Brad Pickett agradece fãs e lamenta derrota na última luta da carreira

Inglês foi nocauteado por Marlon Vera no UFC Londres

Em casa, o inglês Brad Pickett se despediu do MMA no último sábado, quando acabou derrotado por Marlon Vera em duelo em peso combinado no UFC Londres.

Após seu 39º combate em uma carreira de mais de uma década na qual enfrentou alguns dos principais nomes das divisões pena, galo e mosca, o lutador de 38 anos refletiu sobre os efeitos da idade em seu corpo e reiterou que acredita estar se aposentando no momento certo.

“Estava vencendo a luta por 14 minutos e recebi um chute na cabeça que, para ser sincero, meu ‘eu’ jovem teria absorvido e seguido em frente”, analisou Pickett em entrevista coletiva após o evento, “Obviamente não é o final de conto de fadas que todos queríamos”.

Mais UFC Londres: Pontos de discussão | "Está na hora do cinturão", diz Manuwa | Manuwa vence Anderson no 1º round | Confira os resultados | Bodão agradece apoio | Qual foi a melhor luta do UFC Londres?

Pickett também usou as redes sociais para mandar uma breve mensagem a seus fãs a respeito da aposentadoria.

“Deixei tudo no octógono. Obrigado a todos pelo apoio ao longo dos anos. Foi demais. Rumo ao próximo capítulo”, escreveu em seu Instagram.
 
 

I left it all in the Octagon tonight Thanks everyone for the support over the years it has been overwhelming Onto the next chapter #lastdance

Uma publicação compartilhada por Brad Pickett (@one_punch) em

Watch Past Fights

Midia

Recente
UFC Fight Night event at the Ericsson Globe Arena on May 28, 2017 in Stockholm, Sweden. (Photos by Jeff Bottari/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images)
28/05/2017
Acompanhe a cerimônia de pesagem do UFC Estocolmo neste sábado (27), a partir das 10h (horário de Brasília).
27/05/2017
Confira as principais encaradas do Media Day do UFC Estocolmo, que reuniu as principais estrelas do evento que acontece nesse domingo (28).
26/05/2017
Próximo de enfrentar Max Holloway na luta principal do UFC 212, o campeão José Aldo relembra fantasmas do passado, fala sobre o duelo pela unificação dos cinturões dos penas e, claro, o retorno ao Rio de Janeiro no dia 3 de junho.
24/05/2017