10 armlocks inesquecíveis no UFC

Se por baixo ou por cima, reto, invertido, acompanhado por um triângulo, barriga para baixo ou para cima ou até voador, o armlock é a finalização que desafia as limitações.
Em 23 de fevereiro, no UFC 157, a melhor pegadora de braços da parada, "Rowdy" Ronda Rousey, vai tentar levar mais um para a casa. A invicta campeã galo do UFC conquistou todas as suas vitórias por armlock no primeiro round. Em honra da "Rainha dos Armlocks" estar fazendo fazendo sua estréia no UFC, aqui está uma lista das melhores finalizações com armlocks da história no Octógono.

10. Nate Diaz sobre Takanori Gomi no UFC 135 Assista a luta
Em seu retorno à divisão de peso leve, Nate Diaz atropelou o ex-campeão dos leves do Pride Takanori Gomi com um primeiro round impecável que rendeu a "Finalização da Noite". O badboy mais novo de Stockton começou os trabalhos na trocação até "Fireball Kid" Gomi cair, em seguida, atacou com uma tentativa de triângulo que virou suavemente um armlock para um final perfeito. Ele marcou não só marcou a primeira vitória de Diaz por armlock no MMA, mas também a primeira derrota por finalização de Gomi.  

9. Joe Lauzon sobre Jeremy Stephens no UFC Fight Night 17 Assista a luta*
Naturalmente, o rei dos bônus ganhou dois prêmios através de armlocks. Em meio a uma batalha feroz com o seu adversário de mão pesada, Lauzon viu um Stephens confiante descendo a mão no ground and pound. Com "J-Lau" vendo sangue (literalmente), ele raspou e aplicou o armlock em Stephens, reajustando em seguida para forçar "Lil 'Heathen" a dar dois tapinhas em desistência.  

8. Diego Brandao sobre Dennis Bermudez at The Ultimate Fighter 14 Finale Assista a luta de graça
A arte suave é bastante brutal quando Diego Brandão está utilizando-a. Em um encontro absolutamente selvagem e cheio de reviravoltas entre Brandão e Bermudez. Ambos trocaram para valer verdadeiras pedradas e aplicaram grandes quedas. Com apenas alguns segundos restantes, Diego explodiu com uma tentativa de armlock que capotou Bermudez da posição de cima para a de baixo seguida da desistência. Aquele armlock poderoso rendeu bônus de finalização e luta da noite, além do título do TUF 14.  


7. Frank Mir sobre Tim Sylvia sobre UFC 48 Assista a luta de graça
Sem dúvida, Frank Mir é a maior ameaça nas finalizações da divisão dos pesos pesados que o UFC já teve. O ex-campeão venceu suas três primeiras lutas no Octógono por finalização, mas foi sua quarta que estará sempre em destaque: Apenas 50 segundos de disputa de título de Mir contra Tim Sylvia, Mir se posicionou para um armlock. Sylvia tentou puxar seu braço para fora, o que resultou em Mir quebrando o osso do ante-braço de Sylvia. O movimento deu à Mir o primeiro ouro do UFC e uma faixa preta de Jiu-jitsu do famoso treinador Ricardo Pires.  

6. Stefan Struve sobre Pat Barry no UFC Cruz x Johnson Assista a finalização de graça
Sim, um lutador de 2,11 de altura tem uma insana vantagem na envergadura e na trocação no MMA, mas esse atributo é extraordinário no chão também. O holandes "Skyscraper" Stefan Struve certamente provou isso com quatro vitórias por finalização, com o armlock Finalização da Noite sobre o nocauteador Pat Barry. As pernas longas de Struve pegaram a parte superior do corpo do striker como uma dionéia e - embora Barry tentasse um bate-estaca para sair - Struve finalizou.   

5. Matt Hughes sobre Georges St-Pierre no UFC 50 Assista a luta de graça 
Se você quiser alguém passar a tocha no UFC, às vezes você precisa apertar a mão de quem recebe, atacando o braço, como foi o caso na divisão meio-médio entre Matt Hughes e Georges St-Pierre. Hughes, o rei original dos 77kg - colocou GSP em seu lugar com um armlock no primeiro round em sua luta pelo título em 2004. (Três anos mais tarde, o então campeão GSP retribuiu o favor com uma vitória também por armlock sobre Hughes.)  

4. Anderson Silva sobre Chael Sonnen no UFC 117 Assista a luta de graça
Como se já não bastasse o triângulo, alguns sádicos das finalizações atacam simultaneamente os braços. Genki Sudo fez isso com Mike Brown, Paul Sass com Jacob Volkmann, mas o melhor exemplo do movimento é Anderson Silva sobre Chael Sonnen. Nos minutos finais do quinto round de sua luta pelo título dos médios do UFC, que Sonnen estava vencendo, Anderson ajustou a finalização dupla, mantendo seu cinturão. (Dustin Poirier fez algo semelhante em sua vitória contra Max Holloway, mas teve vantagem por fazê-lo a partir da posição montada: Depois de fechar o triângulo por baixo, Poirier rolou para um triângulo montado, em seguida, puxou o braço preso de Holloway para obter a desistência.)  

3. Chris Lytle sobre Matt Brown no UFC 116 Assista a luta*
Se você pensou que um armlock era ruim, agora adicione a palavra "invertido". Auto-proclamado "apenas um boxeador", Chris Lytle era uma cobra no chão, isso ficou mais evidente em sua vitória sobre Matt Brown. Dos cem quilos, Lytle sorrateiramente posicionou suas pernas na parte lateral superior de seu oponente, então rapidamente passou por cima da cabeça de Brown com a perna, em seguida, prendeu o braço de Brown, travando um triângulo invertido com a outra perna. Com isso encaixado, Lytle atacou o braço livre de Brown. 

2. Dustin Hazelett sobre Josh Burkman no TUF 7 Finale Assista a luta*
Armlocks são como flocos de neve, não existem dois iguais - especialmente se for um executado pelo ex-meio-médio do UFC Dustin Hazelett. O faixa preta de Jorge Gurgel conseguiu o primeiro de seus prêmios de finalização da noite em 2008 sobre Josh Burkman. Enquanto segurava o braço de Burkman durante uma luta no chão, Hazelett jogou a perna por cima de Burkman segurando um armlock inesquecível.  

1. Royce Gracie sobre Jason DeLucia no UFC 2 Assista a luta*
Royce Gracie, membro do Hall da Fama do UFC, venceu suas primeiras 11 lutas no UFC por finalização, isso o coroou como vencedor de 3 dos 4 primeiros torneios do UFC. Embora Gracie passeasse na competição no UFC 1 e, inicialmente, aguçasse a  curiosidade de todos sobre o jiu-jitsu brasileiro, foi no UFC 2, que a sua versatilidade infinita esteve verdadeiramente em exibição. No UFC 1, Royce pegou as costas ou montou, mas, no UFC 2, ele mostrou que nenhuma área do corpo estava a salvo.    
      
Como o UFC já realizou mais de uma centena de eventos com milhares de lutas, a primeira vitória por armlock dentro do Octógono ainda é muito impressionante. A imagem do maior DeLucia tentando escapar de pé, e Royce se pendurado de cabeça para baixo, torcendo seu braço para trás, está gravado para sempre nas memórias de todos os fãs. Como ninguém esperava o movimento, os comentaristas não sabiam o que estavam vendo e o árbitro "Big" John McCarthy estava longe da posição. Com a parte de cima da cabeça no solo e os pés no ar, Royce redefiniu a idéia de uma posição ofensiva.    
      
* Lutas individuais no UFC.TV estão disponíveis à la carte ou ilimitado com uma assinatura    
      
Menções honrosas: Kazushi Sakuraba sobre Marcus Silveira, Dennis Hallman sobre Matt Hughes, Josh Barnett sobre Semmy Schilt, Lee Murray sobre Jorge Rivera, Ricardo Romero sobre Seth Petruzelli, Minotauro Nogueira sobre Dave Herman, Matt Wiman sobre Paul Sass     

Midia

Recente
Ele agora deve ser o próximo desafiante do campeão Johny Hendricks, nos meio-médios.
27/07/2014
Brasileiro empolgou a plateia, mas os juízes deram a vitória para Tim Means. Ele continua sem vencer no torneio
27/07/2014
Companheiro de treino de Vitor Belfort, brasileiro venceu Andreas Stahl por decisão dos juízes.
27/07/2014
A luta foi muito equilibrada, mas o resultado dos juízes não agradou quem estava na arquibancada.
27/07/2014