Hendo contundido, UFC 151 cancelado

UFC 151 está cancelado após uma lesão sofrida por Dan Henderson que o forçou a sair do evento de 1º de setembro
Após  Dan Henderson sofrer uma lesão no joelho, ele se viu impossibilitado de atuar na luta principal do UFC 151 contra o campeão Jon Jones, sendo assim o evento no Mandalay Bay Events Center em Las Vegas está oficialmente cancelado

O presidente do UFC Dana White fez o anúncio nesta terça-feira durante uma conferência telefônica. 

"Este é o pior momento dos meus 11 anos como presidente do UFC", White disse. "Pela primeira vez em 11 anos, cancelaremos um evento. Dan Henderson teve uma ruptura parcial dos ligamentos e não pôde dar prosseguimento. Ele tentou treinar e continuar trabalhando, ele visitou médicos e nada poderia ser feito para manter a luta."

Henderson disse em uma declaração, “Infelizmente, enquanto treinava, rompi parcialmente os ligamentos do meu joelho. Como resultado, tive que tomar uma das decisões mais difíceis da minha carreira... pela primeira vez na minha carreira fui forçado a sair de uma luta, minha luta contra Jon Jones no UFC 151. Por sorte, uma cirurgia não será necessária neste momento e estarei dedicado ao máximo em uma recuperação mais rápida possível do meu joelho. Sinto que devo aos meus fãs e as pessoas que me apoiam uma luta com todo meu potencial pela chance de faturar um cinturão do UFC. Agradeço o apoio leal que sinto dos meus fãs. Quero agradecer a todos os meus treinadores e equipe pelo grande apoio com meu camp. Mais importante, aprecio a honestidade deles quando precisei tomar essa difícil decisão. Também quero agradecer ao Dana e ao Lorenzo por serem tão compreensivos e solidários. Vou continuar a perseguir o cinturão do UFC com todo o meu coração!"

Com a Henderson fora, White tentou salvar o evento antes de tomar a decisão de cancelamento das 11 lutas do card, com um candidato especial sem papas-na-língua, disposto a entrar na vaga e bater de frente com o mais jovem campeão da história do UFC.

"Uma das coisas que você já me ouviu se gabando um milhão de vezes é como UFC não cancela eventos e que podemos sempre encontrar um substituto", disse ele. "Achar alguém para lutar contra Jon Jones em 8 dias é complicado. Mas, para ser totalmente honesto, um cara aceitou. Ele não disse apenas que aceitaria a luta quando liguei, ele disse, 'vou voar para Las Vegas esta noite e lutar contra ele.' E esse foi Chael Sonnen. Sonnen aceitou a luta com Jon Jones, queria muito essa luta, então, entre  oito, nove horas da noite passada, nós tínhamos uma luta. Começamos a trabalhar, começou a criação de comerciais, o material de promoção começou a ficar pronto para ser divulgado, mas a única coisa que nunca imaginei em um milhão de anos que aconteceria, aconteceu. Jon Jones disse que não lutaria com Chael Sonnen com oito dias de antecedência."

Se a luta acontecesse, teria sido a primeira de Sonnen até 93kg no UFC desde 2005, mas isso não foi um impedimento para o auto-proclamado "Gangster de West Linn", que tem cutucado Jones no Twitter desde que voltou aos meio-pesados.

"Esses caras têm se provocado constantemente e imaginei que seria uma luta que as pessoas estariam interessadas, e Chael foi o cara que aceitou", disse White. "E Chael estava radiante e empolgado para essa luta. No calor do momento, quando as coisas estão indo mal, esse é o cara que você pega o telefone e liga, e ele luta contra qualquer um."

White, obviamente desapontado com a decisão de Jones em não aceitar a luta, cancelou todo o card do UFC 151 e pôs "Bones" no UFC 152 de 22 de setembro, em Toronto, onde ele irá enfrentar Lyoto "The Dragon" Machida, que nocauteou de forma espetacular Ryan Bader no início deste mês. Agora, esta luta será a principal do evento de Toronto, junto com a disputa que vai definir o primeiro campeão peso mosca da história do UFC, envolvendo Joseph Benavidez e Demetrious Johnson.

Aqueles que compraram ingressos do UFC 151 podem obter suas restituições no local de compra.

Quanto ao resto dos lutadores do card de 1º de setembro, White disse: "Não sei o que faremos com o restante do card após este acontecimento, mas vamos dar um jeito nisso."

Midia

Recente
Mark Hunt se tornou o primeiro lutador a nocautear Roy Nelson no Octógono. O atleta neozelandês analisa a luta e diz que espera lutar em quatro semanas no card em Sidney, Australia. Ative as legendas clicando em "cc".
20/09/2014
Miesha Tate derrotou a até então invicta japonesa Rin Nakai, por decisão unânime, e falou na entrevista pós-lutas que sua estratégia era usar a envergadura e ser agressiva. Ative as legendas clicando em "cc".
20/09/2014
Melhores momentos da coletiva de imprensa pós-lutas do Fight Night Japão.
20/09/2014
Assista à coletiva de imprensa pós-lutas ao vivo na sequência do evento.
15/09/2014