Saudamos mais uma lenda do esporte!

Bruno Gagliasso estreia Blog no UFC Brasil. Agora, toda semana, os fãs poderão acompanhar as opiniões desse apaixonado por MMA.



Todo atleta segue um ciclo dentro da luta, que tem o seu início, meio e fim. Para alguns, esse fim pode chegar com a idade. Para outros, por insatisfação. Enfim, o motivo não importa, a questão a se considerar é o que ele realmente fez pelo esporte.

Assine o Combate | Siga o canal do UFC no YouTube | Visite a UFC Store | Baixe o aplicativo do UFC

No último fim de semana, assistimos à última luta da carreira de Dan Henderson, e mesmo se não fosse a última, já iria entrar pra história. Afinal, aos 46 anos, lutar por 5 rounds da maneira como o cara lutou não é pra qualquer um. Nem sempre quem se aposenta vira uma lenda, mas ele com certeza virou.

Hendo começou a carreira como lutador de MMA no Brasil, o que é um ótimo sinal. Teve o cinturão do Pride, do Strikeforce, do Rings, de um torneio no próprio UFC, sendo assim, de quase todos os eventos que pisou. Em todas as lutas deu show, mesmo nas que perdeu. Nunca rendeu uma vitória barata, e sempre que parecia que o tempo dele já tinha passado, ele vinha e fazia parecer que na verdade estava parado no tempo, mostrando que a idade poderia ser um peso para os adversários, mas não pra ele.

Foi sempre um prazer assistir ele atuando, mesmo contra brasileiros. A sua última luta deixou aquela vontade de o ver fazer isso mais uma vez, infelizmente. Tudo bem se não acontecer, fica aqui então o agradecimento por tudo o que ele fez pelo esporte. Agora é a expectativa de uma nova geração de super atletas, pois pra substituir esse ai vai ser bem difícil. Parabéns Hendo, em todo o mundo os reais fans de MMA o saúdam como uma lenda, Osss! 

Leia mais: Pátria amada |  Duas paixões nacionais ligadas pela emoção | Uma lenda desde o início | Ninguém disse que seria fácil | Parabéns e obrigado

Midia

Recente
Próximo de enfrentar Max Holloway na luta principal do UFC 212, o campeão José Aldo relembra fantasmas do passado, fala sobre o duelo pela unificação dos cinturões dos penas e, claro, o retorno ao Rio de Janeiro no dia 3 de junho.
24/05/2017
Um dos duelos mais esperados do ano acontece em 3 de junho, no Rio de Janeiro, quando os pesos penas José Aldo e Max Holloway duelam pela unificação do cinturão da categoria.
24/05/2017
Relembre grandes momentos da carreira de Netto BJJ. O brasileiro volta ao octógono no próximo domingo para enfrentar o iraniano Reza Madadi no UFC Estocolmo.
24/05/2017
Relembre alguns dos melhores momentos da carreira de Pedro Munhoz. O brasileiro volta ao octógono no próximo domingo (28) para enfrentar o polonês Damian Stasiak no UFC Estocolmo.
24/05/2017