Prestes a se despedir, Vitor Belfort avalia carreira lendária no MMA

Aos 40 anos, brasileiro diz que irá se aposentar depois do UFC St. Louis
"Eu fiz o meu melhor. Acertei, errei e me doei. Chegou o meu momento de passar para a próxima jornada".

É assim que Vitor Belfort resume o seu atual momento no MMA. Veterano do esporte com 21 anos de carreira, o brasileiro vai pendurar as luvas neste domingo (14), após o combate contra Uriah Hall no UFC St. Louis.

UFC Belém: Cadastre-se e saiba tudo sobre o evento

A decisão já foi tomada, e Belfort garante que só uma proposta muito interessante ("algo como US$ 10 milhões) o faria mudar de ideia. Mas será que o clima de despedida em sua última semana de luta não atrapalha o "Fenômeno"?

"Acho que quando você vai nos seus termos, dá o seu melhor. Tudo tem seu tempo, e acho que aproveitei muito. Conversando ontem com o Matt Serra no podcast dele eu disse que durei até muito. Só tenho como agradecer", declarou em conversa com jornalistas brasileiros nesta quinta-feira (11).

Não há como negar que Belfort é uma das grandes lendas do esporte, e figura essencial para o crescimento da popularidade do MMA no Brasil. Cards históricos e conquistas épicas estão em seu currículo, e ainda assim sua despedida não tem recebido o tipo de atenção que outras aposentadorias receberam.

E, por ele, é melhor assim.

"É maravilhoso. Não existe card maior ou menor, é tudo luta. Para mim é uma alegria. Não gosto de dar tchau, fazer festa. Isso não é futebol, isso é luta. Não tem como ficar relaxado, é um esporte muito sério. Para mim é muito gostoso estar aqui".

Mesmo não competindo mais entre os profissionais, Belfort garante que não vai se afastar do mundo das lutas. Mas agora, depois de tantas glórias dentro do Octógono, ele quer ter suas vitórias fora dele.

"Vou treinar, me dedicar e ajudar as pessoas. Estarei sempre preparado porque gosto, é meu lifestyle. Estou muito decidido no que eu quero. Não é só dinheiro. Estou indo atrás do meu sonho, e hoje meu sonho é implantar minhas academias pelo mundo e ajudar as pessoas a terem qualidade de vida". 

Assine o Combate | Siga o canal do UFC no YouTube
Sábado, Outubro 27
Moncton, New Brunswick

Midia

Recente
Em 2007, o renomado fotógrafo Kevin Lynch publicou um livro de suas fotografias emblemáticas do UFC, que reestruturaria dramaticamente a imagem do esporte e dos seus atletas.
17/10/2018
Em 16 de outubro de 1998, na primeira edição do UFC no Brasil, Frank Shamrock defendeu o cinturão dos médios contra John Lober. Relembre!
16/10/2018
Há 20 anos, na primeira edição do UFC no Brasil, Pedro Rizzo nocauteava Tank Abbott. Relembre!
16/10/2018
Há 20 anos, na primeira edição do UFC no Brasil, Vitor Belfort vencia Wanderlei Silva de maneira avassaladora. Relembre.