Daniel Cormier provou que é o campeão legítimo dos meio-pesados

Norte-americano defendeu o título contra Volkan Oezdemir no UFC 220

Quando se fala em Daniel Cormier, normalmente as reações se dividem em dois grupos: os que acreditam que o norte-americano é um grande atleta e excelente representante do esporte, e aqueles que chamam "DC" de campeão de papel.

Isso porque as únicas duas derrotas que o meio-pesado sofreu na carreira foram em disputas de título contra Jon Jones. Na primeira vez, em 2015, Cormier era o desafiante e acabou derrotado por pontos. Na revanche, em julho de 2017, o integrante da AKA era o campeão linear e Jones retomou o título com um triunfo por nocaute.

Mais UFC 220: As reações à vitória de Miocic | E também à de Cormier | Fatos para a história | Volkan enaltece DC

Mas se você olhar os cartéis dos atletas, verá que este segundo encontro consta como no-contest. Isso porque Jones foi flagrado em uma potencial violação da Política Antidopagem do UFC, perdendo assim o cinturão. A coroa foi herdada por Cormier, e defendida com sucesso contra Volkan Oezdemir no UFC 220.

Por que insistir em dizer que Cormier não é o verdadeiro campeão enquanto não vencer seu maior rival? Em suspensão provisória, Jones está impossibilitado de lutar até que uma sentença seja declarada em audiência com a Comissão Atlética da Califórnia. E durante sua ausência, DC faz o que todo campeão digno faz: defende a coroa com vitórias esmagadoras sobre seus oponentes.

É fato que Jones saiu com a mão erguida em ambos os encontros, porém existe uma enorme diferença entre dizer que um atleta é superior a outro, e falar que um lutador é um falso campeão. Cormier perdeu, mas na ausência de "Bones", ele é o melhor meio-pesado em atividade no UFC. Não é qualquer um que vence Alexander Gustafsson e Anthony Johnson (duas vezes) de maneira definitiva.

Só o tempo irá dizer se os rivais se encontrarão para uma trilogia no Octógono. Enquanto isso, vale acompanhar de perto a carreira de um dos atletas mais humildes, dedicados e ferozes que este esporte já viu: o legítimo campeão meio-pesado, Daniel Cormier. 

Assine o Combate | Siga o canal do UFC no YouTube

Watch Past Fights

Sábado, Março 3
Las Vegas, Nevada

Midia

Recente
A brasileira Jessica Andrade fez história no UFC Orlando, venceu Tecia Torres na segunda luta principal e quebrou o recorde de vitória entre as mulheres na organização.
25/02/2018
A partir das 19h50, assista Ao Vivo à cerimonia de pesagem de todos os lutadores do UFC Orlando. Evento acontece nesse sábado (24), com transmissão exclusiva do Canal Combate.
23/02/2018
Perto de fazer a sua 13ª luta no octógono, Jéssica Andrade faz um balanço de sua carreira, analisa o duelo contra Tecia Torres no UFC Orlando e garante que ainda não desistiu do sonho de conquistar o cinturão do peso-palha.
22/02/2018
Jogadora da seleção brasileira fez uma visita no Treino Aberto do UFC Orlando e conversou com a lutadora, que é fã de futebol. Jessica enfrenta Tecia Torres neste sábado (24).
22/02/2018