Brandon Vera – Mais um round

“Shogun é um cara que, de fato, eu sei que se eu não vier preparado e pronto, posso me machucar." - Brandon Vera
UFC light heavyweight Brandon VeraA primeira impressão que Brandon Vera teve do homem com quem ele irá lutar neste sábado em Los Angeles, pode não ser das mais positivas. Apague isso. Para qualquer outro lutador, esta primeira impressão seria uma que faria você andar – ou correr – pro outro lado.  Mas Vera, não.

“Eu lembro do Shogun no PRIDE segurando a cabeça das pessoas pra baixo no chão e dando tiros de meta no rosto deles duas ou três vezes antes da luta acabar”, ele relembra. “Eu disse, ‘caramba, esse cara é um monstro, mal posso esperar para lutar com ele. Espero ter chance um dia.’ Eu me lembro disso.”  

Vera busca chocar o mundo e silenciar os críticos na luta principal do UFC deste sábado contra o ex-campeão médio do GP do PRIDE e o ex-campeão meio-pesado do UFC que ainda acumula um saudável respeito de todos os seus oponentes, e por uma boa razão.  

“Shogun é um cara que, de fato, eu sei que se eu não vier preparado e pronto, posso me machucar”, disse Vera. “Então para mim, é muito importante estar preparado, estar em forma e pronto para lutar com o Shogun.”

Mas Vera está enfrentando o mesmo Shogun que ele assistiu competindo no Japão ou destruindo nomes como Chuck Liddell e Lyoto Machida nos Estados Unidos? Alguns se perguntam se vai ser o mesmo após a guerra de cinco rounds que ele teve com Dan Henderson em novembro passado. Algumas vezes lutas assim cobram seu preço e isso poderá aparecer na próxima luta. Vera não está acreditando nisto.

“Eu acredito que Shogun vai trazer aquela mesma forma e atitude para a jaula nessa noite, e é para isto que estamos nos preparando, para aquele tipo de Shogun.”

Porém, o que ele não está esperando é uma guerra em pé com a bombardeiro brasileiro. Pelo menos não apenas isso.

“Shogun me fez aprender muito”, disse Vera. “Eu estava em Los Angeles na academia do UFC em Torrence, e estávamos fazendo uma entrevista juntos. O repórter estava dizendo ‘cara, vocês dois são ótimos lutadores em pé, vai ser uma guerra de muay thai,’ e eu disse ‘sim, mal posso esperar para trocar com o Shogun,’ mas quando ele passou o microfone para o Shogun, ele disse ‘sou bom em pé, Brandon também, mas você tem que lembrar que esta é uma luta de MMA, e eu sou um lutador de MMA.’ Então estou preparado para enfrentar tudo isto. Do chão para o clinch, do chão para o período de transição, para as finalizações, estando por cima ou por baixo, tudo.”  

Vera considera Shogun um herói, e aquele que pode ser seu ingresso de entrada para a uma chance ao título caso o vença. É um paradoxo estranho, mas um que tem sido visto inúmeras vezes no mundo da luta. Algumas vezes você tem que vencer os seus heróis para seguir em frente. E essa não seria uma bela história?  

“Se eu vencer Shogun no sábado do jeito que quero vencê-lo, será muito mais doce do que andar por cima o tempo todo. Eu estive lá embaixo na escuridão, onde as pessoas não queriam mais falar comigo e me deram as costas.”  Uma pausa. Então ele continua.  “Eu não mudaria isso por nada. Fez de mim a pessoa e o homem que sou agora. Por que ainda estou lutando e ainda vamos fazer isto acontecer.” 



Watch Past Fights

Midia

Recente
O campeão dos leves do Ultimate escapou de uma guilhotina e obrigou seu adversário a dar os três tapinhas com um belíssimo triângulo, no extinto WEC. Pettis colocará seu cinturão em jogo contra o brasileiro Rafael dos Anjos no UFC 185, em 14 de março.
03/03/2015
O iraniano não deu chances ao seu adversário e encaixou uma finalização precisa no UFC Tulsa. Beneil Dariush volta ao octógono em 14 de março, quando mede forças com o norte-americano Daron Cruickshank.
03/03/2015
Relembre como a poderosa esquerda do ex-campeão dos meio-médios mandou TJ Waldburger à lona. Hendricks encara Matt Brown no UFC 185, em 14 de março.
03/03/2015
Roy Nelson conecta sua pesada mão direita e arrasa o gigante Stefan Struve na "Técnica da Semana".
03/03/2015