Recap dos bônus e da coletiva pós-UFC São Paulo

Cinco lutadores, juntos com o VP Executivo do UFC ®, Marshall Zelaznik, marcaram presença na coletiva de imprensa pós-UFC® São Paulo: Vitor Belfort, Daniel Sarafian, CB Dollaway, Ildemar Marajó e Gabriel Napão.

Protagonista da luta principal, Belfort ganhou o prêmio de Nocaute da Noite por acabar com Michael Bisping no segundo round. Depois de balançar seu adversário com sua impressionante destreza nos socos no final do primeiro turno, "The Phenom" mudou as coisas no segundo, desferindo um chute na cabeça que mandou Bisping para o chão. Belfort seguiu com alguns golpes no chão antes do árbitro entrar em cena para o final da luta.

O estreante Ildemar Marajó fez uma grande luta no Octógono, faturando a "Finalização da Noite" com a sua vitória sobre o também brasileiro Wagner Caldeirão. Apesar de ser uma entrada tardia, Marajó parecia afiado ao longo da luta. Uma vez no solo no segundo round, "Big Marajó" trabalhou rapidamente em um leg lock, forçando um Caldeirão a gritar e desistir.

Os médios Dollaway e Sarafian receberam "Luta da Noite" pelo duelo lá e cá na co-luta principal. Sarafian parecia estar no controle durante a maior parte do primeiro round, mas quase foi despachado no final do segunda. Com a luta acirrada no round final, os dois fizeram uma emocionante luta repleta de mudanças. No fim, Dollaway recebeu a vitória por decisão dividida, para o desespero da torcida brasileira.

Todos os lutadores ganharam US $ 50.000 por seus esforços.

Em outros destaques da coletiva, Ildemar Marajó, ex-campeão médio do Jungle FC e que atuou e venceu como meio-pesado no UFC São Paulo, comentou suas intenções de baixar duas categorias e passar a lutar como meio médio. Sarafian, foi muito questionado sobre ir para a divisão de baixo também - segundo alguns especialistas devido a sua baixa estatura - ele se encaixaria melhor como até até 77kg do que até 84, porém o astro do TUF Brasil, ainda está indeciso sobre a mudança. E finalizando, o grande astro da noite em São Paulo, Vitor Belfort, apontou sua mira em direção ao campeão meio-pesado Jon Jones, pedindo por uma nova oportunidade pelo título, e aproveitando para criticar Chael Sonnen.

"Não faz sentido nenhum, um palhaço como aquele Chael Sonnen lutar com o Jon Jones", disse Vítor. "Ele fazer o grande show tudo bem, mas ele lutar com o J. Jones, do jeito que ele vem por nocaute [derrota], ele não tem história nenhuma no esporte. Então ele já fez o show dele, ele sai e deixa eu lutar com o J. Jones." 

Midia

Recente
Confira como foi o desempenho dos brasileiros no UFC 184 e as notícias mais importantes da última semana, além de responder nosso quiz - quantas disputas de cinturão Ronda Rousey tem no UFC: três, oito ou cinco?
04/03/2015
Matt Parrino e Forrest Griffin analisam o que de melhor aconteceu no UFC 184, e comentam as mudanças nos rankings pós-evento.
O campeão dos leves do Ultimate escapou de uma guilhotina e obrigou seu adversário a dar os três tapinhas com um belíssimo triângulo, no extinto WEC. Pettis colocará seu cinturão em jogo contra o brasileiro Rafael dos Anjos no UFC 185, em 14 de março.
03/03/2015
O iraniano não deu chances ao seu adversário e encaixou uma finalização precisa no UFC Tulsa. Beneil Dariush volta ao octógono em 14 de março, quando mede forças com o norte-americano Daron Cruickshank.
03/03/2015