Jones Jones - Caçando outra bela recompensa

"Eu posso estar vencendo caras que são grandes, e sempre serão, mas talvez o tempo deles já tenha passado. E possivelmente, algumas das mais difíceis lutas da minha carreira acontecerão quando eu começar a lutar com caras da minha idade." 
UFC light heavyweight champion Jon Jones
O UFC 151 foi cancelado após alguns acontecimentos - Dan Henderson se lesionou, uma luta com Chael Sonnen, que se prontificou, foi recusada e Jon Jones foi removido para o card do UFC 152 deste sábado em Toronto para enfrentar Vitor Belfort. Desde o momento em que esta decisão foi anunciada, Jones se transformou em alvo da ira de fãs até seus companheiros de luta. Agora, com as coisas finalmente se acalmando nós podemos perguntar, o técnico Greg Jackson sugeriu que o campeão recusasse a luta com Sonnen? O ego de Jones inicialmente o levou para outra direção?  
  
"Originalmente, meu ego estava na frente", ele disse. "Falei com meu treinador de wrestling, meu treinador de boxe, meu treinador de kickboxing, e as reações iniciais foram. 'ok temos muito trabalho nas mãos, mas conseguimos fazer. Confiamos em você, sabemos que você consegue vencer.' E então quando fui falar com Greg, ele veio até mim com um pouco mais de sabedoria do que 'lute primeiro'. Ele pensou, 'Bem Jon, você não se preparou, e eu sei que você pode vencer, mas você está aqui para dominar. Estamos aqui para sair sem nenhum arranhão.' Ele veio até mim com esta abordagem. Ele me disse para não deixar meu orgulho e meu ego me colocarem numa posição difícil. Ele disse, 'volte para nosso quadro, estude, pratique, e vença ele em três semanas.'  
  
O UFC não deu Sonnen para Jones. Em vez disto, foi o ex-campeão meio-pesado e pioneiro do MMA, Belfort quem recebeu a ligação. Jones ficou frustrado? Nem um pouco.  
  
"Vencer um cara que nocauteou Wanderlei (Silva), que nocauteou Rich Franklin, penso que, quando você vence alguém tão importante, você meio que rouba um pouco da sua honra, e é isto que eu quero fazer."   
  
Mas quanta motivação ele pode ter se vencer Belfort, tendo lutado com cinco campeões e vencendo todos? Ele poderia ser um Jim Brown ou um Rocky Marciano, se aposentando ainda novo sem ter sentido a idade chegar como acontece com 99% dos atletas? Ele ri desta sugestão.  
  
"Claro que não. Minha meta é deixar um legado de pura dominância e sair do jogo cedo seria bobo, especialmente com a economia de hoje em dia. Meu trabalho é tentar assegurar um futuro. Você nunca sabe o quanto a vida pode dar errado, e não é porque somos bem sucedidos hoje que isso signifique que seremos para sempre."   
  
Mas além de Belfort, Jones acredita que enquanto está vencendo alguns dos melhores nomes do esporte, seus maiores desafios virão da nova geração de competidores, como Phil Davis e Alex Gustafsson.   
  
"Eu posso estar vencendo caras que são grandes, e sempre serão, mas talvez o tempo deles já tenha passado. E possivelmente, algumas das mais difíceis lutas da minha carreira acontecerão quando eu começar a lutar com caras da minha idade. Caras que são novos no esporte como eu, e que tem ambições como as minhas, com uma nova empolgação e apreço pelo trabalho. Talvez estas sejam minhas lutas mais difíceis. Agora estou lutando com caras que já passaram do seu auge e estão me enfrentando no meu auge."  
  
É a resposta mais honesta que você vai conseguir, mas com certeza alguém vai achar algo de errado com ela. Esta é a vida nos dias de hoje sendo Jon "Bones" Jones, mas quando chega a hora, ele não permite que comentários negativos o coloquem para baixo. Especialmente em uma luta.  
  
"Toda vez que ganho uma luta, é uma bela recompensa para mim por tudo que passo e todo o treinamento", ele diz. "É uma linda, linda recompensa, e eu adoro. Tudo isso vale a pena."   

 

Watch Past Fights

Midia

Recente
Brasileiro faz a luta principal do UFC em Uberlândia, em 8 de novembro. Ele acredita que uma vitória o recolocará no caminho para disputar o cinturão. *Ingressos para o UFC Uberlânida - on.ufc.com/ingressouberlandia
29/10/2014
Atleta nigeriano-inglês diz que vencerá o brasileiro na luta principal do UFC em Uberlândia, em 8 de novembro. *Ingressos para o UFC Uberlânida - on.ufc.com/ingressouberlandia
29/10/2014
Lutador brasileiro afirma que o coração está 'pedindo para lutar' e que TJ tirou o sono dele. Por isso, Barão afirma que agora ele será o maior pesadelo do americano. Renan Barão encara Mitch Gagnon no UFC Barueri, dia 20 de dezembro.
28/10/2014
Octagon Girls do mostram os bastidores do UFC 179 Aldo x Mendes 2
27/10/2114