Hunt detona Roy Nelson no UFC Japão

Neozelandês prova que é melhor na trocação em confronto entre nocauteadores
 Direto do Japão, na tradicional Saitama Super Arena, os confrontos do UFC Fight Night no Combate – Nelson x Hunt vararam a madrugada no Brasil. E na luta principal, quem levou a melhor foi o veterano ex-campeão do K-1 Mark Hunt, que literalmente aniquilou Roy Nelson.

Vindo de derrota e um empate, Hunt buscava reencontrar o caminho das vitórias, em uma luta entre dois pesos pesados strikers natos. Nos primeiros instantes, a impressão já era a de que um dos lutadores beijaria a lona. Hunt começou com os melhores golpes e melhor movimentação, mas Nelson igualou tudo no primeiro round, com alguns socos potentes no atleta da Nova Zelândia.

No segundo assalto, Nelson tentou mudar a estratégia, derrubou e pegou as costas, mas não conseguiu consolidar a vantagem. O norte-americano já aparentava estar cansado e foi nesta hora que Hunt encurralou nas grades e aplicou um justo upper que derrubou Roy, sem chances de prosseguir. Grande feito de Hunt, que volta a vencer, além de nocautear um dos maiores ‘queixos duros’ do UFC. Com 20 vitórias e dez derrotas, esta foi a penas a segunda vez que Nelson sofreu um revés por nocaute, já tendo aturado o castigo anteriormente de feras como Junior Cigano.

No co-evento da noite, não deu para o ex-campeão do Pride Takanori Gomi contra o norte-americano Myles Jury, nos pesos leves. Nos primeiros instantes, Myles conectou duro direto de direita. O japonês sentiu o golpe e caiu, enquanto Myles seguiu com tudo para cima para soltar os últimos golpes e sacramentar o nocaute em apenas 1min32s.

“Sou fã dele desde garoto!”, comemorou Myles, que segue invicto no MMA após 15 apresentações. “Quero um dia alcançar o cinturão”, completou.

Em uma série de quatro derrotas e sem lutar desde fevereiro de 2012, o peso médio Yoshihiro Akiyama deu a volta por cima contra o campeão do The Ultimate Fighter 7, Amir Sadollah. O japonês derrubou no primeiro assalto e controlou no ground and pound, mas foi a partir do segundo round que o nipônico definitivamente encontrou o caminho. Após um direto do japonês, Sadollah caiu em knockdown e quase que o confronto foi definido. Na etapa final, Akiyama voltou a acertar o americano com força e o ground and pound nos momentos finais garantiu o triunfo ao japonês.

“Agradeço a todos os fãs por estarem aqui. Gostaria de enfrentar agora Anderson Silva, mas acredito que não será possível”, comentou, para a alegria do público local.

Segunda no ranking peso galo do UFC, Miesha Tate não teve facilidade contra a estreante na organização, porém invicta, Rin Nakai. A americana buscou a trocação e conectou os melhores golpes, com joelhadas e ataques com o cotovelo contra a japonesa. Mas Nakai conseguiu encurtar a distância, tendo aplicado algumas quedas e pegado as costas no segundo e terceiro assaltos. Num confronto sem grandes emoções, Miesha acabou levando a melhor por decisão unânime, mas teve muito mais trabalho que o imaginado, apesar de ter conseguido interromper a série de 16 triunfos e um empate de Nakai. Tate chegou à segunda vitória seguida.

“Gostaria de enfrentar agora Cat Zingano, ainda temos assuntos a resolver”, disse Miesha.

Em outras lutas do card principal, Kiichi Kunimoto venceu Richard Walsh por decisão dividida, entre os pesos médios, enquanto Kyoji Horiguchi, entre os moscas, venceu Jon Delos Reyes por nocaute técnico. Entre os destaques das preliminares, no peso galo, Masenori Kanehara venceu Alex Caceres por decisão unânime.

Confira todos os resultados:

UFC: Hunt x Nelson
20 de setembro de 2014, em Saitama (JAP)

CARD PRINCIPAL
Mark Hunt venceu Roy Nelson por KO aos 3min do R2
Myles Jury venceu Takanori Gomi por TKO aos 1min32s do R1
Yoshihiro Akiyama venceu Amir Sadollah por decisão unânime
Miesha Tate venceu Rin Nakai por decisão unânime
Kiichi Kunimoto venceu Richard Walsh por decisão dividida
Kyoji Horiguchi venceu Jon Delos Reyes por TKO aos 3min48s do R1

CARD PRELIMINAR
Masenori Kanehara venceu Alex Caceres por decisão unânime
Katsunori Kikuno finalizou Sam Sicilia com um mata-leão a 1min38s do R2
Hyun Gyu Lim venceu Takenori Sato por TKO a1min18s do R1
Kyung Ho Kang venceu Michinori Tanaka por decisão dividida
Johnny Case finalizou Kazuki Tokudome com uma guilhotina aos 2min32s do R2
Maximo Blanco venceu Dan Hooker por decisão unânime
Sábado, Outubro 27
Moncton, New Brunswick

Midia

Recente
Em 2003, o presidente do UFC Dana White colocou Chuck Liddell no Grand Prix de Pesos Médios do Pride, com a esperança de vencer a maior batalha pela supremacia do MMA .
19/10/2018
Em 2007, o renomado fotógrafo Kevin Lynch publicou um livro de suas fotografias emblemáticas do UFC, que reestruturaria dramaticamente a imagem do esporte e dos seus atletas.
17/10/2018
Em 16 de outubro de 1998, na primeira edição do UFC no Brasil, Frank Shamrock defendeu o cinturão dos médios contra John Lober. Relembre!
16/10/2018
Há 20 anos, na primeira edição do UFC no Brasil, Pedro Rizzo nocauteava Tank Abbott. Relembre!
16/10/2018