Minotauro Nogueira - Ainda realizando sonhos

"A torcida brasileira me motiva, me puxa e faz eu me superar ainda mais. Não poderia desperdiçar a oportunidade de lutar aqui." - Minotauro Nogueira
UFC heavyweight Minotauro Nogueira
Com 33 vitórias (sete derrotas, um empate e um no contest), Minotauro Nogueira já afivelou em seu corpo cinturões como os do UFC e do Pride. Minota já derrotou oponentes como Randy Couture, Dan Henderson, Ricco Rodriguez, Mirko Cro Cop, Fabricio Werdum, Josh Barnett e Mark Coleman, entre tantos outros. Além disso, protagonizou uma das lutas mais épicas de todos os tempos, quando finalizou o gigantesco Bob Sapp no Japão em 2002, quando este estava no auge da forma física. Motivos de sobra para, aos 36 anos de idade e depois de lesões que fazem sentir dor todos os dias, pendurar as luvas e desfrutar os louros de ser um dos maiores lutadores em todos os tempos. Mas Minotauro carrega em seu corpo o DNA da superação, o mesmo que o fez vencer a morte depois de ser atropelado por um caminhão, quando criança.  
          
Neste sábado, o ídolo estará mais uma vez dentro do Octógono, na co-luta principal do UFC Rio 3, contra Dave Herman. Se a motivação já é algo normal na vida do lutador, para este desafio ainda há um combustível extra.        
        
"A torcida brasileira me motiva, me puxa e faz eu me superar ainda mais. Não poderia desperdiçar a oportunidade de lutar aqui."        
        
Minotauro não vai estar sozinho nas instalações da HSBC Arena, palco do show. Além do público que lotará o ginásio, fãs do atleta, mais seis companheiros de equipe estarão em ação: Anderson Silva, Fábio Maldonado, Erick Silva, Wagner Caldeirão, Rony Jason e Renee Forte compõem o card. A participação em peso da Team Nogueira dá mais força a Rodrigo.  
      
"Treinamos todos juntos, unidos. Isso trouxe uma energia diferente. A galera estava toda junta no treinamento, sabendo que estaríamos em ação juntos, no mesmo dia." Ele diz. "Então são duas coisas incríveis, porque lutaremos juntos, pelo nosso time, e na frente da torcida brasileira. É um evento diferente, o clima vai ser ótimo.
   
"É a realização de um sonho por conta da minha equipe, a Team Nogueira. Estamos em mais da metade das lutas do evento, atletas de uma mesma equipe! Imagina como vai ser estarmos lá juntos, lutando?".        
        
Dave Herman é mais novo, tem 28 anos. É um atleta que vem de duas derrotas, mas é perigoso, com 15 nocautes e cinco finalizações a favor, além de já ter emplacado uma série de 15 triunfos. As estatísticas não abalam Minota.      
        
"Quem estiver na HSBC Arena ou assistindo em casa tenha certeza que será um excelente show! Todos nós fizemos o nosso trabalho, treinamos pesado, duro, e estaremos prontos para a nossa missão no dia. Podem torcer!", avisa ele, que prevê ótimas apresentações de todos do seu time.       
         
"O mais importante é que estou muito feliz, ainda mais por conta de estarmos juntos. Como disse, é uma realização. Todos nós estaremos muito bem treinados, não apenas eu", finaliza.         


 

Watch Past Fights

Sábado, Outubro 25
23h
BRT
Rio de Janeiro, Brazil

Midia

Recente
Os jornalistas Davi Correia (UFC.com.br), Guilherme Cruz (MMAFighting) , e Ivan Raupp (Combate.com), conversam sobre o card principal do UFC 179, no Rio de Janeiro. O brasileiro é favorito, mas precisa tomar cuidado com o jogo de wrestling de Chad Mendes.
23/10/2014
Fotos da pesagem do UFC 179 no Ginásio do Maracanãzinho em 24 de outubro, 2014 no Rio de Janeiro (Fotos de Josh Hedges/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images)
24/10/2014
Confira os melhores momentos dos lutadores na balança. O campeão José Aldo garantiu que vencerá Chad Mendes, nos penas. "Esse cinturão vai continuar no Brasil.
24/10/2014
Enquanto Aldo e Chad treinavam no Rio para o UFC 179, Conor McGregor desembarcava na cidade com a língua afiada. Na saída do aeroporto, pediu se o motorista não o levaria até a favela do José e mandou dizer que irá tomar o cinturão do brasileiro.
24/10/2014