso mosca, John Dodson venceu a segunda seguida desde o revés para Demetrious Johnson, quando disputou o título da categoria. Contra John Moraga, Dodson não teve facilidade. O primeiro round foi muito parelho e, apesar de uma queda a favor no início do segundo assalto, o baixinho estava na desvantagem. Mas uma joelhada de esquerda, nos segundos finais, abriu caminho para o nocaute. Moraga ainda levou uma série de golpes, mas foi a joelhada que quebrou seu nariz e o impossibilitou de retornar após o intervalo. Empolgado, Dodson não tardou em pedir uma nova chance pelo título:

“Moraga veio lutar comigo no meu quintal! Acho que fiz o suficiente e agora vou trazer o cinturão, porque eu sou o melhor”, disparou. 

Único brasileiro no card do evento, Rafael dos Anjos buscava se recuperar da derrota para Khabib Nurmagomedov, em abril, contra o perigoso Jason High, estreante entre os pesos leves. O brasileiro teve dificuldades no início, derrubado duas vezes. Mas, no final do primeiro round, dos Anjos já colocava seu ritmo, com bons chutes na linha de cintura do oponente e uma queda. Na segunda etapa, Rafael voltou bem na trocação. Derrubou High, controlou no chão e, quando a luta voltou em pé, conseguiu um knockdown. No chão, aplicou mais alguns golpes até a interrupção do árbitro Kevin Muhall, aos 3min36s.

“Me sinto muito bem! Estou tentando sempre ser melhor. Minha principal habilidade é o jiu-jitsu, mas procuro evoluir nos outros fundamentos, no wrestling, na trocação. Não sei o que vem agora para mim, mas se disserem que tenho que lutar contra Cain Velasquez, eu luto. Estou aqui para enfrentar quem o UFC indicar”, declarou o peso leve.

O veterano Yves Edwards, de 37 anos, até começou bem. Mas acabou sucumbindo diante do polonês Piotr Hallman. Piotr igualou a luta e, na terceira parcial, pegou as costas de Edwards. O americano se entregou completamente ao sofrer um estrangulamento mata-leão, mal conseguiu resistir, aparentemente exausto. Na primeira luta do card principal, o mata-leão também foi o golpe usado por Bryan Caraway contra Erik Perez para definir a 1min52s do segundo assalto.
 

Confira todos os resultados:

CAR PRINCIPAL
Ben Henderson finalizou Rustam Khabilov com um mata-leão a 1min16s do R4
Diego Sanchez venceu Ross Pearson por decisão dividida
John Dodson venceu John Moraga por TKO aos 5min do R2
Rafael dos Anjos venceu Jason High por TKO aos 3min36s do R2
Piotr Hallman finlizou Yves Edwards com um mata-leão aos 2min31s do R3
Bryan Caraway finalizou Erik Perez com um mata-leão a 1min52s do R2 

CARD PRELIMINAR
Sergio Pettis venceu Yaotzin Meza por decisão unânime 
Lance Benoist venceu Bobby Voelker por decisão unânime
Scott Jorgensen x Danny Martinez
Jon Tuck venceu Jake Lindsey por TKO aos 2min47s do R3
Patrick Cummins venceu Roger Narvaez por TKO aos 2min28s do R2

Midia

Recente
Assista à pesagem oficial do UFC Fight Night: Hunt vs. Nelson ao vivo na sexta, dia 19 de setembro, às 4 da madrugada.
15/09/2014
Em entrevista exclusiva para o UFC, a campeã afirma que adoraria enfrentar Bethe Correia no Brasil e diz não ter medo das vaias. 'Já fui vaiada em mais de 30 diferentes línguas. Não sei como se organizam para isso'. Confira a entrevista
18/10/2014
O ex-campeão dos pesados quer lutar em dezembro de 2014. Ele fala da dedicação nos treinos e o sentimento de conseguir sair vitorioso de um combate.
18/09/2014
UFC Ultimate Media Day no Hilton Tóquio no dia 17 de setembro, 2014 em Tóquio, Japão. (Fotos de Keith Tsuji/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images)
17/09/2014