Mark Munoz – Ele não é mais o cara bonzinho

“Quem merece a chance ao título sou eu. Eles perderam e estão falando sobre chances ao cinturão agora. Isso não faz sentido para mim... Nunca fui de falar muito, mas agora o jogo começou.” -  Mark Munoz  
UFC middleweight contender Mark Munoz
O competidor dos médios do UFC Mark Munoz sempre foi quieto, mas isto não quer dizer que ele não está prestando atenção no que está acontecendo na divisão até 84 kgs. Ele tem visto ‘trash talkers’ como Michael Bisping, e Chael Sonnen avançarem em suas carreiras falando por muito tempo e Munoz está cansado de ser visto como o cara bonzinho.

“Isto me irrita”, Munoz conta para o UFC.com.

Munoz é o cara que ganhou sete de suas oito lutas na divisão dos médios (sua única derrota foi uma decisão dividida para Yushin Okami em 2010) e quatro seguidas. Porém, o britânico Bisping está sempre na mídia dizendo que merece a chance ao cinturão, mesmo tendo perdido sua última luta. Sonnen pressionou o campeão Anderson Silva como nenhum outro fez, porém não existem dúvidas que todo o sua audaciosa provocação o ajudou a ganhar atenção.

“Quando eles falam coisas assim devem estar loucos, fora de controle”, diz Munoz. “Quem merece a chance ao título sou eu. Eles perderam e estão falando sobre chances ao cinturão agora. Isso não faz sentido para mim... Nunca fui de falar muito, mas agora o jogo começou.”

Munoz teve que se retirar de uma luta pela chance de se tornar desafiante n.1 contra Chael Sonnen em janeiro por uma lesão no cotovelo que precisou de cirurgia. Bisping entrou em seu lugar e perdeu para Sonnen, que então recebeu outra chance ao título contra Anderson Silva no UFC 148. Munoz se recuperou da cirurgia no cotovelo e agora está na luta principal do UFC de hoje a noite contra Chris Weidman em San Jose. Weidman é um lutador completo com um wrestling que venceu o ex-desafiante ao título Demian Maia em janeiro, apesar de aceitar a luta em cima da hora.

Munoz sabe que vai ter trabalho com Weidman, mas continua confiante que seu estilo de luta agressivo vai lhe levar a vitória. “Eu vejo um bom lutador (Weidman). Alguém que é bem completo, alguém bastante duro”, Munoz disse sobre seu oponente. “Ele é um bom lutador, mas explorei o que vi nele em sua última luta. Sem dizer muito, vou ser quem sou dentro do Octógono. Vou impor minha vontade. Não é segredo de que vou soltar bombas onde quer que eu esteja.”
 
Munoz claramente olha para sua luta contra Weidman como uma chance de lutar pelo título. Isto quer dizer que, se ele vencer, ele quer lutar contra Anderson Silva. A única coisa é que, os dois foram parceiros de treino e Munoz ainda tem Anderson como seu amigo. E ai vem a pergunta – As coisas ainda estão bem entre Munoz e “The Spider”?
 
“Ainda estou de bem com muitos dos caras da Blackhouse (a academia no sul da Califórnia onde Anderson faz muitos dos seus treinos) mas não tenho falado com Anderson ou com os irmãos Nogueira há tempos. Mas ainda falo com Ed Soares (manager de Anderson Silva) e ele explicou minha situação ao Anderson. É uma situação onde estou pisando em ovos porque Anderson é meu amigo. Mas eu quero ser campeão também. Não estou aqui para ser apenas um lutador do UFC... Eu pertenço no topo da nossa divisão e quero deixar isto claro na minha próxima luta.”


Watch Past Fights

Midia

Recente
Campeão dos leves fala da relação que tinha com o seu pai. "Tenho orgulho de manter a memória dele viva". Pettis enfrenta Gilbert Melendez no UFC 181, em 6 de dezembro. Veja o card completo - http://bit.ly/1yY8zv4
27/11/2014
UFC Minute host Lisa Foiles recaps this weekend's action in Austin and looks ahead to the highly-anticipated rematch between Johny Hendricks and Robbie Lawler at UFC 181 on December 6!
24/11/2014
O campeão Johny Hendricks enfrenta Robbie Lawaler, nos meio-médios, e Anthony Pettis coloca seu cinturão dos leves em jogo contra Gilbert Melendez. Confira os confrontos que definiram essas disputas, que acontecem em 6 de dezembro.
26/11/2014
Perdeu a joelhada de Fabrício Werdum em Mark Hunt? Confira alguns dos golpes mais bonitos do evento que deu o cinturão interinos dos pesados ao brasileiro. Assine o canal Combate: http://on.ufc.com/assinecombate
26/11/2014