Johny Hendricks - Objetivos mais do que traçados

. É assim que você vence - do primeiro ao último segundo, você luta, você não desiste em nada, e você não relaxa. E acho que é onde ele é capaz de capitalizar. Se você tiver um lapso mental, é quando Kampmann pode acertar você." - Johny Hendricks
UFC welterweight Johny Hendricks
Não fale sobre vencer campeonatos se você não tem a chance em suas mãos. Não se surpreenda com o pouco uso que Johny Hendricks tem dessas "noções tão desatualizadas".  
  
"Se você não traçar esse objetivo, e não mirá-lo todo dia, talvez você deixe escorregar das suas mãos se tiver a oportunidade", disse o competidor meio-médio. "Estou a uma luta de talvez conseguir colocar aquele cinturão ao redor de minha cintura. Venho sonhando com isto pelos últimos cinco anos, e de repente está aqui. E tudo que tenho que fazer é passar por mais uma pessoa e terei a chance, e sou muito grato por isto."

Hendricks, quatro vezes All-American na OSU, atingiu sua meta no wrestling duas vezes, colecionando títulos nacionais em 2005 e 2006 e por uma luta não venceu em 2007. Então, enquanto persegue o ouro no MMA, ele já sabe o que é preciso e como é merecer a chance pelo título de 'campeão'.  
  
"É ótimo, mas disse a mim mesmo que não deixaria subir a minha cabeça", ele disse. "Acho que é por isso que alguns conseguem manter o título - porque eles não deixam subir a cabeça. Você vê alguns caras, esse que ouvem a palavra campeão ao lado de seus nomes e isto soa tão bem que parece que já atingiram suas metas, e então o que eles fazem? Se eu ganhar o cinturão, vou defendê-lo. E depois disso, quero defendê-lo por mais dois anos e então reavaliar o que quero fazer na minha vida."   
  
Com o poder de nocaute de Hendricks,  seu wrestling de primeira, e a trocação de Kampmann aliada ao seu jogo no chão, e a atitude de nunca desistir, fazem com que esta co-luta principal do UFC 154 de sábado seja inesquecível. Mas para Hendricks se lembrar dela carinhosamente, ele tem que tomar cuidado quando Kampmann estiver avariado, porque é nesse momento que o atleta dinamarquês fica mais perigoso. Então como manter calma quando seu adversário estiver em apuros?  
  
"Existe um jeito - nunca o deixe levantar", ele explica. "Isto é algo que você sempre vê no wrestling. Você pode ser colocado de costas e terminar preso quando está acabando com o cara. É assim que você vence - do primeiro ao último segundo, você luta, você não desiste em nada, e você não relaxa. E acho que é onde ele é capaz de capitalizar. Se você tiver um lapso mental, é quando Kampmann pode acertar você."  
  
E isto é algo empolgante! Encarar um ex-parceiro de treinos que conhece seus truques, com uma chance ao título na reta, sabendo que um segundo de desconcentração pode ser o fim da sua noite.  
  
"O treinamento para estas lutas é mais divertido do que para lutas normais, porque você sabe desde o começo que vai ser uma luta física e mental para vencer", ele diz, e você acredita nele porque se já o viu no Octógono lutando, não parece existir ninguém mais feliz lá. Espere mais disso no sábado a noite de um lutador que fala do jeito que vê as coisas.  



Watch Past Fights

Midia

Recente
UFC 177 no Sleep Train Arena em 30 de agosto, 2014 em Sacramento, Califórnia. (Foto de Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images)
30/08/2014
Com ausência de Renan Barão, Bethe Correia e Diego Ferreira foram os brasileiros na pesagem. 'Estou muito confiante', garantiu Bethe. Já Ferreira acredita em vitória por causa dos treinamentos, feitos em Manaus e nos EUA.
29/08/2014
Pesagem do UFC 177 na Sleep Train Arena, no dia 29 de agosto, 2014 em Sacramento, Califórnia. (Fotos de Josh Hedges/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images)
29/08/2014
No UFC 157, Michael "Maverick" Chiesa enfrentou Anton Kuivanen fechou o triângulo no corpo e selou o fim com um mata-leão. Veja Chiesa encarar Joe Lauzon no UFC Fight Night Mashantucket.
29/08/2014